Sua startup precisa de uma API?

startupFoursquare, Twitter, Facebook, Google Maps, YouTube e até Globo.com. O que essas startups, produtos e grandes empresas têm em comum, além de estarem na internet? Todas elas criaram uma API. Caso você não esteja familiarizado, API (do inglês, Application Programming Interface), refere-se a um conjunto de funções construídas em uma aplicação ou software para uso por outros aplicativos externos.

Cada vez mais, empresas de tecnologia têm percebido a importância de ter APIs. Não apenas como uma extensão do seu aplicativo, mas como estratégia de negócios. APIs são responsáveis por criar uma comunidade em torno da sua tecnologia. Tornando outras empresas e seus usuários dependentes de você. Mesmo que você não esteja pensando em modelo monetário para ela, apenas esse ecossistema criado já é um grande ativo para a sua startup.

Exemplos disso não nos faltam: o Facebook permite que outros sites implementem formas de acesso através da Open Graph, sua API. Isso facilita para os usuários ao mesmo tempo que os torna dependentes. O Globo.com, apenas para citar um caso brasileiro, através da sua API, entrega para diversos outros sites notícias sobre política, futebol, novela e mais diversos temas. Gerando, assim, cliques e pageviews para as suas páginas.

APIs favorecem o desenvolvimento de código

Para as startups que procuram construir sua primeira API, a recomendação é que se aproxime ao máximo da sua camada principal de dados. Isso não deve ser pensado apenas no momento de se criar a API, mas desde o início da construção da aplicação. Com isso em mente, você obriga sua equipe a imaginar todos os possíveis casos de uso para os seus dados. Dessa forma, você identifica com mais clareza os problemas que seu negócio precisa resolver. Ao mesmo tempo, entende como outras pessoas irão interagir com os seus dados, incluindo potenciais parceiros que você pode encontrar ou mesmo empresas interessadas em adquirir sua startup.

Mas há outras vantagens: pensando em APIs desde o início, você cria uma base de código unificada para poder manter aplicativos voltados para dentro e para fora. Não há nenhum trabalho adicional para a abertura da API, apenas um conjunto de regras para quem tem acesso aos métodos dela.

Em cima de toda a flexibilidade em termos de funcionalidades, usando uma API com a camada de dados que você realmente precisa escalar, é possível até mesmo lançar sistemas separados em nuvem. Criando novas formas de monetização.

Crie uma API para você mesmo

Se ainda não estiver convencido que sua startup precisa de uma API, pense nela com um uso interno em primeiro lugar. Isso realmente faz sentido se o seu produto é novo e você não tem nenhum motivo para fazer uma API disponível para usuários externos. Se você começar a criar uma API agora, ela será completa o suficiente para liberar para o uso externo no futuro. Se o caminho for o contrário, sua API terá que encapsular todas as funcionalidades já implementadas no seu aplicativo. Se seu produto ou serviço for muito complexo, todo esse processo pode ser assustador.

Começar com uma API também ajuda a garantir uma documentação eficaz, pois obriga seu time de desenvolvimento a imaginar o momento em que tudo vai estar pronto para o lançamento dela para uso externo.

Mantenha-se atualizado

Atualizar a versão da sua linguagem de desenvolvimento ou do seu banco de dados pode aumentar a capacidade da sua startup de gerir informações maiores, e de forma rápida e eficiente. Isso melhora consideravelmente a sua capacidade de se adaptar às necessidades dos seus usuários quando for preciso.

Dessa forma, a API pode ser o principal fator para manter sua aplicação atualizada. Em geral, a maioria das aplicações web precisam ser reescritas a cada ano ou dois. Isso pode acontecer até em intervalos menores de tempo, caso alguma nova funcionalidade precise ser implementada. Começando pela API, essas atualizações ficam mais dinâmicas e fáceis de administrar.

Você não precisa ser o Facebook ou o Twitter para ter uma API. Você nem precisa ter o primeiro usuário para ter uma, desde que entenda as vantagens da API para a sua startup. Além de construir uma aplicação mais sólida e escalável desde o início, quando a hora chegar, você estará preparado para abrir seu software para que outras empresas se aproveitem dele. Criando uma rede onde você é o principal ativo. Isso te dará uma enorme vantagem.

banner_rodape

Gerar boleto

Esteja sempre bem informado sem pagar nada!

Cadastre-se e receba um e-mail semanal com as últimas novidades do blog.