• Home
  • |
  • Gestão Financeira
  • |
  • Formas de Pagamento: quais são as principais + 5 benefícios de oferecer várias opções ao seu cliente

Formas de Pagamento: quais são as principais + 5 benefícios de oferecer várias opções ao seu cliente

Por Diego Contezini
Publicado em 21 de novembro, 2014 | Atualizado em 8 de dezembro, 2020

Diversificar é palavra de ordem no mundo corporativo. O empreendedor de vanguarda oferece aos seus clientes vários tipos de produtos e serviços, além de múltiplos canais de comunicação e de vendas. No entanto, apenas isso não é suficiente: também é essencial diversificar as formas de pagamento e oferecer várias opções para os clientes realizarem a compra. Dessa forma, você facilita a vida dos consumidores, fatura mais e aumenta as chances de receber em dia.

Leia o artigo e entenda quais são as principais formas de pagamento e o que levar em consideração na hora de escolher os meios de cobrança do seu negócio.

Conteúdo

Quais são as principais formas de pagamento?

Um estudo da Distrito mostrou que o dinheiro continua sendo o meio de pagamento mais utilizado no Brasil, seguido do cartão de débito e de crédito, respectivamente. Mas, além dessas, quais as outras formas de pagamento que podem ser utilizadas e quais os benefícios de cada uma?

Dinheiro

É uma das mais antigas e tradicionais formas de pagamento. Embora cada vez mais pessoas estejam aderindo ao pagamento digital, não podemos ignorar a importância do dinheiro em espécie no mundo dos negócios. O dinheiro é especialmente relevante para empresas que vendem produtos com um ticket médiobaixo, como comércio e serviços com menor valor agregado.

Soma-se a isso, o fato de que muitos brasileiros ainda não têm contas digitais ou bancárias. Logo, uma parcela expressiva de consumidores não têm acesso às facilidades de pagamento oferecidas pela tecnologia. Portanto, mesmo que com uma menor circulação, deixar de realizar uma venda por não apresentar as condições necessárias para transações em dinheiro, como cédulas no caixa e acesso a troco, pode ser um grande erro.

Cartão de débito

É uma alternativa muito popular nos tempos atuais, quando as pessoas evitam andar com quantias elevadas de dinheiro na carteira. O débito oferece muito mais facilidade e comodidade para o pagamento de compras à vista, e é muito mais seguro que o dinheiro em espécie.

Além de muito utilizado pelos consumidores, o débito é um tipo de transação financeira que permite que o dono do negócio receba o pagamento no mesmo instante, o que otimiza o fluxo de caixa da empresa e evita que estabelecimentos físicos acumulem dinheiro vivo no local.

Para viabilizar essa forma de pagamento, é possível adquirir uma maquininha de cartão, que pode ter um valor fixo de aquisição ou gerar um custo mensal, além da taxa cobrada por transação. Atualmente, também existem aplicativos de cobrança que permitem cobrar via cartão sem a necessidade de ter uma maquininha, como é o caso do Asaas, por exemplo.

Cartão de crédito

Também é uma forma de pagamento muito popular, pois oferece a facilidade de parcelar as compras de produtos ou serviços ou, ainda, agendar o pagamento para uma data que seja mais conveniente para o consumidor.

As empresas que oferecem produtos e serviços com um valor de compra mais alto podem usar o cartão de crédito para alcançar um público com menor poder aquisitivo, adequando as condições de pagamento à realidade do público.

Isso pode explicar a grande quantidade de pessoas utilizando o cartão de crédito nas compras online. Portanto, para e-commerce, é fundamental aderir a essa tendência e escolher a melhor bandeira de cartão de crédito para sua loja virtual, buscando alcançar um público consumidor maior.

Boleto bancário

Justamente pela diversidade de opções de pagamento disponíveis, os boletos bancários vêm perdendo espaço. Contudo, ainda são responsáveis por uma parcela expressiva de compras e são muito procurados por consumidores de e-commerce.

O boleto bancário tende a ser mais seguro, já que não é preciso passar dados do cartão pela internet. Por isso, a procura permanece no mundo dos negócios digitais. Os boletos não têm um vínculo de pagamento, como o cartão de crédito, portanto, é preciso contar com o comprometimento do cliente.

Ainda, como é estipulada uma data de pagamento, que pode ser distante do momento da compra, é preciso ser cuidadoso com o controle de estoque e se certificar da correta fiscalização da entrada de ativos.

Link de pagamento

Muito utilizado por empresas que comercializam produtos e serviços por meio de redes sociais, como o Facebook, Instagram e WhatsApp, já que proporciona uma forma de pagamento sem a necessidade de abrir uma loja virtual ou ter uma máquina de cartão.

Para disponibilizá-lo, é preciso ter uma conta em um intermediador de pagamentos, como o Asaas, ou carteira digital e disponibilizar um link de pagamento com o valor que será cobrado do cliente. De maneira simplificada, o consumidor é direcionado a uma página que faz a análise imediata de crédito do cliente e envia os dados para a operadora de cartões.

Com esse tipo de cobrança, os clientes têm acesso a todas as formas de pagamento atuais e ainda facilita muito a vida do empreendedor. É importante ficar atento às taxas cobradas sobre cada transação.

Pix

O Pix é o novo sistema de pagamento instantâneo criado pelo Banco Central e tem como grande vantagem realizar transações 24 horas por dia, 7 dias na semana. Além disso, o pagamento ou transferência via Pix leva apenas 10 segundos para ser realizado, utilizando apenas o CPF ou número de celular, diferentemente de TEDs ou DOCs.

O PIX elimina a necessidade de intermediários e do emissor de cartão, bem como a necessidade da maquininha e da bandeira de cartão. A partir de uma conta de origem, o valor é transferido para uma conta de destino, instantaneamente e em segundos.

Depósito bancário

Por ser livre de taxas de pagamento, e pelo fato do dinheiro cair na conta do empreendedor em pouco tempo, no máximo 24 horas, essa forma de pagamento é utilizada por donos de lojas virtuais e e-commerces. Esse tipo de negócio pode se valer de produtos com alto valor agregado ou exclusivos e despertar a atenção do cliente, fazendo com que se interesse pelo produto e compre usando essa forma de pagamento.

Pagamento por aproximação

Tendência que vem crescendo, principalmente por evitar o contato e a troca de objetos, como o cartão físico, essa modalidade permite que o pagamento seja feito por meio da aproximação entre um dispositivo (smartphone) e uma máquina de cartão.

É possível também usar as pulseiras e os relógios inteligentes, sendo que valores inferiores a R$ 50 costumam ser aprovados sem a necessidade de informar a senha. Muito mais rápido e eficiente!

Carteiras digitais

Para preservar a privacidade de dados bancários e cadastrais, é possível utilizar aplicativos para fazer compras. Esses aplicativos armazenam os dados do dono da conta e viabilizam o pagamento de maneira mais segura, já que o cliente não terá que informar os dados.

Com a possibilidade de inovar e preservar a privacidade de informações, esse tipo de pagamento vem crescendo e atraindo mais empresas tecnológicas e novos consumidores.

Por que diversificar as formas de pagamento? Conheça 5 vantagens

O consumidor pode decidir adquirir ou não determinado item, simplesmente em razão das formas de pagamento a que tiver acesso. Portanto, se você quer atrair mais clientes, diferencie-se dos seus concorrentes e ofereça aos consumidores todas as facilidades possíveis na hora de pagar pelas compras.

O empreendedor de hoje pode optar pelas mais diversas formas de pagamento, independentemente de trabalhar com comércio ou serviço. O segredo na hora de escolher é verificar quais são as opções mais seguras disponíveis no mercado, tanto para o cliente quanto para a saúde financeira do negócio.

Cheques e notas promissórias, por exemplo, são alternativas já consideradas ultrapassadas e podem ser descartadas, uma vez que têm altas taxas de inadimplência. Afinal, quais as vantagens de diversificar as formas de pagamentos no seu negócio? Confira abaixo a lista que separamos para você, com os principais benefícios:

1. Evitar fraudes

Se você não contar com opções seguras de recebimento, todo o negócio estará suscetível a fraudes. Além de fraudes em cédulas e cheques, existem outras maneiras do comerciante ser enganado, como a falta de fundos e a clonagem de cartões, que podem pôr em dúvida a credibilidade do negócio.

2. Oferecer comodidade

Imagine que um dos seus melhores clientes deixou a carteira em casa no momento de pagar a compra. Ou vamos supor que você esteja fechando negócio com um consumidor moderno que não utiliza os tradicionais cartões. Perder uma venda fará com que a saúde financeira do negócio seja comprometida e que a expectativa do cliente seja abalada.

3. Evitar desistências

Como algumas formas de pagamento são mais acessíveis e versáteis que outras, muitos consumidores já dão preferência para as mais inovadoras. Descobrir que o negócio só oferece as tradicionais maneiras de venda, pode fazer com que o cliente dê preferência ao concorrente.

4. Oferecer inovação

Ao oferecer novas formas de pagamento, a empresa também trabalhará o conceito de inovação dentro do negócio. Os pagamentos por aproximação e Pix são bons exemplos. Não é preciso de cédulas de papel e nem cartão. Tudo pode ser feito de maneira instantânea e acessível.

5. Faturar mais

Até aqui você viu que a diversificação dos pagamentos significa menos desistências e menor risco e inadimplência e fraudes, além de maiores índices de satisfação do cliente. Na prática, isso significa mais vendas e melhores resultados no faturamento, além de atrair mais clientes, é claro.

O que considerar ao escolher uma nova forma de pagamento?

As taxas cobradas pelo uso das diversas formas de pagamento devem ser pesquisadas com atenção. Os aluguéis e taxas cobrados pelas operadoras de máquinas de cartão de crédito podem ser altas e comprometer o lucro do negócio, por exemplo. Se esses custos extras forem repassados para o consumidor, o valor cobrado será alterado e pode influenciar na decisão de compra do cliente.

Portanto, leve em consideração os seguintes fatores:

  • conheça seu público e saiba como preferem realizar o pagamento;
  • analise os concorrentes e as alternativas de pagamento ofertadas;
  • verifique a cobrança de taxas e se o seu negócio pode arcar com elas;
  • veja a possibilidade de integração entre o seu negócio e os meios de pagamento;
  • priorize a segurança do usuário.

São muitas as maneiras e vantagens de melhorar as formas de vender em um negócio, correto? É preciso conhecer as alternativas possíveis e entender como elas podem ser implementadas no negócio, considerando as variáveis e taxas extras, para que sejam feitas de maneira correta. Muita pesquisa de mercado deve ser feita nesse momento, mas, com certeza, os resultados serão satisfatórios.

Então, ficou claro para você quais as diversas vantagens e possibilidades de diversificar as formas de pagamento? Com o Asaas, você pode oferecer várias formas de pagamento através de uma única ferramenta e automatizar as cobranças. Confira 12 motivos para automatizar suas cobranças!

No Asaas você tem transferências gratuitas para o cartão Asaas