Empreendedorismo: Amigo e sócio! Saiba lidar com a situação

empreendedorismo

Não há dúvidas que seguir o empreendedorismo e abrir um negócio com um amigo pode ter diversos benefícios. Afinal, já existe afinidade e confiança entre as pessoas, o que pode ser muito bem utilizado em uma sociedade. No entanto, quando a empresa cresce e obtém lucros, mais decisões profissionais precisam ser tomadas e, normalmente, as diferenças começam a aparecer. Nessas horas, infelizmente muitas sociedades têm problemas administrativos e algumas amizades se perdem, por causa de pontos de vista distintos sobre a gestão empresarial.

Porém, ser amigo e sócio ao mesmo tempo é plenamente possível e pode dar muito certo se você e seu parceiro souberem lidar com as dificuldades quando necessário. Além disso, existem algumas ações que vocês podem tomar, desde o início da sociedade, que evitam diversos conflitos no futuro. Confira a seguir!

Definam objetivos

Quando se começa uma sociedade, geralmente as pessoas têm as mesmas ambições e o mesmo foco. Entretanto, com o passar do tempo e as mudanças que ocorrem na vida de cada um, isso pode mudar. O profissional, por exemplo, que concordava em reaplicar o lucro da empresa nos negócios, pode acabar tendo uma família grande e, com isso, querer adquirir carro e casa com o rendimento financeiro da organização. Por esse tipo de motivo, definam objetivos claros e específicos logo no início da sociedade, que deverão ser seguidos, garantindo a estabilidade do negócio.

Assumam funções complementares

Se você e seu sócio administrarem a mesma área na sociedade, haverá mais riscos de discordância com o tempo. Assim, ainda que a formação de vocês seja a mesma, o ideal é que vocês se complementem: se um tem mais aptidão para trabalhos burocráticos, seria bom que o outro pode cuidar do relacionamento com clientes e fornecedores, por exemplo. Desse modo, cada um fica responsável por uma área da empresa, podendo trocar melhores ideias e fazer o negócio crescer.

Mantenham a transparência

Para que uma parceria dê certo no mundo dos negócios, é necessário total transparência entre as partes. Tudo que um sócio faz com relação à empresa deve ser informado ao outro, como trabalhos, despesas e investimentos. As responsabilidades de cada um devem ser claramente definidas e assumidas no dia a dia. Se algo precisa ser corrigido nas atitudes de um sócio, deve haver um diálogo aberto e profissional para que as situações sejam resolvidas sempre com rapidez.

Tenham postura profissional

Embora haja amizade, é importante que os assuntos ligados à empresa sejam tratados de forma profissional, sem subjetividades. A intimidade muitas vezes faz com que nos demos liberdade para tratar o outro de forma informal e, mesmo em discussões empresariais, trazer à tona assuntos relacionados à amizade e não ao negócio. Isso não é benéfico para a empresa, nem para a amizade. Portanto, tentem não misturar os assuntos, tendo uma postura profissional ao tratar de negócios, como teriam com qualquer outra pessoa desconhecida.

Documentem todas as decisões

Deixar tudo documentado, desde o início, é uma segurança para os dois lados de que nada será esquecido ou feito de forma diferente do combinado, assim evitando problemas. Então, é importante que haja um contrato social claro, com as condições que nortearão  a sociedade. Da mesma forma, documentem decisões, processos e responsabilidades, para que não haja dúvidas posteriormente, gerando desconfiança e discussões. Evite decidir qualquer coisa apenas por palavras.

Se você tem uma sociedade com amigo, aproveite os benefícios de dividir um negócio com alguém que você confia e tem afinidade. Contudo, saiba também que dificuldades poderão surgir e você precisa estar preparado para superá-las. Seguindo essas dicas, grande parte dos conflitos serão minimizados e a sua sociedade entre amigos poderá se desenvolver com sucesso.

banner-rodape-post-blog

 

Gerar boleto

Esteja sempre bem informado sem pagar nada!

Cadastre-se e receba um e-mail semanal com as últimas novidades do blog.