Sistema antifraude para e-commerce vale a pena? Como funciona?

Por Joás Garcia
Publicado em 8 de março, 2022 | Atualizado em 19 de julho, 2022

O sistema antifraude tem se mostrado uma solução bastante necessária para e-commerces nos últimos anos. Um estudo da ClearSale, conhecido como Mapa da Fraude, mostrou que o segmento sofreu mais tentativas de fraudes em 2021 do que em 2020. 

Houve um aumento de 58% de um ano para o outro. As transações potencialmente fraudulentas evitadas envolveram cerca de R$ 5,8 bilhões.

O aumento se deve principalmente à pandemia. Afinal, com a necessidade do isolamento social para conter o coronavírus, o comércio eletrônico ganhou muitos novos consumidores. Como consequência, cresceram também as fraudes nessa área.

62% dos e-commerces brasileiros pretendem aumentar os investimentos em prevenção de fraudes. Atualmente, essa é uma das grandes preocupações das empresas. Os dados são da Pesquisa Global de Fraude e Identidade, da consultoria Serasa Experian.

Então, como proteger os e-commerces desses golpes? De que forma um sistema antifraude garante a segurança dessas empresas? Preparamos este artigo para te ajudar a entender melhor como essas soluções funcionam. Continue a leitura para ficar por dentro!

Conteúdo:

Como funciona um sistema antifraude para e-commerce?

Um sistema antifraude para e-commerce é desenvolvido com tecnologias que trabalham para blindar lojas virtuais contra fraudes e golpes cibernéticos.

O funcionamento desse tipo de sistema é baseado em cruzamento e análise de dados, como informações fornecidas pelo comprador e seus padrões de comportamento. Tudo isso com o objetivo de identificar movimentações suspeitas.

Assim, quando há o alerta de uma possível fraude, o sistema já impede a transação. Assim, é possível evitar prejuízos financeiros tanto para o e-commerce quanto para o cliente.

Qual a importância de um sistema antifraude para e-commerce?

Agora você já sabe como funciona um sistema antifraude e os tipos de tecnologia que podem ser usados para garantir essa segurança. Entenda, também, por que contar com uma solução como essa não só vale a pena, como é extremamente importante para qualquer e-commerce.

Listamos a seguir três motivos para você ter um sistema antifraude:

Facilita as rotinas

Um sistema antifraude é muito útil no dia a dia do e-commerce, uma vez que automatiza o processo de análises necessárias e que garantem a segurança das transações.
Quando a loja virtual não conta com uma solução como essa, é preciso realizar as conferências de maneira manual para identificar movimentações suspeitas. O sistema antifraude, além de otimizar a gestão de tempo, é uma ferramenta mais precisa.

Evita prejuízos

Um dos principais motivos para investir em um sistema antifraude é que ele evita prejuízos.

Afinal, quando é feita uma rigorosa análise antes de aprovar uma compra, há menos riscos de fraudes e, consequentemente, são reduzidas as chances de dinheiro perdido para a empresa.

Garante confiabilidade para os clientes

Outra grande vantagem de um sistema antifraude para e-commerce é a credibilidade sobre a imagem da empresa que isso transmite para os clientes.

Da mesma forma que é um recurso para garantir mais segurança para a loja virtual, é também mais seguro para o cliente, que não precisa se preocupar em ter seus dados roubados, por exemplo.

Sendo assim, a empresa amplia as chances de fidelizar clientes devido à segurança das transações.

Quais são os tipos de sistema antifraude?

Existem vários tipos de sistemas desenvolvidos para proteger os e-commerces. A seguir, listamos as principais tecnologias usadas nessa área:

1. Confirmação de dados

Um dos mecanismos mais usados como sistema antifraude para lojas online é a confirmação de dados antes de concluir a transação.

O sistema cruza os dados cadastrados pela loja virtual com os dados da administradora de cartão, para garantir que não se trata de uma ação criminosa. Se a transação for identificada como suspeita, uma análise mais detalhada pode ser feita para definir se a compra será cancelada ou aprovada.

2. Código de segurança do cartão de crédito

O código de segurança do cartão de crédito é um dos mecanismos mais conhecidos usados como sistema antifraude para transações virtuais.

São três algarismos impressos no verso do cartão, que são solicitados no momento da compra. Assim é possível evitar fraudes de cartões clonados, por exemplo, já que muitas vezes os criminosos possuem apenas o número principal, que consta na frente do cartão.

3. Geolocalização

Uma maneira também bastante eficiente de evitar fraudes é por meio de geolocalização. É possível identificar de onde foi realizada a compra e cruzar com o histórico de localização do comprador.

Essa avaliação permite observar se a transação está de acordo com o comportamento do usuário ou se a localização da compra é suspeita, garantindo que ela seja bloqueada a tempo.

4. Big Data

O Big Data permite entender o padrão de consumo a partir de um grande volume de dados sobre as compras do cliente.

Essa é uma forma mais inteligente e eficiente de identificar atividades suspeitas e evitar fraudes — garantindo que a transação seja impedida e levada para análise e possível aprovação. Do contrário, a compra é cancelada, sem riscos para o e-commerce.

5. Machine Learning

Assim como o Big Data, o Machine Learning é uma tecnologia mais avançada para sistemas antifraude. A segurança que ele oferece é a partir de algoritmos, que também fazem o papel de identificar movimentações que fogem do padrão.

Como implementar um sistema antifraude em sua loja virtual?

Para implementar um sistema antifraude na sua loja virtual, o caminho mais eficiente é contar com um bom sistema de cobranças que ofereça esse recurso. 

A solução do Asaas, por exemplo, garante o máximo de cuidado no momento da análise de fraude para não deixar passar nenhuma transação suspeita e que possa trazer prejuízo para o seu negócio.

Gratuitamente, o antifraude é acionado em todas as vendas por cartão de crédito, sem que a empresa precise ter preocupações extras em relação a isso. A implementação é simples, rápida e automática.

Quer mais informações sobre como evitar prejuízos em seu e-commerce? Então leia nosso conteúdo e descubra como evitar chargeback em sua empresa.

No Asaas você tem transferências gratuitas para o cartão Asaas