• Home
  • |
  • Cobrança
  • |
  • Controle de inadimplência: como fazer de forma eficiente

Controle de inadimplência: como fazer de forma eficiente

Por Eduardo Kruger
Publicado em 26 de junho, 2017 | Atualizado em 20 de julho, 2022

Trabalhar com dedicação, atender clientes e fornecedores e ainda realizar cobranças são apenas algumas das inúmeras responsabilidades de uma empresa. Aliás, no post de hoje falaremos sobre o controle de inadimplência, uma estratégia que exige atenção.

Você tem tido muitos problemas com clientes inadimplentes? Não sabe como organizar os dados financeiros e acaba sentindo dificuldades de cobrar no dia certo? Apesar de parecer um grande problema, existem algumas ideias que podem facilitar sua vida e fazer disso uma tarefa menos constrangedora.

Por isso, se você quer aprender a controlar a inadimplência em seu negócio, continue com a leitura!

Conteúdo:

Qual a importância do controle de inadimplência para a empresa?

O controle de inadimplência muito importante para empresas. O dinheiro que move a atividade vem dos pagamentos dos clientes e se eles começam a não cumprir com suas obrigações, seu negócio pode ser comprometido.

Então, para você continuar a trabalhar e ter bons lucros, seus clientes precisam estar em dia. Por isso, não acompanhar de perto o aumento de clientes com dívidas pode ser um erro fatal.

Como fazer o controle de inadimplência?

Como a missão do nosso blog é sempre ajudá-lo a lidar melhor com o dinheiro e as finanças de seu negócio, preparamos uma dica infalível para você controlar a inadimplência de seus consumidores. Existem diversas formas de fazer o controle de inadimplência: formulários, planilhas e sistema de cobrança de inadimplentes são algumas delas.

Já experimentou utilizar uma plataforma de gestão financeira para organizar e controlar o nível de inadimplentes? É sempre bom lembrar que a organização é o primeiro passo para conseguir bons resultados. Afinal, ter em mãos todos os dados e informações necessárias reduz as chances de erros e torna o processo de cobrança muito mais eficiente.

Em contrapartida, quando você conta com a ajuda de uma planilha, identificar os clientes que estão em atraso e o tempo que a parcela está em aberto não é uma tarefa difícil, porém, necessita de maior tempo de manutenção dos dados.

Veja algumas formas de controle de inadimplência, que possibilitam a realização da cobrança antes que a dívida se torne mais antiga e o prejuízo aumente.

Planilha de controle de inadimplência

Conforme dito, uma planilha de controle é uma ferramenta muito útil e importante para a sua saúde financeira. Mas, quais funções ela precisa ter?

Em resumo, como o propósito é simplificar o acompanhamento das dívidas de seus clientes, é preciso que essa planilha seja fácil de manusear e contenha os seguintes campos:

  • nome e demais dados do cliente;
  • valor da compra total;
  • número de parcelas pagas e em aberto;
  • informações sobre a negociação — se o contato já foi feito, se o cliente aceitou a proposta, prazos e valores acordados.

Outro ponto importante diz respeito ao cálculo de multas e juros. É aconselhável que você utilize um sistema que faça esse cálculo automático — isso evita erros e reduz o tempo gasto com essa atividade.

Sistema de controle de inadimplência

A automatização dos processos faz com que os erros gerados pelo preenchimento inadequado das planilhas de controle de inadimplência, sejam reduzidos. Além disso, as funcionalidades disponíveis garantem:

  • Melhoria no processo de tomada de decisão;
  • Melhoria no atendimento pós-venda;
  • Dados atualizados diretamente no sistema de cobrança de inadimplentes;
  • Agilidade nos processos operacionais;
  • Confiabilidade de resultados.

Com o sistema de cobrança de inadimplentes você pode emitir lembres de cobrança, enviando notificações automáticas via e-mail, SMS e WhatsApp, estabelecendo uma régua de comunicação. Além disso, é possível realizar negativação no Serasa, garantindo o recebimento da dívida.

Sistemas de gestão financeira, como o Asaas, disponibilizam dashboard com os principais indicadores de saúde financeira. Com soluções flexíveis e métodos de cobrança de dividas, é possível zerar a inadimplência da sua empresa.

Como fazer controle de cobrança?

Seja de forma automática ou não, é necessário buscar meios de facilitação do processo de cobrança em seu negócio. Para isso, é preciso trabalhar preventivamente e evitar que seus clientes deixem de pagar suas dívidas.
Por isso, acompanhe a seguir algumas dicas para receber dentro do prazo:

1. Seja claro no momento da venda

Ser claro e transparente no momento da venda é muito importante para combater a inadimplência. Não deixe de informar as condições de pagamento, o valor total da compra, as datas das futuras parcelas e, claro, as consequências caso o cliente atrase o pagamento.

2. Envie lembretes sobre o dia do vencimento

Alguns consumidores deixam de arcar com suas obrigações por esquecerem a data do pagamento. Ora, se esse é o único problema, então antecipe-se e envie lembretes e notificações informando o dia do vencimento da parcela.

Mas, atenção! Seja educado e, se possível, faça isso de maneira automatizada — essa estratégia diminui o tempo gasto e padroniza o lembrete, dando um tom mais profissional à notificação.

3. Negocie as formas de pagamento

É importante dar aos seus clientes diversas opções de pagamento, já que isso facilita que eles fiquem sempre em dia. Porém, tenha cuidado com algumas dessas modalidades, como notas promissórias, cheques e crediário.

Priorize o cartão de crédito e o boleto bancário. Além disso, dê um bom desconto para compras à vista, isso incentiva o consumidor a quitar toda a dívida de uma só vez.

4. Conheça o histórico do cliente

Uma maneira muito eficiente de conhecer seus clientes e identificar aqueles que têm mais dificuldades em pagar as parcelas em dia é a análise do histórico de suas compras. No entanto, para que isso seja possível, é preciso manter os dados sempre organizados e atualizados.

Ao identificar um cliente com histórico ruim, não é necessário negar a venda parcelada a ele. No entanto, programe-se para oferecer formas menos flexíveis e com menos riscos, como o cartão de crédito.

5. Fique atento ao calendário

Existem épocas do ano em que, naturalmente, nos endividamos mais. Os três primeiros meses, por exemplo, costumam ser de orçamento apertado, já que existem IPVA, IPTU, matrícula das crianças e material escolar para comprar.

Seja inteligente e evite oferecer condições muito flexíveis nessas época. Seguindo essa dica você reduzirá bastante as chances de ter um cliente inadimplente e, consequentemente, evita prejuízos ao seu negócio.

Chegamos ao fim do post de hoje e, como você viu, o controle de inadimplência é muito importante para qualquer empreendimento.

Do mesmo modo, o uso de um sistema de cobrança é uma estratégia muito eficaz para a superação desse desafio e contribui de maneira significativa para reduzir a inadimplência. Para te ajudar a estabelecer um mecanismo de cobrança, desenvolvemos um Guia de Cobrança para zerar a inadimplência da sua empresa, baixe grátis!

No Asaas você tem emissão automática de notas fiscais