M-payment: mais facilidade de pagamento para o cliente

M-payment Cada vez mais, o celular tem se mostrado uma ferramenta poderosa e que tem muito a agregar ao nosso dia a dia. Para os comerciantes e consumidores, o dispositivo mobile pode se tornar uma forma de pagamento cômoda e segura.

Essa tendência cresce rapidamente no Brasil, já que o país possui um alto índice de utilização de dispositivos móveis. Levando em conta o fato de muitas pessoas não terem conta bancária, mas possuírem telefone celular, vemos que o M-Payment (ou pagamento móvel) tem bastante espaço para crescer.

Tipos de pagamento móvel

O mercado de M-Payment possui, basicamente, três formas distintas de realizar transações. Cada uma delas tem suas vantagens e desvantagens. Contudo, todas oferecem praticidade e segurança ao seu consumidor. Vamos conhecer melhor cada uma delas:

  • Leitoras de cartão para celular: Empresas de tecnologia estão desenvolvendo dispositivos leitores de cartão de crédito e débito para smartphones. Em geral, os comerciantes pagam taxas menores em transações feitas por esse método. Esses aparelhos podem substituir as tradicionais máquinas de cartão em alguns mercados.

  • Near Field Communications (NFC): É uma tecnologia que realiza a transação por aproximação. O estabelecimento comercial deve possuir um leitor específico e o seu aparelho celular também precisa ter o recurso instalado. Ao aproximar o aparelho do leitor, você pode confirmar a compra no seu celular e ter a segurança de que ninguém viu você digitando sua senha.

  • Pagamentos pela rede de celular: Esse é um dos métodos com maior potencial, pois não exige do cliente, ou do vendedor, o uso de aparelhos ou recursos adicionais. A transação é feita pela rede da operadora, que transfere os valores ao comerciante.

Qualquer celular pode realizar transações

Para os pagamentos realizados pela rede de celular, a conta do telefone se torna uma espécie de fatura de cartão de crédito. Contudo, também existe a possibilidade do débito ser feito diretamente na conta bancária.

O procedimento é bastante simples. O consumidor pode solicitar a compra para a operadora, por meio de uma ligação ou um SMS. Não é preciso ter um smartphone para fazer isso. Em seguida, a operadora processa o pedido, confirmando-o com o cliente. Uma vez autorizado, o valor é liberado para o comerciante e a compra é realizada sem o uso de dinheiro ou cartão de crédito.

Outro método consiste no cliente fornecer o número de telefone para o comerciante no ato da compra. Ele irá fazer o pedido e a operadora irá confirmar a negociação do cliente dono daquele número de celular.

 Diversos meios para diversos públicos

Apesar dos pagamentos pela rede de celular mostrarem grande potencial, os outros dois métodos também possuem espaço para crescer. Públicos de maior poder aquisitivo terão no método do NFC, um ambiente extremamente seguro para realizar suas compras. Afinal, não será preciso passar nenhum tipo de informação pessoal ao comerciante. Com isso, será possível evitar muitas fraudes de cartões de crédito clonados.

Já as leitoras de cartão para smartphones podem conquistar os pequenos empreendedores e os profissionais liberais. Muitas vezes, esse público opta por não utilizar as máquinas tradicionais ao cobrar pelos produtos ou serviços por conta das taxas que são cobradas pelas operadoras de crédito. As leitoras de cartão para smartphones representam uma redução significativa nesses custos.

O pagamento móvel tem tudo para se tornar um sucesso no Brasil. Afinal de contas, oferecer comodidade e segurança no pagamento pode ser um importante diferencial para empresas de qualquer tamanho.

banner_rodape

Gerar boleto

Esteja sempre bem informado sem pagar nada!

Cadastre-se e receba um e-mail semanal com as últimas novidades do blog.