Como emitir nota fiscal MEI SC: passo a passo completo e fácil

Por Redação Asaas
Publicado em 24 de julho, 2015 | Atualizado em 19 de maio, 2022

No Estado de Santa Catarina, o Microempreendedor Individual (MEI) não tem autorização para utilizar a nota fiscal eletrônica, mas pode muito bem usar o serviço de nota fiscal avulsa, de papel, ou ainda a nota fiscal avulsa eletrônica, por meio de um cadastro prévio feito na Secretaria da Fazenda do Estado.

Na segunda opção, há uma redução de custos devido à informatização do sistema, assim como a geração de mais credibilidade em relação às informações contidas na nota. Mas como emitir esses documentos? Pois confira e aprenda:

Como emitir nota fiscal MEI SC?

Nesse caso, é preciso passar por apenas duas etapas, que são:

1ª etapa: solicitar seu cadastro como microempresa

Você precisa, primeiramente, solicitar seu cadastro como microempresa junto ao SEFAZ de Santa Catarina. Esse cadastro pode ser feito pela internet ou no próprio escritório da Secretaria. No primeiro caso, o processo de cadastramento é gratuito, enquanto no segundo pode haver a cobrança de alguma taxa.

2ª etapa: preencha os dados das notas

Na segunda etapa, após feito o cadastro, basta preencher os dados das notas e emiti-las, em um processo pra lá de intuitivo! Lembre-se de guardar todos os documentos de compra e venda para que posteriormente sejam anexados ao relatório de faturamento do seu negócio. Quando emitir as notas, destine a primeira via ao consumidor e mantenha uma segunda via dentro da organização.

Para quem emitir a nota fical?

Saiba que, na condição de microempreendedor, você não tem a obrigação de emitir notas fiscais para pessoas físicas, a não ser que o cliente a exija. Na maioria das vezes, esse documento se torna obrigatório somente quando é destinado a pessoas jurídicas, ou seja, outras empresas.

Quer emitir nota fiscal de forma automática? Entre no Asaas, faça seu cadastro gratuito e veja a desburocratização de cadastro e emissão de nota fiscal!

Simplifique o recebimento de cobranças com o Asaas