Precificação SaaS: como precificar os planos da sua empresa

Por Redação Asaas
Publicado em 12 de agosto, 2013 | Atualizado em 25 de julho, 2022

A rotina de uma empresa é extremamente corrida. Levantar uma empresa do zero não é uma tarefa fácil. É preciso oferecer um serviço de qualidade para atingir o sucesso e viabilizar a empresa.

Mas fique atento: de nada adianta ter uma plataforma robusta e com ótimo desempenho, se a política de preços não recebeu a devida atenção. Precificar os planos da sua empresa SaaS é tão importante quanto desenvolver o serviço.

Confira nossas dicas para precificação SaaS e definir os preços certos para seus planos.

Conteúdo:

Como fazer a Precificação SaaS?

Descubra como fazer a precificação SaaS do jeito certo e saiba quais indicadores considerar para isso.

1. Pesquisa de mercado é o primeiro passo

Conhecer a concorrência é a regra número um. Você já deve ter feito essa pesquisa antes mesmo de desenvolver o sistema. Portanto, aproveite o momento para aprofundá-la.

Procure conhecer todas as características dos serviços oferecidos pelos seus concorrentes diretos. Entenda quais são os diferenciais e as vulnerabilidades. Cadastre essas informações numa planilha juntamente com os preços.

Aplique a análise SWOT

Utilize esses dados para elaborar uma análise SWOT. Esta análise, também conhecida em português por matriz FOFA, ajuda a identificar quatro elementos importantes para seu negócio: forças, oportunidades, fraquezas e ameaças.

Através dela você poderá desenvolver uma estratégia de ação. Como por exemplo, ganhar espaço no mercado adotando uma política de preços que ataque um concorrente vulnerável.

Antes de precificar, é preciso saber exatamente como o mercado Saas funciona. Nunca abandone esse monitoramento da concorrência, ele é extremamente importante.

2. É importante descobrir se o mercado é elástico ou inelástico

Tente identificar a característica de preços do mercado em que você está entrando. Ele pode ser elástico ou inelástico.

Mercado elástico

Num mercado elástico, pequenas variações no valor do serviço podem causar grandes mudanças na demanda.

Se você atua numa praça elástica, será preciso manter seus preços próximos aos dos concorrentes que também trabalham com Saas. No caso do seu serviço ser bastante similar ao que já existe, você poderá perder, ou ganhar, muitos clientes quando promoções forem feitas no mercado.

Mercado inelástico

No mercado inelástico, a demanda dificilmente sofre variações. Não se iluda, mercados inelásticos são raros.

Softwares como serviço usam a tecnologia para criar ferramentas eficientes, portanto as empresas do ramo estão em concorrência constante.

3. É preciso fazer o cliente perceber o seu diferencial

Para poder trabalhar com margens maiores no preço, você precisará de um diferencial. Contudo, somente criar algo original em termos de software não é o bastante.

É preciso fazer com que o cliente entenda objetivamente o que esse diferencial agrega para a experiência dele com o serviço. Nesse ponto, uma estratégia de comunicação eficiente é importante.

E caso você possua um serviço com uma opção de plano premium, é preciso oferecer um acesso temporário aos seus atuais clientes para que eles percebam o valor desse produto. Eles irão reconhecer o valor agregado depois de experimentar.

4. O preço é produto de uma análise ampla

Um dos principais erros ao precificar um serviço é levar em consideração apenas os custos para fornecê-lo. Todo preço precisa conter margens.

Se você oferece um preço muito próximo do seu custo e o cliente pede por desconto, você não terá como atender sem assumir prejuízo para sua empresa Saas.

Olhar somente para a concorrência e seguir a tendência de preços é arriscado. É preciso acompanhar sempre os movimentos do mercado, mas nunca deixar de lado seus custos dentro da sua empresa e suas margens.

Como calcular o valor de um software?

Alcançar o preço correto não é um processo rápido. Com o passar do tempo, você vai conhecer melhor o mercado de Saas, o que os seus clientes precisam, além do próprio funcionamento da sua empresa.

Essa experiência vai lhe conferir uma maior assertividade ao precificar seus serviços. Mas para que isso ocorra, é preciso ter em mente quatro objetivos principais:

Cobrir custos de produção

O preço do software como serviço deve cobrir todos os custos de produção. Otimizar esses custos é uma ótima maneira de aumentar suas margens.

Cobrir custos de marketing

A propaganda é a alma do negócio, mas ela não é gratuita. Além de pagar a produção, o preço deve comportar o dinheiro gasto na divulgação do serviço.

Oferecer margens

Elabore suas margens de modo que você consiga remunerar a equipe de vendas e ao mesmo tempo oferecer descontos aos clientes.

Ser competitivo

Esse é um objetivo extremamente importante. Depois de conhecer seus custos e margens, compare esses dados com a análise SWOT. Desse modo, será possível identificar estratégias de precificação para atuar no mercado.

É muito importante oferecer um serviço e suporte de qualidade, mas é preciso saber precificá-lo para ter sucesso. Agora que você já possui um ponto de partida, mãos à obra para fazer a precificação Saas! E, se você quiser saber como cobrar pelos seus serviços, descubra como funciona a cobrança de assinatura!

No Asaas você tem vendas por link de pagamento