Dicas para utilizar APIs na sua startup

958915_sphereAPI, de Application Programming Interface (ou Interface de Programação de Aplicativos), é um conjunto de rotinas e padrões estabelecidos por um serviço para permitir que outros serviços tirem proveito de suas informações sem que haja necessidade de uma integração profunda entre os softwares. Vários processos são facilitados a partir do uso de APIs.

Nos últimos anos, com o crescimento da web 2.0, a chamada web social, o uso de APIs se popularizou entre os desenvolvedores. Se tornando, assim, um instrumento para que seus serviços fossem utilizados por outros desenvolvedores, estendendo as funcionalidades do programa e combinando as informações entre diferentes plataformas.

Listamos a seguir alguns APIs populares entre empresas e usuários que vão te ajudar a entender melhor como essa ferramenta funciona.

A Open Graph

Um exemplo disso é a API do Facebook, chamada de Open Graph. Através dela é possível criar botões de login na sua plataforma aproveitando os dados do Facebook, como nome, foto, e-mail e senha. Economizando tempo e facilitando a entrada do usuário no seu serviço. A Open Graph também permite que sua aplicação “leia” o que o seu usuário mais gosta, a que filmes assistiu, quais são suas bandas favoritas, cidades por onde passou, data de aniversário e até o estado civil. Todas essas informações dão um conhecimento ímpar sobre o seu usuário desde o primeiro dia.

A Open Graph também permite que se crie aplicativos, jogos e serviços dentro da plataforma do Facebook. Gerando, assim, um ecossistema completo para as startups. Empresas como a Zynga, criadora do FarmVille, faturam milhões criando jogos para o Facebook utilizando a Open Graph.

A API do Twitter

O Facebook popularizou o uso de APIs entre startups, mas não é único na internet. Com um uso muito parecido, a API do Twitter também oferece a opção de cadastro através de um clique mas também foca em aumentar sua base de usuários através de Twitter Cards, onde você consegue incorporar nas publicações informações do seu produto, como fotos, descrição, preço e estoque. A intenção é se aproveitar do caráter social para alavancar as vendas de lojas virtuais.

As APIs de geolocalização

Com um poder muito grande de personalização, mas com pouco uso no Brasil, se destacam as APIs de geolocalização, como a API do Foursquare e do Google Maps. Apesar de parecer uma rede social sem muito propósito, o Foursquare, onde você marca os lugares por onde passa, revela muito sobre o seu usuário: lugares preferidos, comidas que ele aprecia, os hábitos, etc. É possível tirar proveito dessas informações oferecendo dicas, engajando em jogos, realidade aumentada e até parcerias com estabelecimentos.

APIs que te ajudam a criar

Mas não apenas de social vivem as APIs. Outro uso muito interessante é para a criação de mash-ups, sites personalizados ou aplicações web que usam conteúdo de mais de uma fonte para criar um novo serviço completo. Por exemplo, você pode criar uma livraria virtual utilizando a API da Amazon, que fornece todos os dados de todos os livros disponíveis. Sua preocupação nesse caso é trabalhar na interface do usuário e na usabilidade, deixando para a API toda a parte de manipulação de dados. Um segundo exemplo é a API do YouTube: através dela é possível construir um completo serviço de streaming de música sem ter que se preocupar em negociar os direitos autorais com cada gravadora.

Vantagens ao usar APIs

O bacana no uso de APIs na sua startup é, entre outras coisas, oferecer um serviço mais personalizado para o seu usuário, principalmente os novos. Poucas pessoas gostam de preencher diversos formulários para contratar um serviço, então usar o login via Facebook vai aumentar suas conversões. Além de ter as informações mais básicas você também saberá do que seu cliente gosta sem precisar forçá-lo a responder vários questionários.

Aproveite que você pode descobrir os hábitos de cada pessoa que passa pelo seu site para oferecer produtos de acordo com as preferências dela. Se eu gosto de ouvir rock, dificilmente irei comprar um CD de música clássica. As APIs estão aí para entregar mais do que um simples botão de Like ou Tweet, elas podem transformar a experiência do seu site, criando uma imersão completa e fazendo com que o seu usuário retorne todos os dias. De preferência, para comprar mais.

Dúvidas ou experiências com APIs? Deixe um comentário!

banner_rodape

Gerar boleto

Esteja sempre bem informado sem pagar nada!

Cadastre-se e receba um e-mail semanal com as últimas novidades do blog.