Como fazer o pagamento das contas durante a greve dos bancos?

internet business

Greve dos bancários sempre gera um clima de expectativa e tensão nas pessoas, porque nunca se sabe ao certo se todos os serviços ficarão paralisados, quando o movimento vai acabar e como os pagamentos poderão ser quitados. As contas não param de chegar e os clientes, que dependem dos serviços dos bancos para realizar uma série de transações financeiras, ficam na dúvida.

Para ajudá-lo a sobreviver a essa e a outras greves bancárias sem estresse, listamos aqui alternativas para que você realize seus pagamentos sem precisar da intermediação da agência. Confira:

Caixas eletrônicos

A primeira reação dos clientes a uma greve dos bancários é correr para os caixas eletrônicos. Neles é possível realizar quase todas as transações feitas no interior da agência. De acordo com a Federação Nacional do Bancos, a Fenaban, existem 166 mil caixas eletrônicos espalhados por todo o Brasil. Confira só os serviços fornecidos por eles: pagamento de contas de consumo — como água, luz e telefone —, pagamento de boletos e carnês não vencidos, agendamento de pagamentos, envio de DOC e TED, pagamento de faturas de cartões de crédito, saques, depósitos e transferências.

Os saques e depósitos, porém, devem ser evitados durante a greve, pois as filas costumam ser enormes e o risco de assalto pela falta da segurança dentro da agência é grande. Os depósitos, por sua vez, podem ficar estocados no caixa eletrônico durante dias e dias, atrasando ainda mais o pagamento das suas contas.

Internet banking

Quem tem maior afinidade com a tecnologia pode utilizar o serviço de internet banking para realizar seus pagamentos. Ele funciona como um caixa eletrônico virtual, realizando basicamente as mesmas operações que os caixas físicos. Para utilizar o internet banking, no entanto, é necessário obter a liberação prévia do recurso, feita pelo banco, fazer seu cadastro e sua senha de acesso.

Muitas pessoas têm receio de utilizar esse serviço pelo risco de roubo de dados e senhas, mas vale lembrar que as instituições financeiras investem pesado em certificações digitais de segurança e criptografia de dados para que seu patrimônio seja resguardado. E, se comprovada alguma fraude, o banco é obrigado a devolver o dinheiro ao cliente.

Correspondentes bancários

São os conveniados aos bancos: as lotéricas, os supermercados e as agências dos Correios. Nesses estabelecimentos é possível realizar o pagamento de contas de consumo, carnês e boletos, e realizar depósitos e saques de até mil reais. Já facilita bastante, não é mesmo?

Aplicativos mobile

Os aplicativos de bancos para smartphones ainda são novidade, mas são tão seguros quanto o internet banking. Eles aceitam o pagamento de boletos com código de barras e realizam transferências, DOC e TED. Esse é um ótimo recurso para quem tem pouquíssimo tempo ou paciência curta para encarar as filas geradas pela greve.

Atendimento telefônico

É sempre bom lembrar que os bancos também possuem atendimento telefônico, por meio do qual é possível realizar consultas e efetuar pagamentos de contas de consumo e boletos — digitando o código de barras — da mesma instituição financeira.

Agora que você já está mais tranquilo para realizar seus pagamentos nessa fase conturbada, conte-nos: qual dessas alternativas você já utilizou ou tem vontade de testar? Comente aqui e compartilhe conosco sua experiência!

 

Gerar boleto

Esteja sempre bem informado sem pagar nada!

Cadastre-se e receba um e-mail semanal com as últimas novidades do blog.