Como fazer cobrança de assinatura? Conheça 3 possibilidades

por Gestão de cobranças

Publicado em 4 de maio, 2022 | Atualizado em 5 de junho, 2024

Se a sua empresa pensa em implementar serviços de assinatura recorrente, possivelmente você já se perguntou sobre a melhor maneira de fazer a cobrança de assinatura dos clientes. Afinal, são muitas as possibilidades. 

Esse tipo de serviço tem se tornado mais popular nos últimos anos. Com o crescimento do e-commerce devido à pandemia, os clubes de assinatura ganharam espaço. Eles contribuem para a consolidação de um hábito de consumo em que o cliente paga de forma recorrente para receber produtos e serviços automaticamente.

Mesmo diante dessa demanda crescente, muitas empresas que decidem oferecer serviço de assinatura ainda não sabem como cobrar pelo serviço. Por isso, respondemos neste artigo as principais dúvidas que você possa ter sobre a cobrança de assinatura.

É só continuar a leitura!

O que é pagamento por assinatura?

O pagamento por assinatura é uma modalidade de venda em que o cliente é cobrado de forma recorrente para receber por produtos ou serviços.

Muitas plataformas de e-commerce estão adotando esse formato de cobrança, oferecendo descontos para assinatura recorrente e garantindo vendas com facilidade. Isso porque as compras são feitas automaticamente, na periodicidade escolhida pelo cliente, sem que ele precise fazer nada.

Os clubes de assinatura digitais no Brasil tiveram um crescimento de 60% e um faturamento que ultrapassou R$ 1 bilhão em 2020. Isso em diferentes setores de produtos e bens de consumo, como livros, bebidas, alimentos e cuidados pessoais.

Até 2023, 75% das empresas que atuam com vendas devem oferecer serviços com recorrência, de acordo com previsão da consultoria Gartner.

Como funciona a cobrança de assinatura?

De forma geral, a cobrança de assinatura é um processo simples. O cliente realiza a assinatura com a empresa e escolhe a forma de pagamento mais interessante para si, entre as disponíveis. 

A partir de então, as cobranças serão feitas em uma periodicidade pré-definida — geralmente mensal. A cobrança é feita automaticamente, sem que o cliente precise autorizar o pagamento novamente, afinal, ele já autorizou a recorrência no momento da assinatura.

Quais tipos de negócios usam o pagamento recorrente?

O pagamento recorrente é uma estratégia financeira que está se tornando cada vez mais popular, sendo adotada por uma ampla gama de negócios. 

Essa abordagem eficiente de cobrança é especialmente adequada para empresas que oferecem serviços ou produtos por assinatura, onde os clientes pagam regularmente por acesso contínuo ou entregas periódicas.

1. Planos de Assinatura

Empresas que oferecem planos de assinatura, como serviços de streaming de vídeo, música, jornais, revistas e caixas de assinatura, são alguns dos principais utilizadores do pagamento recorrente. 

Os clientes pagam uma taxa mensal ou anual para acesso contínuo aos conteúdos ou produtos oferecidos. Isso cria uma fonte de receita previsível e incentiva a fidelidade do cliente.

2. Clubes

Clubes de assinatura, que vão desde clubes de vinho e cerveja até clubes de beleza e saúde, também se beneficiam do pagamento recorrente. 

Os clientes se inscrevem em um clube e recebem produtos exclusivos ou seleções personalizadas regularmente. O pagamento recorrente facilita a gestão das cobranças e garante que os clientes continuem a receber suas remessas sem interrupções.

3. Academias e escolas

Academias de ginástica, escolas de idiomas, cursos online e instituições de ensino em geral utilizam o pagamento recorrente para receber mensalidades e taxas de matrícula. 

Os alunos autorizam pagamentos regulares, o que simplifica o processo de pagamento e ajuda as instituições a manter um fluxo de caixa estável.

4. SaaS e Software Empresarial

Empresas que oferecem software como serviço (SaaS) e soluções empresariais também adotam o pagamento recorrente. 

Os clientes pagam uma taxa regular para acessar o software e receber atualizações contínuas. Isso é comum em aplicativos de gerenciamento, ferramentas de automação e soluções de software de negócios.

5. Serviços de entrega

Empresas que oferecem serviços de entrega regular, como refeições prontas, cestas de alimentos, produtos de higiene e até mesmo flores, muitas vezes empregam o pagamento recorrente. 

Os clientes podem agendar entregas regulares e autorizar os pagamentos, o que torna o processo conveniente e eficaz.

6. Empresas de tecnologia e startups

Muitas startups e empresas de tecnologia adotam o modelo de negócios baseado em pagamento recorrente. Isso pode incluir empresas de hospedagem na web, serviços de marketing digital, consultorias de software e muito mais.

7. Prestadores de serviço

Profissionais autônomos e prestadores de serviços, como contadores, advogados, designers gráficos e consultores, podem oferecer planos de pagamento recorrentes para clientes que desejam serviços regulares, como consultoria mensal ou suporte contínuo.

Como oferecer serviços por assinatura?

Para oferecer serviços por assinatura, o ideal é contar com uma tecnologia que permita a cobrança também nesse formato. Apesar de existirem outras possibilidades, para garantir automatização e praticidade, o melhor caminho é ter uma plataforma de cobrança para realizar o processo.

Na plataforma escolhida pela sua empresa, a cobrança de assinatura deve ser criada, informando o valor, a forma de pagamento, o intervalo e o primeiro vencimento

Automaticamente, o sistema vai enviar a cobrança ao seu cliente sempre nesse intervalo. A assinatura só vai parar de ser enviada ao cliente quando for cancelada manualmente.

Quais são as vantagens da cobrança de assinatura?

Veja algumas das vantagens proporcionadas pela cobrança de assinatura:

  • Receita recorrente: possibilita sustentabilidade para a empresa ao contribuir para um melhor planejamento financeiro.
  • Fidelização de clientes: a cobrança de assinatura estimula contratos de longo prazo, garantindo clientes fiéis, além de tornar o relacionamento com eles mais próximo.
  • Escalabilidade do negócio: a cobrança automatizada padroniza e facilita processos, possibilitando o rápido aumento da base de clientes e melhores condições para o crescimento da empresa.
  • Controle de estoque: fazendo cobrança por assinatura, é possível prever a demanda de produtos e, assim, ter um controle mais preciso do estoque.

Como fazer cobrança de assinatura?

Agora que você já sabe que vale a pena fazer cobrança de assinatura na sua empresa, conheça as três principais possibilidades de viabilizar esse tipo de cobrança:

Via cobrança recorrente

A cobrança recorrente é uma forma bastante interessante para os clientes, uma vez que não compromete o limite do cartão de crédito. O cliente autoriza a cobrança e, a partir do primeiro pagamento aprovado, os demais são cobrados periodicamente, conforme o intervalo determinado.

Esse é o tipo de cobrança de assinatura utilizado por grande parte dos serviços de streaming, como Netflix e Spotify. É vantajoso tanto para o cliente, que não precisa se preocupar com datas de vencimento,  quanto para a empresa, dado o baixo risco de inadimplência.

Também é possível cobrar de forma recorrente via Pix, gerando os QR Codes para o cliente fazer a leitura. O Asaas, por exemplo, possui o gerador de QR Code Pix, possibilitando a criação e o envio automático dos códigos para o cliente.

A cobrança recorrente também pode ser feita no boleto bancário. Em sua plataforma de cobranças, ao fazer a emissão do boleto, basta selecionar o formato “Assinatura”.

Débito automático

O débito automático é outra forma bastante prática de fazer cobrança automática, especialmente para clientes que não possuem cartão de crédito. Oferecendo essa possibilidade, clientes com esse perfil podem usufruir das suas assinaturas. 

Nesse tipo de pagamento, o valor é debitado diretamente na conta do cliente, desde que ele faça autorização através do banco e tenha o valor disponível no dia do vencimento.

Parcelamento no cartão de crédito

A cobrança de assinatura também pode ser feita de forma parcelada no cartão de crédito. Nesse caso, é realizada uma única cobrança no cartão do cliente, porém, ele vai pagá-la em várias parcelas. Geralmente são referentes ao tempo de assinatura, ou seja, a assinatura anual poderia ser dividida em 12 parcelas.

No entanto, diferente da cobrança por assinatura, o parcelamento consome parte do limite do cartão do cliente. Isso pode ser um ponto muito negativo para o cliente na hora de tomar sua decisão, o que pode prejudicar suas vendas.

Conhecendo as possibilidades, é perceptível que a cobrança por assinatura é a melhor opção, né? Porém, independente do método escolhido, é fundamental contar com uma plataforma de pagamento recorrente para organizar e facilitar todo o processo.

Para implementar a cobrança recorrente na sua empresa, conte com uma plataforma completa, que além de automatizar a criação, oferece recursos para prevenção e diminuição da inadimplência. Conheça a conta digital completa e gestão financeira do Asaas.

Simplifique o recebimento de cobranças com o Asaas

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.