Transações on-line: 5 maneiras de proteger os dados dos seus clientes

transacoes-online-5-maneiras-de-proteger-os-dados-dos-seus-clientes.jpeg

 

Em tempos modernidade e facilidades nas compras pela internet, é essencial que as empresas saibam como proteger as informações dos seus clientes nas transações on-line e evitar problemas cada vez mais comuns, como o roubo de dados pessoais, a clonagem de cartões de crédito, entre outros — que podem causar prejuízos para o consumidor e para a sua empresa.

Você quer mais proteção para os dados dos seus clientes nas transações on-line? Então continue lendo o artigo e veja as 5 dicas que podem fazer toda a diferença:

1 – Usar uma plataforma segura

Um dos aspectos mais importantes para quem faz vendas on-line e quer ter mais segurança é no momento de escolha da plataforma que será utilizada. Essa fase é bem delicada, pois é necessário analisar e verificar se a ferramenta consegue contemplar todas as necessidades do seu e-commerce.

Com o Software as a Service (SaaS) — ou software como serviço, em português — o seu negócio virtual conta com uma plataforma disponível 24h por dia, nos 7 dias da semana.

Ao escolher o modelo SaaS, a sua loja será hospedada em um ambiente protegido por sistemas modernos de segurança e com um excelente firewall. Toda essa estrutura permite que as transações on-line sejam realizadas com muito mais comodidade e segurança.

2. Ter conexões confiáveis para as transações on-line

Para oferecer aos seus consumidores segurança nas compras virtuais, as lojas devem contar com conexões confiáveis (ou seja, criptografadas), para proteger os dados dos clientes e garantir o sigilo de todas as suas informações pessoais.

Ao criptografar senhas, login, e-mail, CPF e todas as outras informações de cada um dos seus consumidores, os hackers e crackers não vão conseguir ter acesso a esses dados.

Por isso, é essencial que o seu negócio virtual tenha criptografia e certificados de segurança, para evitar as fraudes on-line.

3. Não guardar dados sigilosos

Os dados sigilosos dos compradores não podem ficar em um banco de dados que possa ser acessado por qualquer pessoa. Eles só devem ficar disponíveis durante o acesso do usuário ao seu site, quando ele faz o login e tem todas as suas informações pessoais protegidas pela criptografia.

Empresas virtuais que deixam essa vulnerabilidade em aberto correm um alto risco de sofrerem ataques, fraudes e roubo de informações confidenciais.

4. Ter sistemas de verificação de compra

Uma ação bastante efetiva para evitar fraudes nas compras pela internet é fazer a análise e a verificação de compras. Isso é importante para analisar os dados do comprador e, posteriormente, validar o pagamento.

O grande desafio da verificação é que ela deve ser realizada rapidamente, pois, se a transação fica “em análise” por muito tempo, o cliente pode acabar por cancelar a compra.

Outra ação bastante eficaz é ligar para o comprador para confirmar a compra, especialmente quando operações de valores muito altos são realizadas.

5. Contar com ajuda profissional

A maioria das pessoas que fazem transações virtuais não tem a menor ideia de como os fraudadores são espertos e se aproveitam de vulnerabilidades simples para burlar os sistemas.

Toda essa questão de proteção de dados por conta própria dá muito trabalho. E, por falta de conhecimento, o dono do e-commerce pode cometer erros e comprometer o sigilo das transações on-line. Para evitar esse problema, é importante apostar em uma plataforma profissional, como a oferecida pela Asaas, para evitar fraudes no seu site e dores de cabeça para os seus clientes.

Gostou do artigo? Já está preparado para proteger as transações on-line do seu negócio? Então siga a nossa página no Facebook e fique por dentro de outros conteúdos como este!

O Autor
Vice-presidente no Asaas
Gerar boleto

Esteja sempre bem informado sem pagar nada!

Cadastre-se e receba um e-mail semanal com as últimas novidades do blog.