Dados Econômicos e Mercado

controle-financeiro-instituto-monitor

O principal índice acionário brasileiro, o IBOV, começou junho em alta, subindo 2,8% em seus dois primeiros pregões. Porém, o cenário não é o mesmo nesta quarta-feira, já que índice está em queda de 1%.  Espera-se ainda a decisão do COPOM(Cômite de Política Monetária), que deve elevar mais uma vez a taxa de juros visando conter a inflação, o mercado espera uma elevação de 0,5%, chegando ao maior patamar desde agosto de 2006 em 13,75% ao ano.

O dólar sofreu um recuo e está cotado em R$3,10 atualmente. Lá fora o mercado opera em alta com a decisão do Banco Central Europeu (BCE) de manter a taxa de juros a 0,5% ao ano, e a expectativa é boa para divulgação dos dados econômicos da maior economia do mundo, os EUA. Aliás, os Estados Unidos vem mostrando bons sinais de recuperação, indicando uma possibilidade de retomada de crescimento mundial.

Aqui no Brasil muito tem-se falado sobre o mercado imobiliário, já que com a evasão de capital da poupança para aplicações de renda fixa, que são melhor remuneradas pela alta na taxa de juros, os bancos ficam sem fonte para financiar o mercado. Em consequência disso o crédito para financiamento da construção civil acaba ficando mais difícil. Vários especialistas aguardam uma correção nos preços, por isso vale a pena ficar de olho nas oportunidades.

Com as várias elevações na taxa de juros muitos mercados vem sendo afetados, um deles é o setor industrial, que teve seu terceiro mês seguido de retração, somando uma queda de 3,2% só em 2015.

O Autor
Vice-presidente no Asaas
Gerar boleto

Esteja sempre bem informado sem pagar nada!

Cadastre-se e receba um e-mail semanal com as últimas novidades do blog.