O que é antecipação de recebíveis e como funciona?

Por Eduardo Kruger
Publicado em 12 de abril, 2022 | Atualizado em 17 de maio, 2022

Muitas vezes, as empresas se veem em situações de não ter dinheiro em caixa para realizar pagamentos ao longo do mês, mas existem recebimentos agendados e que entram em poucos dias. Para não perder o prazo, existe um bom recurso para resolver. Você sabe o que é antecipação de recebíveis?

É sobre essa possibilidade que vamos falar neste artigo. Entenda o que é antecipação de recebíveis, como ela funciona, quem pode fazer e quando vale a pena. Continue a leitura e fique por dentro.

Conteúdo

O que é antecipação de recebíveis?

A antecipação de recebíveis é um recurso que geralmente é oferecido por instituições financeiras e de pagamentos, para empresas que precisam receber — antecipadamente — determinada quantia que está na previsão de recebimento para uma data futura.

Por exemplo, quando um cliente faz uma compra parcelada usando cartão de crédito, os valores das parcelas serão disponibilizados para a empresa apenas em datas futuras. Mas, por estarem previstos esses recebimentos, a empresa tem a possibilidade de solicitá-los em uma data anterior, pagando uma taxa pelo serviço.

Segundo pesquisa do Sebrae, 45% dos empresários em micro e pequenos empreendimentos no Brasil recorrem à antecipação dos recebíveis das vendas no cartão frequentemente.

O conceito de antecipação de recebíveis é constantemente confundido com outros semelhantes, que esclarecemos a seguir.

Diferença entre antecipação de recebíveis e aquisição de recebíveis

A aquisição de recebíveis é o processo realizado pelas instituições, que adquirem o recebível da sua empresa e pagam o valor referente, deduzida a taxa de juros pelo serviço. Os recebíveis podem ser cartão de crédito, promissórias ou mesmo contas com vencimento futuro.

Sendo assim, a aquisição de recebíveis é a ação que acontece simultaneamente enquanto a sua empresa solicita a antecipação de recebíveis, porém do lado da instituição. Comparativamente, podemos dar como exemplo a ação de vender e comprar: sempre que alguém compra, ao mesmo tempo há alguém que vende.

Então, enquanto a sua empresa solicita antecipação de recebíveis, a instituição adquire os seus recebíveis.

Ou seja, a sua empresa vende o recebível com um pequeno desconto no valor, e recebe o dinheiro antecipadamente. Já a instituição que fez a aquisição do seu recebível receberá em data futura o valor integral que você teria recebido originalmente.

Diferença entre antecipação de recebíveis e empréstimo

Quando falamos em receber um valor de uma instituição, é comum a comparação com um empréstimo.

No entanto, uma das vantagens da antecipação de recebíveis em relação ao empréstimo é que as taxas são bem inferiores. Sendo assim, na maioria das vezes, vale mais a pena antecipar recebíveis do que recorrer a empréstimos — que, em alguns casos, podem comprometer as finanças da empresa.

Ainda assim, é necessário ter cautela ao escolher a antecipação de recebíveis, uma vez que também têm custos que devem ser avaliados. Então, fique atento para que antecipar recebíveis não desorganize o seu caixa.

Como funciona a antecipação de recebíveis?

A antecipação de recebíveis requer que a empresa tenha um título, cheque ou duplicata a vencer, para poder negociar com a instituição. Assim, o processo consiste em adiantar valores que já seriam recebidos pela empresa.

Funciona da seguinte maneira: a empresa seleciona a instituição onde possui recebimentos futuros, informa os dados do negócio solicitados e envia as notas fiscais referentes aos valores que deseja receber. Após a análise realizada pela instituição, o valor é depositado na conta da empresa.

Quem pode fazer antecipação de recebíveis?

Empresas de quaisquer portes e ramos de atividade podem fazer a antecipação de recebíveis, assim como autônomos e empreendedores que trabalham como pessoa física. Essa ação pode ser feita quando tiverem a necessidade de ampliar o fluxo de caixa e movimentar o capital de giro para estar em dia com os seus pagamentos.

Basta checar com a instituição com a qual a empresa trabalha se ela oferece a antecipação de recebíveis. Se sim, é preciso apresentar a documentação exigida para solicitar o serviço.

Algumas instituições podem fazer avaliações prévias para identificar se o solicitante apresenta os requisitos necessários para a antecipação. 

Quando vale a pena antecipar recebíveis?

Agora você já sabe o que é antecipação de recebíveis, como funciona esse recurso e que você pode recorrer a ele quando necessário. É hora de saber em quais situações ele pode ser útil.

A seguir, listamos 3 principais cenários em que a antecipação de recebíveis pode valer a pena para a sua empresa.

1. Para ajudar no fluxo de caixa

Manter o fluxo de caixa em dia é essencial para assegurar a saúde financeira de uma empresa. Por isso, contar com recursos como a antecipação de recebíveis para cumprir com as obrigações financeiras garante um dia a dia mais tranquilo. Ainda, contribui para a sustentabilidade no mercado e para escalar o negócio.

2. Para realizar investimentos com retorno a curto prazo

A antecipação de recebíveis é uma ótima opção para empresas que estão em busca de fazer investimentos com retorno a curto prazo — como fazer campanhas de marketing para alavancar as vendas, por exemplo. Antecipar dinheiro pode ser o que a empresa precisa para ter melhores resultados em pouco tempo.

3. Para pagar fornecedores e dívidas da empresa

Outra situação em que a antecipação de recebíveis pode ser muito útil é quando a empresa não tem valor em caixa suficiente para pagar fornecedores e dívidas em dia. Muitas vezes, é mais interessante pagar uma taxa para antecipar recebíveis do que juros por pagamentos atrasados.

Agora que você já entendeu o que é antecipação de recebíveis e conheceu alguns pontos importantes para considerar o recurso, veja quais são as vantagens de antecipar recebíveis na sua empresa!

Simplifique o recebimento de cobranças com o Asaas