Como vender mais na Black Friday e aumentar a conversão de pagamentos

Por Marcelo Vital
Publicado em 27 de setembro, 2021 | Atualizado em 28 de setembro, 2022

A Black Friday é a principal data de ofertas no mercado consumidor brasileiro. Para aproveitar bem essa data, seu negócio deve oferecer produtos com descontos competitivos. Por isso, é importante estar preparado para impulsionar as vendas e ajudar sua empresa a bater as metas.

Tanto em vendas físicas como virtuais, a Black Friday pode representar uma parcela considerável do faturamento anual. Segundo dados da Magic5, o faturamento da Black Friday de 2021 foi 30% maior do que no ano anterior.

Embora a Black Friday 2022 ocorra apenas no dia 25 de novembro, o ideal é que seus preparativos comecem o mais cedo possível. Afinal, esse também pode ser o momento certo para conquistar e fidelizar novos clientes.

Confira neste artigo algumas dicas para vender mais na Black Friday!

Conteúdo:

Como preparar a loja para a Black Friday?

Planejamento e antecipação são fundamentais para aproveitar o boom de eventos sazonais durante o ano. Na Black Friday não é diferente. Sua loja precisa estar preparada para receber um aumento no fluxo de clientes.

Você precisa antecipar as necessidades do seu cliente e estar pronto para responder as suas demandas com eficiência. Ou seja, você precisa oferecer um processo dinâmico e eficiente.

Loja virtual

O primeiro passo para construir uma boa estratégia para a Black Friday na sua loja virtual é garantir uma boa landing page. Esse ambiente pode ser uma importante fonte de captação de dados sobre seus consumidores.

Você também pode investir em anúncios para potencializar seus resultados. Então, é importante separar uma verba adicional para poder realizar campanhas bem-sucedidas. Escolha também os melhores canais que funcionem dentro do seu negócio, como Facebook Ads ou Google Ads.

Preparar os anúncios com antecedência pode ser uma boa solução para evitar gargalos na aprovação. 

Um critério muito importante é oferecer descontos reais para seus clientes. Não são raros os casos de empresas que aumentam os preços de produtos antes da data para enganar o cliente. 

Além de ser um grande risco para perder clientes, o nome da sua marca pode ser exposto negativamente, sendo um perigo desnecessário para se correr. Por isso, é relevante ter atenção especial ao dar descontos na Black Friday.

Loja física

Nas lojas físicas, o planejamento é tão importante quanto nas lojas virtuais. Para estar preparado para a demanda nos dias próximos da Black Friday, estruture um plano de atendimento e logística. Isso ajuda seus vendedores a atuarem com maior eficiência.

Vale pensar na experiência do cliente e em como ele irá interagir dentro das lojas. Você pode se antecipar, já que é na segunda semana de novembro que os clientes começam a pesquisar por descontos com mais intensidade. 

Nesse momento, vale marcar presença, com kits e brindes ou até mesmo distribuição de cupons que ajudem o seu consumidor a lembrar da sua loja durante o evento.

Você também deve mapear os seus produtos, identificando quais são as categorias com maior intenção de compra dos consumidores. Segundo o termômetro de consumo liberado pelo Mercado Globo, as categorias mais procuradas são:

  • Roupas e acessórios (34%);
  • Smartphone (33%);
  • Eletrônicos (33%);
  • Calçados (27%);
  • Eletrodomésticos (27%);

Você pode mapear quais dos seus produtos são mais atraentes para seus clientes, propondo uma boa estratégia de descontos e investir em divulgação. Vale utilizar estratégias de brindes e prazo de pagamento estendido.

Além disso, organize a loja para que os consumidores possam circular por ela sem obstáculos e confira se os estoques podem suportar a demanda.

Como vender mais na Black Friday?

A primeira regra para vender mais na Black Friday é estar presente. Um velho ditado diz que: “quem não é visto não é lembrado”. Portanto, sua empresa precisa estar posicionada para atingir seu público em todos os ambientes que ele circula, seja físico ou digital.

O ideal é ter uma estratégia integrada, oferecendo oportunidades tanto no digital quanto no offline. Porém, se isso não for possível, o digital ainda é um caminho importante para você focar. Isso vale tanto para a fase de conversão quanto para a prospecção de clientes.

Segundo a CNN Brasil, em 2021 a receita de vendas em e-commerce durante a Black Friday aumentou em 6% em relação ao período anterior. Esse aumento representou cerca de R$ 4 bilhões em dois dias de campanha.

A tendência é que esse número cresça. Afinal, essa data é considerada como uma oportunidade pelos brasileiros, para garantir o melhor preço em relação a outros momentos do ano. 

Portanto, você precisa aplicar as metodologias certas para aproveitar esse impacto na sua empresa. A data deve estar dentro do seu plano de negócios e do seu calendário comercial como uma oportunidade, assim como outras datas importantes.

Por mais que as vendas aumentem nessa data, você precisa estar pronto para oferecer o melhor valor possível para seus clientes. Além disso, a data pode ser uma ótima forma de impulsionar seus resultados e bater as metas estabelecidas para o ano.

Além disso, nós separamos um guia que você pode seguir para ter sucesso na Black Friday:

1. Faça um planejamento

Conforme já mencionamos, você precisa ter uma estratégia correta para vender mais na Black Friday. Estar um passo à frente da sua concorrência e conquistar seus consumidores exige entender suas necessidades e demandas.

Com o planejamento correto, você pode identificar qual o funil ideal para sua persona e os fatores que influenciam na tomada de decisão. Durante eventos como esse, os consumidores estão propensos a comprar, desde que sejam incentivados pelos gatilhos corretos.

A estratégia correta depende de uma boa gestão dentro do seu negócio e, somada ao produto ideal, pode impulsionar suas vendas durante o evento.

2. Mantenha o estoque abastecido

Com o aumento da demanda, você precisa ter uma atenção especial com seu estoque. Não é incomum que alguns profissionais não se preparem adequadamente para o aumento de vendas e acabem tendo problemas com reposição.

Para evitar reclamações, você precisa transmitir uma boa imagem de eficiência aos seus clientes. Por isso, faça uma prospecção detalhada sobre o público que pretende alcançar e utilize da sua logística financeira para criar um estoque que atenda à demanda.

Ao saber quais os produtos que despertam maior interesse na sua base de clientes, você entenderá onde focar seus investimentos. Por outro lado, você também pode optar por realizar promoções para queimar estoque de produtos menos populares.

A partir da pesquisa e planejamento, você cria inúmeras possibilidades para seu sucesso.

3. Prepare o atendimento

A preparação para a Black Friday deve passar pelo atendimento. Seja dentro do meio digital ou em lojas físicas, é essencial que seu cliente encontre apoio para realizar suas compras.

Mesmo sendo um período agitado, seu consumidor precisa encontrar os canais corretos para tirar dúvidas. Além disso, talvez ele precise de ajuda para entender prazos de pagamento, frete e descontos especiais.

O atendimento humano pode ser um enorme diferencial para engajar seus clientes e convertê-los com mais facilidade. A Pesquisa Retomada do Consumo 2021 para Inteligência de Mercado Globo, revelou que 80% dos entrevistados já realizaram compras pelo WhatsApp ou redes sociais. 

Cada vez mais o público está habituado a comprar através de chats, o que pode ser uma ferramenta poderosa para você vender mais.

4. Comece a campanha com antecedência

Deixar para iniciar suas campanhas de divulgação próximo à data pode não ser a melhor ideia. Você pode otimizar suas chances de conquistar os clientes ao começar uma campanha com antecedência, aumentando sua exposição de marca.

Você pode oferecer descontos prévios, já testando a recepção dos consumidores. Essa estratégia também prepara o terreno para as melhores ofertas da Black Friday, criando gatilhos de exclusividade e escassez.

5. Invista nas redes sociais

Você precisa incluir as redes sociais na sua estratégia se quiser atingir o público durante a Black Friday. Você pode utilizá-las para alcançar novos clientes, antecipar promoções e descontos e criar expectativas para o evento

Com conhecimento sobre seu público-alvo, você pode definir a melhor linguagem e abordagem para entregar o conteúdo adequado aos usuários. 

Durante o evento, as redes sociais podem ser fortes aliadas para conversar com clientes e concretizar vendas. Você pode disponibilizar links de pagamentos, oferecendo um método seguro e prático para seus clientes.

6. Aposte em diferentes formas de divulgação

Para otimizar o resultados das suas campanhas e divulgações, você pode focar em diferentes oportunidades de divulgação. Utilizar parcerias com influenciadores ou realizar “colabs” pode ser uma forma de se destacar.

Campanhas de e-mail marketing também são uma boa solução para atingir o público que já faz parte da sua base de clientes, oferecendo descontos através deles. Isso pode ser uma boa estratégia para manter a fidelidade desses consumidores com sua marca.

O conteúdo orgânico pode ser um suporte importante nesses momentos, mas vale lembrar que costuma ser uma estratégia a longo prazo. Porém, você pode dedicar um esforço a mais na construção das suas páginas de produto e landing pages.

7. Ofereça bons descontos nos produtos e no frete

Como já comentamos, oferecer descontos reais é essencial para ter sucesso na Black Friday. Parece óbvio, mas não é incomum encontrar ofertas mentirosas que acabaram levando a data a ser apelidada de “Black Fraude”.

Existem muitos sites que monitoram ofertas de produtos nos meses anteriores à data. Esses recursos existem justamente para alertar os consumidores de sites que não estão oferecendo ofertas reais.

Para estar à frente do mercado e vender mais na Black Friday, você precisa definir descontos e oportunidades que sejam atraentes, sem deixar de lado o lucro para seu negócio

Defina quais produtos são do topo de vendas e quais têm menor saída do estoque. Além disso, também é importante pensar na logística de entregas e frete. Oferecer o “frete grátis” pode ser uma vantagem competitiva, já que o custo com frete muitas vezes leva à desistência da compra.

8. Realize uma pré-campanha

Antecipação pode ser a chave para competir durante a Black Friday. O fluxo de informações durante o evento é muito grande e muitos consumidores acabam saturados.

Se antecipar algumas semanas pode ser importante para ganhar espaço antes da concorrência. Criar expectativas e construir uma estratégia mais longa pode ser um diferencial para atingir os consumidores com eficiência. 

Na pré-campanha, você pode focar em oferecer alguns descontos. Isso é útil para perceber como os consumidores se comportam com a oferta de produtos selecionados.

9. Trabalhe com os produtos mais desejados

Você precisa ter domínio dos seus produtos para entender como oferecer as melhores oportunidades ao público. A partir de algumas ferramentas de negócios, como análise SWOT e a matriz BCG, você consegue analisar quais os principais produtos que você pode oferecer.

Com esse tipo de estratégia, você pode focar em trabalhar com os produtos mais desejados pelos consumidores, melhorando a oferta para eles.

10. Utilize estratégias de upsell

O upsell é uma estratégia que foca em vender um produto ou serviço mais completo para seu cliente, embora com um preço mais elevado. Essa técnica é funcional para aumentar o faturamento e o ticket-médio, já que a ideia é focar em um cliente que costuma optar por produtos mais baratos.

Um exemplo disso são os combos oferecidos em redes de fast food. Nesses restaurantes é muito comum oferecerem uma batata maior por apenas um real, complementando o combo. 

Utilizar essa técnica pode ajudar a vender alguns produtos pouco procurados pelos consumidores ou aumentar o ticket médio das suas vendas no geral.

11. Diversifique as formas de pagamento na Black Friday

Aceitar as principais formas de pagamento pode ser a maior vantagem do seu negócio durante a Black Friday. 

É importante que seu negócio esteja pronto para receber a maior quantidade possível de clientes. E essa demanda envolve aceitar as modalidades em que eles podem pagar.

Seu cliente precisa ter autonomia para realizar as compras com conforto e segurança. Por isso, é importante considerar a possibilidade de oferecer diversos formatos de pagamento a prazo.

Cartão de débito e crédito

Os cartões de crédito e débito são duas das principais formas de pagamento entre os brasileiros. Ao oferecer essa possibilidade de pagamento, você está incluindo uma grande parcela de clientes entre seus prospectos.

Pelo cartão de crédito, você também pode oferecer pagamentos a prazo, o que pode ser uma vantagem competitiva. Assim, você otimiza as chances de conversão, possibilitando que seus clientes fracionem os valores em parcelas mais acessíveis.

Pix

O Pix é uma forma de pagamento recente, considerando as outras modalidades. Porém, já se tornou a principal forma de pagamento em território brasileiro

Com o Asaas, por exemplo, você pode oferecer o pagamento via Pix para seus clientes através do link de pagamento. Esse recurso pode ser um grande aliado para vender mais na Black Friday.

Boleto

Os boletos são uma forma de pagamento tradicional, que passam muita credibilidade para seus clientes. Essa é uma opção segura e que também pode ser utilizada para parcelamentos, através do carnê.

Pelo Asaas, você pode gerar boletos com descontos apenas após os pagamentos, com oferta de R$ 0,99 nos primeiros 3 meses.

Como aumentar a conversão de vendas na Black Friday?

Em uma pesquisa feita pela Moonsend, 28% dos usuários já abandonaram carrinhos de compras por problemas durante o checkout ou processos muito demorados. Facilitar esses processos é muito importante para aumentar a conversão.

Por isso, os processos de checkout e compra devem ser rápidos e práticos, com informações que ajudem seus clientes a finalizar o processo.

Ofereça a opção de One click buy

Entre as ferramentas mais populares para facilitar as conversões dentro dos e-commerces, o one click buy tem sido uma das mais populares.

Esse recurso consiste em salvar os dados de pagamento do consumidor, facilitando uma segunda compra. Isso dá mais dinamismo aos processos, criando um token exclusivo para cada pagador. Assim, você dá mais segurança e praticidade para os consumidores e aumenta a conversão.

Garanta um checkout transparente

O checkout transparente é uma alternativa ao modelo tradicional de checkout. Ao invés de redirecionar o usuário para uma nova página de pagamento, com esse recurso todo o procedimento é feito da mesma URL.

Essa diferença impacta na experiência do usuário, tornando o fluxo mais orgânico e simples durante o pagamento. Isso evita o abandono de carrinho e torna seu fluxo de vendas mais intuitivo.

Trabalhe com link de pagamento

Você pode facilitar o pagamento utilizando links de pagamento, mesmo sem ter um e-commerce. Através do link, seu cliente pode pagar com segurança, optando pela modalidade mais conveniente para ele.

Você também pode definir condições de pagamento, prazos e quantidades de parcelas disponíveis. Essa função pode ser mais um diferencial para facilitar a conversão dos seus consumidores. E, para entender mais sobre esse assunto, confira nosso artigo sobre conversão de vendas!

No Asaas você tem vendas por link de pagamento