Como faço para gerar boletos de forma rápida?

boletosMicroempreendedores que buscam projeção no mercado precisam oferecer agilidade e comodidade aos seus clientes, não só como benefício dos seus produtos, mas também na prestação do serviço. Proporcionar um sistema simples e descomplicado de compra e, posteriormente, de cobrança é fundamental para o sucesso do negócio.

A geração de boletos é um ponto controverso entre os empresários. Muitos acreditam que não vale mais a pena oferecer esta modalidade de pagamento aos consumidores, já que o processo não é tão simplificado quanto o uso de cartões de crédito e débito em conta. No entanto, os boletos ainda são muito procurados no mercado e quem não os oferece pode até acabar perdendo clientes.

Se precisa gerar boletos para o seu negócio, preparamos algumas dicas para que você entenda melhor o processo e possa oferecer esta opção aos seus clientes de forma rápida e segura. Além de facilitar os trâmites burocráticos para você mesmo. Confira:

Emitindo através do seu banco

Qualquer banco é capaz de emitir boletos, basta que você seja correntista da instituição, seja como pessoa física ou jurídica. O que você precisa fazer é ir até a sua agência e conversar com o seu gerente sobre a documentação necessária para adquirir este serviço. Cada banco tem suas taxas, que podem variar de acordo com o local onde o seu cliente decidir pagar o boleto (no mesmo banco, em banco diferente, em lotéricas, internet banking, dentre outros).

O banco também têm a sua forma de permitir com que você gere o boleto. Alguns oferecem o serviço através do próprio site ou então de web pages específicas. Outros requerem que o empreendedor instale um programa em seu computador para gerar as cobranças.

Há ainda dois tipos diferentes de boletos que você pode oferecer: com ou sem registro. Veja a diferença entre cada um deles:

  • Boletos sem registro: você é o responsável pela emissão do boleto. O banco não fica com um controle de quantos boletos você emitir, apenas quando o cliente paga é que o banco toma conhecimento da transação.

  • Boletos com registro: o banco é o responsável pelo boleto, mantendo registros desde o momento da emissão. Se o prazo de pagamento estabelecido por você for ultrapassado e o cliente não pagar, o banco automaticamente envia a cobrança para protesto. O nome do cliente então vai parar nos serviços de proteção ao crédito, como SPC ou Serasa.

Analise bem qual formato se adequa melhor às suas necessidades. Estude bem cada uma delas e procure conhecer todos os detalhes.

Emitindo boletos através de software de cobrança recorrente

Mas se você quer mesmo simplificar o processo e gerar boletos da forma mais rápida possível, a melhor solução é contar com um software profissional de cobrança recorrente. Com ele, basta que você efetue um cadastro simples para poder começar a emitir seus boletos.

A grande vantagem é a possibilidade de enquadrar o pagamento como uma cobrança recorrente, ou seja, uma despesa que acontece periodicamente. Se você cobra, por exemplo, uma mensalidade de seus clientes, basta cadastrar o valor no sistema que o software se encarrega de enviar o boleto todo mês para o cliente. Tudo de forma automática e da maneira mais cômoda para você e seus consumidores.

Se esta é a solução que o seu negócio está precisando, procure um sistema completo de cobranças recorrentes. Com ele, você pode não só emitir boletos de forma fácil e rápida, mas também oferecer todas as outras modalidades de pagamento.

Qual é a forma que você usa para gerar os boletos da sua empresa? Conte para gente nos comentários.

banner_rodape

Gerar boleto

Esteja sempre bem informado sem pagar nada!

Cadastre-se e receba um e-mail semanal com as últimas novidades do blog.