Consulta Serasa para Empresas: como fazer e reduzir a inadimplência

por Gestão de cobranças

Publicado em 24 de agosto, 2021 | Atualizado em 12 de janeiro, 2024

Você já ficou com receio de parcelar a compra de um produto ou serviço e não receber o dinheiro? Oferecer condições de pagamento diversificadas, como parcelamentos, pode ser a chave para aumentar as vendas e melhorar a satisfação dos clientes.

Afinal, há pessoas que não podem pagar pelo valor integral de uma vez e só conseguem ter acesso por meio da divisão do pagamento em prestações. 

Mas, ao mesmo tempo, correr o risco de levar um calote não é nada saudável para a gestão financeira da sua empresa. Então, como se certificar que seu cliente é um bom pagador? Hoje vamos te apresentar a Consulta Serasa para empresas, uma solução que permite que você tome decisões mais precisas, baseadas em dados.

O que é a Consulta Serasa?

É uma funcionalidade que possibilita consultar informações cadastrais, pendências financeiras e o score de crédito de pessoas físicas e jurídicas. Essas informações são retiradas do banco de dados do Serasa

Dessa forma, você consegue avaliar a saúde financeira do seu cliente antes de fechar uma venda, seja ele um consumidor ou uma empresa. Assim, é possível reduzir calotes e aumentar a receita, pois você tomará decisões mais seguras.

Quais são os benefícios de usar a Consulta Serasa para empresas?

Pode parecer algo simples, mas ter um relatório detalhado do seu cliente pode melhorar sua capacidade de negociação, aumentar suas receitas e reduzir a inadimplência. A seguir, vamos entender melhor cada um desses tópicos.

Melhora da capacidade de negociação

A partir do relatório obtido através da Consulta Serasa para empresas, você avalia se seu cliente é um bom ou mau pagador. Assim, é mais fácil oferecer condições de pagamento adequadas para cada perfil de cliente, de modo a possibilitar a compra, mas sem colocar em risco a saúde financeira do seu negócio.

Aumento das receitas

Ao oferecer condições de pagamento adequadas, você aumenta suas receitas porque reduz o número de clientes inadimplentes. Além disso, você pode se sentir mais seguro para parcelar em mais vezes a compra de clientes com boa reputação, aumentando as vendas e o faturamento da sua empresa.

Redução da inadimplência

Levar um calote é muito comum, mas não é nada barato. Analisemos o cenário das pessoas físicas: de acordo com dados do próprio Serasa, em abril de 2021 havia 63 milhões de inadimplentes no Brasil. Portanto, é como se 3 em cada 10 brasileiros estivessem inadimplentes. O valor médio da dívida entre pessoas físicas é de R$ 3.938,00. 

Entre as pessoas jurídicas, o cenário se repete: 5,9 milhões de empresas inadimplentes em abril de 2021, sendo que o valor médio da dívida entre pessoas jurídicas é de R$ 17.693,70.

Não vale a pena arriscar, né? Por isso, ao obter informações por meio da Consulta Serasa para empresas, você consegue fazer uma análise mais precisa e ter mais segurança ao conceder um parcelamento.

Porém, como isso funciona na prática? É o que vamos te explicar a seguir.

Como funciona a Consulta Serasa para empresas no Asaas?

Só no Asaas você consegue consultar o histórico do seu cliente e gerar a cobrança no mesmo lugar. Em poucos minutos, você tem acesso a um relatório completo e detalhado, de forma simples e sem burocracia. Basta seguir esses três passos:

  1. Acesse o Asaas ou crie uma conta na plataforma, caso não seja cadastrado.
  2. Informe o CPF ou CNPJ que você deseja consultar e o estado onde o cliente reside.
  3. Pronto! O relatório completo será exibido na tela e uma cópia será enviada para seu e-mail.

Relatório de pessoa física

Ao fazer a consulta Serasa do CPF de um cliente, você pode obter as seguintes informações:

  • Dados cadastrais (nome, CPF, nome da mãe e data de nascimento);
  • Situação do CPF (regular ou irregular);
  • Score (cálculo que informa de 0 a 1000 o quão saudável é a vida financeira do pagador);
  • Pendências financeiras (dívidas e negativações em lojas, bancos e outras instituições financeiras);
  • Protesto estadual (indica se o pagador já foi protestado no estado onde reside);
  • Cheques sem fundo no Bacen (indica se o pagador tem registros de lançamento de cheques sem fundo);
  • Documentos roubados, furtados ou extraviados (indica se o pagador fez registros de roubo ou perda de documentos);
  • Consultas realizadas no Serasa (indica quantas vezes o pagador foi consultado por outras instituições).

Relatório de pessoa jurídica

Já a consultar Serasa de uma empresa, você consegue ter acesso a:

  • Dados cadastrais (CNPJ, razão social e data de fundação da empresa);
  • Situação do CNPJ (regular ou irregular);
  • Score (cálculo que informa de 0 a 1000 o quão saudável é a vida financeira da empresa);
  • Pendências financeiras (dívidas e negativações em lojas, bancos e outras instituições financeiras);
  • Protesto estadual (indica se a empresa já foi protestada no estado onde reside);
  • Cheques sem fundo no Bacen (indica se a empresa tem registros de lançamento de cheques sem fundo);
  • Documentos roubados, furtados ou extraviados (indica se a empresa fez registros de roubo ou perda de documentos);
  • Consultas realizadas no Serasa (indica quantas vezes a empresa foi consultada por outras instituições).

Como usar as informações do relatório de Consulta Serasa na empresa?

Você pode estar se perguntando: mas o que fazer com todas essas informações e quais condições de pagamento oferecer para cada perfil de cliente? Confira 3 dicas:

1. Preste atenção no Score

O Score é uma pontuação gerada pelo Serasa que vai de 0 a 1000 e indica as chances de uma pessoa pagar suas contas em dia. Seu cálculo é feito considerando os hábitos e comportamentos financeiros do consumidor.

Portanto, é uma forma simples e prática de verificar se alguém é bom ou mau pagador: quanto mais próximo de 1000, maiores as chances de pagamento.

2. Conceda parcelamentos maiores

Ao identificar que um cliente é um bom pagador, você tem mais segurança para conceder parcelamentos. As vendas parceladas possibilitam que a compra caiba no bolso do consumidor e é um ótimo atrativo para que o cliente realmente feche negócio com você.

Isso é bom para o cliente, que pode pagar aos poucos, e também bom para você, que pode  fechar a venda e solicitar a antecipação do dinheiro em plataformas como o Asaas.

3. Ofereça descontos à vista

Mas o que fazer quando o cliente for um mau pagador? Existem algumas formas de contornar essa situação. Uma delas é conceder desconto para pagamento à vista. Assim, você oferece um atrativo para que o cliente feche a venda e ao mesmo tempo garante que não vai ficar no prejuízo. 

Dependendo do caso, você também pode parcelar a compra em um número reduzido de parcelas e trabalhar com notificações por SMS, e-mail e voz, garantindo que seu cliente será lembrado de fazer o pagamento. Em últimos casos, se ele realmente ficar inadimplente, você pode realizar a negativação no Serasa ou o protesto do boleto.

Anotou essas dicas de como fazer consulta Serasa para empresas? Aqui vai mais uma: no Asaas, você pode consultar as informações do seu cliente e gerar a cobrança em um único lugar. Crie sua conta no Asaas e ganhe a primeira consulta grátis!

O banner tem a imagem de um homem e nele está escrito: Negative os devedores Use a Negativação Serasa para recuperar o valor de cobranças vencidas. É mais barato que o protesto! Clique e saiba mais.
O banner tem a imagem de uma mulher e nele está escrito: Venda parcelado sem medo. Com a Consulta Serasa você pode conferir as pendências financeiras antes da venda. Clique e saiba mais.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.