Conheça a história do empreendedorismo no Brasil

Por Redação Asaas
Publicado em 10 de outubro, 2016 | Atualizado em 13 de maio, 2022

Parece algo novo, mas o empreendedorismo no Brasil sempre existiu, mesmo que de forma mais branda. Contudo, foi a partir do final do século XVII que o país começou a ser palco de grandes projetos empreendedores.

A Primeira Revolução Industrial Europeia chegou ao Brasil trazendo a necessidade de construção das principais infraestruturas de transporte e escoamento de mercadorias. Nesse contexto, um personagem despontou: Irineu Evangelista de Sousa, também conhecido como Barão de Mauá.

Está pensando em empreender no Brasil? Continue em nosso blog para saber sobre a história desse movimento no país!

Conteúdo

Empreender no século XVII: desenvolvimento de projetos grandes

O Barão de Mauá é conhecido por seus inúmeros projetos comerciais, como a fabricação de engenhos de açúcar e projetos mais inovadores para a época. Por exemplo, a primeira ferrovia brasileira, localizada em Magé no estado do Rio de Janeiro. Além dela, o Barão de Mauá também inaugurou a primeira rodovia pavimentada do país, entre Petrópolis e Juiz de Fora, em 1856.

Com o passar dos anos, vários empreendedores deixaram sua marca na história brasileira. Os anos 90, período pós-ditadura e com a abertura econômica, também foram muito importantes para o país. Ocorreu a entrada de capital estrangeiro e o aumento da competitividade, e foi assim que a cultura empreendedora cresceu no Brasil.

Empreender nos anos 90: comece pequeno para tornar grande

Luiz de Queirós foi um dos maiores empreendedores dos anos 1990. Ele é considerado o precursor do agronegócio brasileiro e grande incentivador da pesquisa científica no setor. Criou a Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ), que atualmente pertence à USP (Universidade Pública de São Paulo).

Outro grande nome é Attilio Francisco Xavier Fontana, criador da Sadia, empresa que anos depois foi fundida à Perdigão e virou a gigante BR Foods. Ainda no ramo alimentício, também se destaca Valentim de Santos Diniz, um dos fundadores da rede de supermercados Pão de Açúcar.

O projeto, que começou como uma doceria, com o tempo se transformou em um grande conglomerado de supermercados e outros empreendimentos. Seu modelo de negócio revolucionou o varejo com novas formas de atendimento ao cliente. Suas técnicas de vendas e administração influenciam até hoje os padrões de consumo e comportamento do setor.

Outro grande nome é José Ermírio de Moraes. Ao casar-se com a filha do dono da fábrica de tecidos Votorantim, assumiu a liderança da empresa. Em seguida, ele a expandiu para vários setores no país. A atual Sociedade Anônima Votorantim está presente em diversos segmentos além do têxtil, como siderurgia, metalurgia e produtos químicos.

Empreender nos dias de hoje: desafios e vantagens de investir no Brasil

Nos últimos trinta anos, o Brasil fez a transição de um regime militar autoritário para uma democracia globalizada, tornando-se a indiscutível capital empresarial da América Latina. Pesquisas de ciências econômicas e sociais sugerem uma associação entre o aumento da atividade empresarial e o desenvolvimento do país como um todo.

O Brasil percorreu um longo caminho desde a hiperinflação da década de 1980. O país está crescendo e conquistando reconhecimento internacional cada vez maior. O futuro é promissor. E se o Brasil continuar quebrando barreiras, o empreendedorismo será a razão para manter o país em crescimento.

Todo empresário sabe como é emocionante começar um novo negócio. Desde o momento de identificar a oportunidade, pesquisar o mercado e encontrar o melhor modelo de negócios. Tudo isso é essencial para definir o sucesso do novo empreendimento, bem como vencer os desafios que se apresentam diariamente. Saiba mais sobre eles a seguir.

Desafios de empreender no Brasil

O cenário empresarial atual, incluindo o do nosso país, caracteriza-se por uma intensa competitividade. Apenas os mais fortes conseguem sobreviver neste momento tão complicado.

Burocracia

Uma das primeiras dificuldades encontradas pelo empreendedor é a burocracia. O investimento no Brasil é prejudicado por custos operacionais extremamente elevados. O país tem uma estrutura pública complexa em que se espera que empresários usem serviços públicos para vários procedimentos.

Esse requisito é caro e demorado, o que limita o tempo de um empresário para se concentrar nos aspectos mais cruciais de iniciar um negócio.

Setor imobiliário

Além disso, o setor imobiliário no Brasil é caro. Portanto, os requisitos essenciais para iniciar um negócio, como o aluguel de uma sala de escritório, custarão uma boa grana.

As leis burocráticas exigem que os empreendedores iniciantes paguem um depósito antecipado ou encontrem um fiador local antes de alugar um espaço de escritório, e como a maioria das pessoas não está disposta a ter fiadores, o processo de abertura de uma empresa torna-se mais difícil.

Cultura do empreendedorismo

É um fato que o país tenha vários exemplos de empresários de sucesso. Porém, ainda estamos caminhando lentamente rumo ao fortalecimento do empreendedorismo como uma cultura.

Existem muitas iniciativas louváveis de fomento na forma de sites, cursos e fundos. Contudo, ainda falta muito investimento, tanto público quanto privado, para novas iniciativas e para pesquisas científicas dentro do mundo acadêmico (duas condições essenciais para o Brasil saltar para outro patamar).

Vantagens de investir no Brasil

Como se sabe, existem algumas desvantagens de investir no Brasil, como burocracia, corrupção, taxas, impostos e difícil acesso a financiamento. Porém, junto dos desafios temos as vantagens.

Isonomia

O Brasil é um país burocrático, difícil e caro do ponto de vista tributário. Mas as regras são as mesmas para todos, não é algo excepcional. Isso significa que você e seus concorrentes pagam a mesma taxa de impostos. Portanto, concentre-se em fazer um bom trabalho.

Além disso, muitos países, como o Brasil, continuam tentando reduzir ou eliminar obstáculos para os empresários, como, por exemplo, os procedimentos burocráticos e questões de transparência, falta de informações precisas e procedimentos demorados.

Valorização do investimento

O financiamento é difícil e isso é um fato. Porém, com dinheiro no Brasil é possível fazer mais do que em outros países.

Mercado interno

Com o grande mercado interno brasileiro e a reduzida competição que existe para determinados setores, há empresas que foram capazes de conseguir oportunidades grandiosas investindo no Brasil.

Empresários estão operando em um ambiente de negócios que é conhecido pela procura por serviços e bens. Isso acontece por causa do país ter vivenciado um forte desenvolvimento e uma melhoria no padrão de vida das pessoas.

Os principais fatores que contribuíram são o menor índice de desemprego, o aumento do salário de subsistência e a implementação do programa federal Bolsa Família.

Sendo assim, empresários têm um mercado pronto para diversos produtos e serviços. Em contrapartida, os empreendedores no Brasil operam em circunstâncias caracterizadas por escassos recursos à sua disposição para auxiliar o crescimento, como comentamos anteriormente.

Empreender não é fácil, mas é possível ter ótimos retornos caso você trabalhe com determinação.

Os tipos de empreendedores

Você sabe quais são os principais tipos de empreendedores? Separamos em tópicos somente os tipos essenciais que você precisa conhecer. Cada um deles tem características específicas, confira:

Individual

Pessoas que almejam ter o próprio negócio caracterizam o tipo individual de empreendedorismo. O empreendedor ou empresário individual é totalmente responsável pela sua própria empresa. A principal diferença entre EI (Empreendedor Individual) e MEI (Microempreendedor Individual) está no faturamento anual. EI pode ter faturamento de R$ 360 mil se for microempresa ou R$ 4,8 bilhões caso seja uma empresa de pequeno porte, enquanto o MEI pode faturar até R$81 mil por ano.

Corporativo

Nesse caso, há um grupo de pessoas que administram uma empresa ou organização. A base financeira desse tipo de empreendedorismo está nas mensalidades que são pagas pelos associados. Esse investimento é utilizado para aprimorar a produtividade de todos os membros da equipe.

Digital

Quando um negócio possui somente espaços virtuais e não físicos, é um exemplo de empreendedorismo digital. Por exemplo, a venda de e-books, cursos online, aplicativos e outros serviços online. Uma das vantagens dessa forma está na praticidade de poder trabalhar de casa.

Social

Esse tipo de empreendedorismo tem foco em técnicas de gestão para melhorar outras empresas. É um cuidado oferecido aos funcionários de empresas, visando um ambiente profissional pacífico e sustentável. Questões sociais, econômicas e ambientais são tratadas no empreendedorismo social, para elevar a reputação de empresas.

Franqueado

Esse é um dos tipos mais comuns de empreendedorismo. Acontece quando um proprietário, chamado de franqueador, vende os direitos de uso da marca de uma empresa para o franqueado. Dessa forma, há a possibilidade de começar um negócio que já tem uma marca conhecida no mercado, facilitando reconhecimento de clientes e crescimento de vendas.

Agora que você já sabe os principais tipos de empreendedores, vamos seguir para a parte prática. Saiba como se preparar para empreender no próximo tópico.

Como se preparar para empreender

A primeira etapa para começar a empreender é encontrar um setor ou nicho. É imprescindível escolher um nicho que seja da sua preferência, assim você vai se sentir mais confortável durante a abertura de empresa.

Em seguida, conheça e estude sobre o mercado no qual você pretende empreender. Recomendamos ler histórias de sucesso para servir de inspiração.

Quando chegar o momento de empreender, comece o seu negócio aos poucos. Não tenha pressa e nem pule fases. Vá com calma sabendo que obstáculos podem surgir e você deve estar a postos para enfrentá-los. Faça cursos, cuide da saúde mental e lembre-se de que persistir é ideal para alcançar o tão desejado sucesso. 

Mesmo com todas as dificuldades, ainda é possível ser um empreendedor de sucesso no Brasil. Para empreender é importante acreditar, ter resiliência, criatividade e buscar conhecer os caminhos certos — e sempre contar com parceiros de confiança.

Gostou de conhecer a história e os desafios do empreendedorismo no Brasil? Então, confira 10 dicas para reduzir custos na sua empresa sem perder a qualidade!

No Asaas você tem negativação de devedores