7 dicas práticas para vender mais na Black Friday 2021

Por Redação Asaas
Publicado em 27 de setembro, 2021 | Atualizado em 27 de setembro, 2021

Todos nós conhecemos aquela sexta-feira do ano dedicada às compras. Com o passar dos anos, esse dia tem se tornado familiar em diversos países. Mas será que é possível vender mais na Black Friday?

Essa data teve início nos Estados Unidos. Por lá, esses descontos ocorrem após o Dia de Ação de Graças, com  filas quilométricas e muito entusiasmo dos lojistas, características da preparação. 

A ocasião  foi criada com um objetivo: disponibilizar promoções para atrair clientes após o feriado, iniciando as vendas de final de ano e contribuindo com o controle do caixa.

É importante mencionar que o termo começou a ser utilizado na Filadélfia, até se popularizar nacionalmente nos anos 90 e se transformar na Black Friday que conhecemos após os anos 2000.

Esse dia foi se popularizando ao redor do mundo, inclusive no Brasil, que aderiu a ideia a partir de 2010. Por aqui, diversas pessoas ficam ansiosas, esperando para comprar produtos que vão de televisão até itens para casa. Mas qual é a estimativa para a Black Friday 2021?

Conteúdo

Quando ocorre a Black Friday 2021

Todos nós conhecemos alguém que deixa para adquirir um celular ou eletrodomésticos na Black Friday, não é mesmo?

Esse já é um costume dos brasileiros, que antes faziam filas nas portas das lojas e que hoje, além do presencial, também aguardam as ofertas on-line. 

Neste ano, a sexta-feira mais esperada será em 26 de novembro, e a estimativa é de bons lucros, principalmente para o e-commerce. Isso porque a pandemia causada pela Covid-19 intensificou um hábito: a compra pela internet. 

De acordo com dados da consultoria Ebit/Nielsen, especialista em análise do mercado varejista, em 2020 foram gastos R$ 4,02 bilhões nessa data, valor contabilizado apenas com os pedidos feitos pelos sites. 

Conforme informações da Pesquisa Black Friday 2021, realizada pelo UOL, em parceria com a MindMiners, 67% dos entrevistados pretendem fazer compras na edição deste ano

Existem empresas que aproveitam para realizar a “black week” ou “black november”, semana ou mês de desconto, respectivamente. Nesses casos, o consumidor tem mais do que um dia para aproveitar as promoções. 

7 dicas para vender mais na Black Friday 2021

Agora que você já sabe quando será a sexta-feira mais esperada do ano, que tal conferir algumas dicas que podem fazer a diferença nas vendas? Confira:

1. Faça um planejamento 

O planejamento é o primeiro passo de qualquer projeto. E, para vender mais na Black Friday, essa tática precisa ser aplicada.

Pensar nos itens, valores e quantidades é algo que deve ser feito meses antes, incluindo um esboço das ações necessárias e equipes que estarão envolvidas — sejam seus funcionários, fornecedores ou parceiros. 

Assim é mais fácil compreender o esforço para transformar o projeto em realidade. Lembre-se de ser racional, tanto nos descontos como na quantidade de estoque. Esse momento precisa valer a pena para os consumidores e para a empresa.

Fazer pesquisas para descobrir os objetos mais procurados e enquetes com os clientes são maneiras de direcionar o que deve ou não estar em promoção. Quer conferir mais dicas sobre as responsabilidades do empreendedor? Então confira o guia completo sobre empreendedorismo

2. Mantenha o estoque abastecido

Esse é um ponto de atenção: o cuidado com o estoque. Com a alta demanda, alguns profissionais acabam esquecendo de conferir o número total de itens. 

O resultado? Ao invés de transmitir uma boa imagem para os clientes, acontece o oposto! Então, para evitar esse tipo de situação constrangedora, é fundamental ter os números reais e verificados.  

Após a seleção, comece a contagem. Não esqueça de conferir todos os pacotes e de não deixar nada para trás. Ninguém gosta de participar de uma promoção e não conseguir garantir o item, não é mesmo?

3. Prepare o atendimento 

Seja presencialmente ou pela internet, o atendimento deve estar organizado, ajudando no objetivo de vender mais na Black Friday. 

E os números apontam que o foco deste ano pode ser no digital. Conforme dados da Pesquisa Retomada do Consumo 2021 para Inteligência de Mercado Globo, 80% dos entrevistados já realizaram compras pelo WhatsApp ou redes sociais.

Por mais que esse seja um período agitado e com muitas dúvidas, é essencial atender a todos, oferecendo o suporte necessário para finalização do pedido ou escolha da forma de pagamento.

4. Comece a campanha com antecedência 

O tempo de divulgação também faz a diferença. Isso porque muitas empresas deixam para iniciar a campanha perto da data, diminuindo as chances de atingir todos os consumidores. 

O ideal é que os anúncios e materiais comecem a ser liberados no início de novembro. Assim, as pessoas podem se programar para participar. 

A decisão sobre o tempo de antecedência pode variar de acordo com o modelo adotado pela empresa — com o dia de desconto, semana ou mês. 

Disponibilizar ofertas antes da data é uma forma de incentivar o público, além de deixar o seu negócio mais conhecido.

5. Invista nas redes sociais

É fato que as redes sociais fazem parte do cotidiano. De acordo com dados da pesquisa TIC Domicílios, realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 134 milhões de pessoas acessam a internet no país

Por isso, planejar a divulgação por esse meio é uma opção para quem deseja atingir milhares de pessoas, ainda mais se a empresa atua com o e-commerce

Pensar no público ideal e na linguagem que será utilizada são tarefas que merecem atenção. Saiba o perfil de quem vai adquirir os seus produtos e direcione o seu investimento.

6. Aposte em diferentes formas de divulgação 

Existem outros modelos de divulgação que podem contribuir com a tarefa de vender mais na Black Friday, incluindo parcerias com influenciadores, por exemplo. Nesse caso, é possível enviar alguns itens para que essa pessoa compartilhe com seus seguidores, expondo os benefícios para milhares de indivíduos. 

Disponibilizar cupons de desconto, enviar e-mail marketing e atuar com campanhas de indicação também podem fazer sucesso.Afinal, existe técnica melhor para fidelização?

7. Diversifique as  formas pagamento 

Oferecer poucas formas de pagamento em momentos como a Black Friday pode ser um tiro no pé! Infelizmente, essa é a realidade de muitos empreendedores, fator que atrapalha os resultados. 

Sabemos que muitas pessoas possuem cartão de crédito e outras preferem pagar no boleto ou mesmo pelo Pix, que se tornou muito popular nos últimos meses. No momento de planejar a sua Black Friday 2021 é essencial pensar em todos os públicos. 

Oferecer a opção de boleto, parcelamento e até mesmo de Pix pode ser a solução para alavancar os seus ganhos. Quer saber mais? Então aproveite para conferir qual é a melhor forma de pagamento para o seu negócio

No Asaas você tem transferências gratuitas para o cartão Asaas