Quer ser autônomo? Saiba 5 erros comuns que você precisa evitar

quer_ser_autonomo.jpg.jpeg

A lei da mais-valia, cunhada por Marx, mostra a diferença entre o valor final em relação à soma dos custos de produção e do valor do trabalho. Essa é a base do sistema capitalista.

Se Marx estivesse vivo hoje em dia, ia ver a transformação que a nossa sociedade está passando. Muitos colaboradores que estão dentro de um sistema, como médicos, dentistas, advogados, contadores, estão se transformando em profissionais autônomos e abrindo seu próprio negócio.

Por isso, neste post, vamos mostrar quais são os erros mais comuns quando uma pessoa resolve começar uma carreira como profissional autônomo. E também vamos mostrar como corrigi-los o mais rápido possível. Confira!

Esquecer do planejamento financeiro

É normal que no começo, os profissionais confundam a atividade profissional com a pessoal. Esse é um dos erros mais comuns, porque as pessoas se perdem na contabilidade da empresa. Mantenha o seu controle separado, para saber, inclusive, se está ganhando ou gastando dinheiro com o trabalho de autônomo.

Não ter uma rotina

Você é seu próprio chefe, mas isso não significa que não seja necessária uma rotina. Deixar os processos muito bem definidos evita desperdícios, além de economizar tempo. Os profissionais autônomos têm que se policiar para acordarem em horários específicos, trabalhar algumas horas por dia e ainda deixar aquelas decisões rotineiras no piloto automático.

Não fazer um plano de negócio

Pode parecer um pouco chato, mas o plano de negócio é absolutamente essencial para a sobrevivência de qualquer empresa. É importante fazer um estudo sobre o público-alvo, como funciona a demanda do produto, precificar, estabelecer seus diferenciais e ainda escolher a oferta e a abordagem de venda.

Não controlar o fluxo de caixa

E afogar o negócio em dívidas! Claro que existem algumas atividades em que é necessário investir o seu tempo e  seu conhecimento no assunto. Como criar uma identidade visual, por exemplo. Em outras, o ideal é contratar um especialista.

Investimentos são importantes, mas é essencial decidir se eles realmente darão retorno e quando isso acontecerá. Se você destinar uma grande parte das receitas para as dívidas, a chance é acabar com a liquidez do seu negócio. Isso significa não ter uma reserva no momento em que a empresa passar por uma situação emergencial.

Contar com dinheiro que está no plano das promessas

A maioria dos empreendedores de primeira viagem começa a planejar investimentos e dívidas levando em consideração apenas o plano das promessas (a quantia que ainda não entrou no caixa da empresa). Isso é praticamente um tiro no pé. Por isso, aposte em uma gestão fiscal para a sua empresa.

Para finalizar, segue uma dica bônus: nem tudo é um mar de rosas se quando o assunto é empreendedorismo, mas resiliência é uma das palavras mais importantes para quem está começando. As dificuldades vão aparecer, mas precisam ser encaradas como desafios que devem ser superados diariamente. Mantenha a motivação em alta. E para te dar aquele empurrãozinho, saiba mais sobre como cobrar aqueles clientes que são inadimplentes.

Este conteúdo foi útil para você? Então assine a nossa newsletter e fique por dentro de outras dicas como essas!

Gerar boleto

Esteja sempre bem informado sem pagar nada!

Cadastre-se e receba um e-mail semanal com as últimas novidades do blog.