O que é capital de giro e como fazer na sua empresa

por Conta Digital

Publicado em 10 de setembro, 2014 | Atualizado em 23 de dezembro, 2022

Um bom planejamento financeiro é essencial para a sobrevivência de qualquer negócio. Ter uma reserva financeira para passar por possíveis imprevistos sem sufoco também se faz necessário. 

Por isso, é importante saber utilizar as principais ferramentas e recursos para manter seu negócio operante. E, nesse caso, entender o que é capital de giro é essencial.

Esse recurso possibilita maior liquidez nas operações da sua empresa, além de estar diretamente relacionado a sua capacidade de investimentos futuros. Além disso, possuir um bom capital de giro, permite passar por imprevistos com segurança e estabilidade.

Por isso, neste artigo vamos explicar o que é capital de giro, e como utilizá-lo na sua empresa, para potencializar sua capacidade de gerenciamento e tomada de decisão. Continue lendo!

Conteúdo

O que é capital de giro?

Capital de giro é um dos pilares da saúde financeira do seu negócio. Ele representa a diferença entre os recursos disponíveis no seu caixa e a soma de todas as suas despesas ao final de um período. 

Ou seja, o capital de giro representa seus recursos para manter o funcionamento da sua empresa, no intervalo de tempo entre o investimento (como compras de fornecedores) e o retorno do lucro para seu caixa.

Independente do tamanho da sua empresa, existem despesas que são fixas e rotativas, sendo que diversas delas não aguardam o momento do lucro para serem cobradas.

Isso significa que, para pagar despesas fixas como contas de luz, aluguel, salários de funcionários, e outras demandas essenciais para o dia a dia do negócio, você precisa ter um capital de giro saudável e funcional.

Importância do capital de giro

Possuir um capital de giro robusto é importante para permitir que seu negócio funcione com segurança e estabilidade. Ao definir suas metas de médio e longo prazo, o capital de giro permite que seu negócio opere mesmo sem ter lucro em determinados períodos

Ele também possibilita que sua empresa continue crescendo durante baixas vendas ou quando surgirem imprevistos – evitando rombos operacionais no seu fluxo de caixa.

Como o capital de giro impacta na empresa?

Para entender melhor como o capital de giro impacta na sua empresa, basta identificar como esse recurso é indicativo da saúde financeira do seu negócio

Um dos papéis fundamentais do capital de giro é identificar se será possível pagar suas contas, dívidas e faturas de curto prazo.

Ele também ajuda a definir planos e estratégias para seu negócio, embora não seja o único fator a ser considerado para tomadas de decisões.  Afinal, além dele, é importante considerar outros recursos como seu valor em caixa, prospecções, dívidas, investimentos etc.

Qual a diferença entre capital de giro e capital social?

Antes de entender como calcular o capital de giro, é importante ressaltar que existe mais de uma modalidade para esse recurso. Além do capital de giro, existe também a modalidade chamada de capital social.

Embora ambas sejam fundamentais para o funcionamento da sua empresa, existe uma diferença significativa entre elas. Confira:

Capital de giro

Como comentamos, o capital de giro representa o montante necessário para que seu negócio possa continuar suas atividades durante sua rotina empresarial

Isso significa que esse recursos representa o necessário para sua empresa funcionar, mantendo as despesas em dia e podendo aplicar para investimentos necessários.

Capital social

Por outro lado, o capital social representa o valor inicial investido para a formação do seu negócio.  Ele deve ser baseado nas necessidades de compra de equipamentos, despesas iniciais, exigências legais, burocracias e capacidade de gerenciamento.

Quais são os tipos de capital de giro?

Além das diferenças com o capital social, existem alguns resultados e indicativos possíveis dentro do capital de giro. Essas subcategorias existem para diversificar e potencializar os usos desse recurso, ajudando na administração financeira do seu negócio.

Para sua empresa crescer de forma consistente e saudável, é importante entender as informações que são definidas por esses resultados, para aplicar as decisões certas na sua rotina financeira.

Capital de Giro Líquido

O capital de giro líquido consiste no montante de recursos financeiros, excluindo os ativos não circulantes que seu negócio possui. Nessa conta não entram bens e imóveis, porque não representam dinheiro disponível para uso.

O cálculo do capital de giro líquido leva em conta justamente a liquidez, como o nome indica. Ou seja, a facilidade com a qual um ativo pode ser convertido em dinheiro e a quantia disponível para a manutenção do negócio.

A imagem mostra a fórmula: capital de giro líquido = ativo circulante (incluindo estoque) - passivo circulante.

Capital de Giro Neutro

Quando o capital de giro é considerado neutro, significa uma estabilidade de recursos. Esse cenário pode ser positivo, especialmente se o negócio vem de um período de prejuízos. 

Porém, ele indica uma necessidade em aumentar o lucro do negócio ou redução de despesas.

Capital de Giro Negativo

O capital de giro negativo é o resultado do cálculo total de capital de giro disponível para a empresa e que demonstra escassez de recursos para suprir a manutenção do negócio. Ou seja, ele indica que o negócio está gastando mais do que recebe.

Porém, vale destacar que nem sempre o capital de giro negativo é ruim, já que num período curto de tempo esse tipo de resultado é até esperado. Afinal, muitas vezes, nos primeiros meses de negócio os ganhos não conseguem suprir os gastos.

Entretanto, se esse resultado se estende por um longo período, é um sinal de alerta. Pode ser um indicativo da insustentabilidade do negócio, o que exige estratégia de captação de recursos externos ou corte de gastos.

Capital de Giro Próprio

Esse modelo de capital é proveniente do investimento próprio que a própria empresa possui. Ele corresponde à diferença positiva entre o ativo circulante e o passivo circulante.

Ele representa que sua empresa está em equilíbrio, podendo quitar as despesas e manter o funcionamento do negócio sem a necessidade de empréstimos ou outras formas de recursos externos.

Capital de giro associado a investimentos

Esse tipo de capital de giro também é chamado de investimento misto. Afinal, ele une o capital de giro aos investimentos feitos no negócio. Esse capital é destinado a cobrir as despesas que o negócio terá ao investir. 

Por exemplo, se uma empresa faz investimento em maquinário, também precisa de capital de giro para a manutenção e compra de matéria-prima. 

Como calcular a Necessidade de Capital de Giro (NGC)?

A Necessidade de Capital de Giro (NGC) representa o montante de recursos mínimos que sua empresa precisa ter em caixa. Esse valor funciona para manter as operações gerais do seu negócio.

Uma vez feito o cálculo do NGC, é possível entender um pouco mais das necessidades de caixa que sua empresa apresenta e tomar decisões assertivas.

Quando o resultado do cálculo dá negativo é um indicativo de que existe necessidade de fontes externas para compensar o capital de giro faltante.

A imagem ilustra o cálculo da necessidade de capital de giro: dinheiro em caixa + estoque, contas a receber, aplicações, tc - fornecedores, empréstimos, salários, duplicatas a receber, etc = capital de giro.

Impactos do capital de giro no fluxo de caixa

O cálculo do capital de giro tem impacto direto na recorrência das suas operações financeiras. Além de ser um forte indicativo do crescimento da sua organização, ele pode representar a necessidade de mudar seu plano de negócios.

Afinal, se o seu negócio está tendo mais despesas do que ganhos, pode ser necessário captar recursos externos ou investir em novas práticas dentro da sua empresa – como repensar seus produtos, cortar gastos ou criar ofertas.

O impacto do capital de giro no fluxo de caixa também é evidente. Afinal, é no fluxo de caixa que você registra suas operações. Caso sua empresa venda apenas a prazo, mas desconte todos os títulos de forma antecipada, o custo financeiro crescerá junto com o faturamento.

Como é calculado o capital de giro?

Entender como calcular o capital de giro é uma dos elementos mais importantes para seu negócio. Afinal, é através dele que você pode definir como guiar sua empresa para o crescimento.

A fórmula do capital de giro pode ser resumida em: todas as contas a receber + o valor que você possui em estoque – as contas a pagar + o valor a pagar em impostos e despesas.

A partir do resultado desse cálculo, você terá o valor necessário para que seu negócio funcione por um período de tempo sem depender de lucro ou recursos externos como empréstimos e antecipação de recebíveis.

Porém, um dos cálculos mais importantes é o do capital de giro líquido. Essa modalidade considera todos os ativos e passivos de curto prazo, em média de 12 meses. Sua fórmula pode ser resumida em: ativos circulantes – passivos circulantes = capital de giro líquido.

A imagem mostra a fórmula do capital de giro: todas as contas a receber + valorque você possui em estoque - as contas apagar + o valor a pagar em impostos e despesas. Resultados é o valor que você precisa para manter seu negócio em dia.

Por isso, entenda mais sobre os ativos circulantes e passivos circulantes:

Ativo circulante (AC)

Em resumo, os ativos circulantes configuram todos os bens ativos do negócio que podem ser facilmente convertidos em dinheiro dentro de um ano, ou dentro de um período operacional definido. 

Nessa modalidade podem ser incluídos os equivalentes em dinheiro, inventário, contas a receber, títulos comercializáveis, despesas pré-pagas e outros ativos líquidos.

Passivo circulante (PC)

Por outro lado, o passivo circulante considera as obrigações financeiras do negócio, baseados também no ciclo operacional ou em até um ano. Esses passivos são pagos utilizando ativos anuais ou criando outros passivos circulantes.

Ou seja, nessa modalidade podem ser incluídas as contas e notas a pagar, parcelas atuais das dívidas de longo prazo, passivos acumulados ou receitas não obtidas.

A imagem mostra a diferença entre ativo e passivo circulante: Ativo circulante (dinheiro, estoque, contas a receber), passivo circulante (empréstimos a curto prazo, passivos acumulados, contas a pagar). Capital de giro = total de ativos - total de passivos.

Como manter o capital de giro saudável?

Mesmo calculando seu capital de giro, é importante sempre estar atento para tomar medidas que mantenham seu negócio saudável e operando com qualidade

Para um negócio sustentável, consolidado e com capacidade de escalar e vender mais, seu capital de giro precisa corresponder a esse potencial. Para manter seu capital de giro saudável, confira algumas dicas:

1. Identifique e corte gastos

Um passo muito importante para controlar seu capital de giro é identificar possíveis cortes de gastos. Extinguir demandas desnecessárias e evitar o escoamento de recursos é um cuidado constante para qualquer empresa.

Por conta disso, é necessário manter uma visão cuidadosa sobre todos os setores da sua empresa para aplicar possíveis cortes e melhorias.

2. Tenha disciplina

Disciplina é uma habilidade indispensável para gerir um negócio e manter em dia a saúde financeira do seu negócio. É necessário estabelecer metas e um plano de negócios eficiente, que potencialize as decisões financeiras da sua empresa.

A partir disso, o uso do capital de giro funciona para manter as contas em dia e o negócio funcionando conforme um seus planos e metas.

3. Negocie com fornecedores e clientes

Manter seu negócio operante é importante para seus fornecedores também, por isso você deve manter um canal aberto de comunicação para que eles possam estabelecer valores favoráveis de negociação.

Procurar formas de pagamento mais confortáveis, aumento de prazos e descontos nos preços à vista são possibilidade de negociação com fornecedores que permitem uma parceria sustentável. 

Para seus clientes, também é importante reduzir custos e oferecer modalidades de pagamento que ajudem seu capital de giro. Ofereça os principais meios de pagamento, como Pix, boleto bancário ou cartão de crédito.

Além disso, embora oferecer pagamentos a prazo possa impactar seu capital de giro, solicitar a antecipação de recebíveis pode ser a solução mais inteligente para seu negócio.

4. Antecipe pagamentos a receber

A antecipação de recebíveis é um recurso importante para poder oferecer vendas a prazo sem ter medo de prejudicar seu capital de giro. O Asaas, por exemplo, oferece essa solução que antecipa os valores de uma compra parcelada.

Oferecer vendas a prazo é um recurso importante para conquistar e fidelizar seu cliente. Porém, é importante entender como fazer isso da forma mais eficiente. 

A antecipação permite que você mantenha o controle sobre suas finanças, mesmo que seu cliente pague uma compra em parcelas. 

5. Tenha um sistema de cobrança eficiente

Ao falar da antecipação de recebíveis e de oferecer os principais meios de pagamento, fica claro que existe uma enorme necessidade de possuir um sistema de cobranças eficiente.

O Asaas é uma solução completa para seu negócio, oferecendo diversas vantagens que permitem otimizar sua gestão financeira, escalar sua empresa e permitir que você venda mais.

O Asaas conta com ferramentas como a API de pagamentos, que torna todo o processo de venda online mais seguro e eficiente. 

Além disso, através da plataforma você pode administrar suas cobranças, notificar clientes e disponibilizar carnês para vendas a prazo ou links de pagamento que dão mais flexibilidade para vender mesmo sem uma loja virtual.

Vale a pena fazer empréstimo para capital de giro?

Realizar um empréstimo para obter recursos para possuir capital de giro pode ser uma solução para seu negócio. Porém, é necessário entender se essa medida está dentro do cenário ideal para sua empresa.

Afinal, um empréstimo possui condições e juros que trarão impactos futuros para sua empresa. Por isso, é importante considerar todas as opções e optar por aquela que traga mais benefícios para sua organização e possa solucionar suas necessidades financeiras.

Vale mencionar que a antecipação de recebíveis é uma alternativa válida em relação ao empréstimo. Menos burocrática e com taxas mais favoráveis, a antecipação permite que você adiante o recebimentos dos valores de compras a prazo.

Basta solicitar dentro da sua plataforma de pagamentos, podendo utilizar esse recurso para oferecer liquidez ao seu fluxo de caixa, pegar despesas ou realizar investimentos estratégicos no seu negócio.

Como conseguir Capital de Giro?

Conforme já mencionamos, implementar medidas práticas na sua empresa permite uma melhora considerável no seu capital de giro. Cortar custos e buscar otimizar suas despesas, além de planejar suas metas com antecedência podem ajudar seu negócio a se tornar mais saudável.

Porém, caso seja necessário, você também pode procurar por recursos externos, como os empréstimos que já comentamos. Além disso, o Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES) também possui soluções de investimentos para empresas que podem ser favoráveis para sua empresa.

Por fim, fintechs como o Asaas também ajudam a otimizar sua gestão financeira, melhorando o cuidado com seu capital de giro, fluxo de caixa, cobranças e recebíveis. 

Além disso, a antecipação de recebíveis pode ser uma boa solução para fidelizar seus consumidores e escalar suas vendas.

Embora obter capital de giro seja fundamental para seu negócio, muitas vezes é desafiador adquirir linhas de crédito para sua empresa. Para combater essa dificuldade, confira 5 dicas de como conseguir crédito empresarial e manter seu negócio em crescimento.

Simplifique o recebimento de cobranças com o Asaas

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content