Como saber se o boleto é falso? Guia para evitar fraudes

por Segurança

Publicado em 26 de janeiro, 2024 | Atualizado em 16 de abril, 2024

No cenário empresarial, a segurança financeira é uma prioridade incontestável. E, dentro desse campo, um dos desafios mais persistentes enfrentados pelas empresas é a ameaça de fraudes nos meios de pagamento. 

Essa prática criminosa pode resultar em sérios prejuízos financeiros e danificar a reputação da empresa, e infelizmente acaba abrangendo todos os principais meios de pagamento, como Pix, cartão de crédito e boletos bancários.

Por isso, neste guia, vamos explorar estratégias eficazes para proteger seu negócio contra fraudes em boletos bancários, além de passar instruções de como saber se o boleto é falso. Continue lendo!

O que significa cada campo de um boleto bancário?

Dentro do documento que é um boleto bancário, cada campo dele possui uma função específica. Entenda um pouco melhor abaixo:

  • Código do Banco: Identifica a instituição financeira responsável pelo boleto.
  • Linha Digitável: Contém as informações essenciais do boleto, como código do banco, código da moeda, campo livre e dígito verificador.
  • Código de Barras: Representa, de forma codificada, todas as informações do boleto, facilitando sua leitura por scanners em processos de pagamento.
  • Data de Vencimento: Indica a data limite para o pagamento do boleto.
  • Valor: Representa o montante a ser pago pelo pagador.
  • Nome e CPF/CNPJ do Cedente: Identifica quem receberá o pagamento.
  • Nome e CPF/CNPJ do Sacado: Identifica quem efetuará o pagamento.
  • Instruções: Contém informações adicionais, como descontos, multas ou outras condições específicas.

Entender cada elemento do boleto é crucial para garantir que as transações sejam realizadas de maneira segura e eficaz, evitando possíveis fraudes. 

Especialmente porque os fraudadores costumam falhar justamente na construção desses detalhes, conforme veremos mais adiante.

Como funciona o golpe do boleto falso?

Apesar da importância e eficiência dos boletos, nós vivemos em uma era digital onde as transações financeiras online são comuns, tornando crucial a conscientização e a implementação de práticas de segurança

Afinal, nenhum método de pagamento está imune a golpes e fraudes.

Manter-se informado sobre os golpes do boleto falso mais recentes, adotar medidas de precaução e promover a educação digital são passos fundamentais para proteger suas finanças e garantir transações seguras no ambiente virtual.

Golpe do boleto falso na loja virtual

O golpe do boleto na loja virtual representa uma ameaça significativa para os consumidores que buscam realizar compras online. Nesse golpe, fraudadores criam lojas virtuais fictícias que imitam sites legítimos, visando enganar os usuários. 

Ao efetuar compras nessas plataformas fraudulentas, os consumidores recebem boletos falsos, direcionando os pagamentos para contas controladas pelos criminosos. 

Para mitigar esse risco, é crucial que os consumidores verifiquem a autenticidade da loja virtual, optem por plataformas reconhecidas e estejam atentos a ofertas excessivamente vantajosas que possam indicar atividades fraudulentas.

Golpe do boleto por e-mail falso

O golpe do boleto por e-mail falso é uma tática onde os fraudadores enviam e-mails fraudulentos, simulando serem empresas confiáveis, e anexam boletos falsos. 

Essa estratégia busca enganar os destinatários e direcioná-los a realizar pagamentos em contas controladas pelos golpistas. 

Para evitar cair nesse tipo de golpe, os usuários devem verificar cuidadosamente o remetente do e-mail, observar erros gramaticais e, sempre que possível, entrar em contato diretamente com a empresa em questão para confirmar a transação.

Golpe do boleto por e-mail interceptado

No golpe do boleto por e-mail interceptado, os criminosos conseguem acessar e-mails legítimos que contêm boletos, substituindo as informações bancárias originais por dados fraudulentos.

Essa técnica visa redirecionar pagamentos para contas controladas pelos golpistas. Medidas de segurança, como comunicação direta com a empresa emissora do boleto e verificação constante dos dados, são fundamentais para prevenir esse tipo de fraude.

Além disso, soluções como o checkout transparente podem ajudar a mitigar esse modelo de golpes que também pode acontecer em lojas virtuais.

Golpe do boleto de doação beneficente

O Golpe do boleto de doação beneficente explora a generosidade das pessoas ao criar campanhas falsas de doação. 

Os golpistas enviam boletos fraudulentos sob a pretensão de serem contribuições para causas sociais, direcionando os fundos para suas próprias contas. 

Para evitar cair nesse golpe, é preciso verificar a autenticidade da campanha, realizar doações apenas por canais seguros e estar ciente de práticas de segurança ao lidar com transações solidárias online.

Golpe da renegociação via boleto

O golpe da renegociação via boleto é uma estratégia ardilosa utilizada por criminosos para enganar indivíduos que buscam soluções para dívidas pendentes. 

Nesse tipo de golpe, os fraudadores se passam por instituições financeiras, empresas de recuperação de crédito ou até mesmo órgãos governamentais, oferecendo falsas oportunidades de renegociação de dívidas.

Cair no golpe da renegociação via boleto pode resultar em prejuízos financeiros significativos e até mesmo comprometer a segurança dos dados pessoais. As vítimas podem acabar pagando boletos falsos e não terão a dívida efetivamente renegociada.

Fique atento aos sinais de alerta, seja cauteloso ao lidar com propostas de renegociação e, em caso de dúvida, consulte diretamente a instituição financeira antes de tomar qualquer decisão.

Como saber se o boleto é falso?

A identificação de um boleto falso requer atenção aos detalhes e a aplicação de algumas práticas de verificação. Confira aqui as principais dicas de como saber se o boleto é falso, para garantir o pagamento do boleto legítimo:

1. Código de Barras e Emissor

Os primeiros três números do código de barras indicam o código do emissor. Certifique-se de que esse código corresponda ao emissor esperado, geralmente associado ao banco ou instituição financeira.

Realize uma pesquisa rápida para confirmar os padrões de códigos de barras do banco emissor. Essa verificação é crucial para evitar golpes que manipulam os códigos.

2. Logo do Banco

Também verifique se o logo do banco presente no boleto corresponde ao logo oficial da instituição. 

Na maioria das vezes, os golpistas utilizam logos falsos ou alterados para enganar os destinatários. Isso costuma gerar erros fáceis de identificar.

3. Dados do Beneficiário

Confira cuidadosamente os dados dos beneficiários indicados no boleto. 

Além disso, verifique se o nome e o CPF/CNPJ correspondem à empresa ou pessoa com a qual você realizou a transação. Inconsistências nesses dados podem ser um sinal de fraude.

4. Comunicações por E-mail

Também esteja ciente de que empresas legítimas geralmente não enviam boletos anexados por e-mail. 

Desconfie de mensagens que contenham anexos de boletos, especialmente se não estiver esperando por essa comunicação.

Empresas autênticas, ao notificar sobre boletos, geralmente fornecem um link seguro para acessar a fatura completa. Certifique-se de que essas notificações se alinhem com os padrões de comunicação da empresa.

5. Confira Valor e Data de Vencimento

Examine cuidadosamente o valor do boleto e a data de vencimento. Golpistas podem tentar alterar esses elementos para induzir o pagamento indevido. Compare essas informações com registros anteriores e comunique qualquer discrepância à empresa emissora.

No geral, mantenha-se informado sobre as táticas utilizadas por fraudadores e compartilhe essas informações com colegas e amigos para promover uma cultura de segurança financeira. Lembre-se sempre de que a prevenção é a melhor defesa contra fraudes.

A imagem mostra um boleto emitido pelo Asaas, apontando os campos importantes para entender como saber se o boleto é falso.

Quais as consequências de cair no golpe do boleto falso?

Cair no golpe do boleto falso pode resultar em uma série de consequências adversas, sendo essencial compreender os impactos para tomar medidas preventivas. A principal ramificação desse golpe é o prejuízo financeiro substancial que a vítima pode enfrentar. 

Os valores pagos através do boleto falso não são direcionados ao destinatário legítimo, o que dificulta a recuperação dos fundos. Esse cenário gera uma perda direta, afetando o orçamento e podendo causar desequilíbrios financeiros.

Além dos danos monetários, há uma ameaça significativa à segurança pessoal e financeira da vítima. Golpistas que operam com boletos falsos frequentemente buscam obter informações pessoais e financeiras. 

O que fazer caso tenha sido vítima de fraude de boleto?

Diante de uma situação de fraude de boleto, é imperativo tomar ações rápidas e precisas para minimizar os impactos. 

Uma das primeiras medidas é contatar imediatamente o banco responsável pela emissão do boleto. A instituição financeira pode fornecer orientações específicas sobre os próximos passos, contribuindo para uma resposta eficaz ao incidente.

Simultaneamente, é fundamental dirigir-se à delegacia mais próxima e registrar um Boletim de Ocorrência. 

Depois, também é possível notificar a empresa envolvida na transação é outra etapa vital. Empresas sérias e comprometidas com seus clientes estão interessadas em resolver esses problemas.

Em paralelo, é recomendável monitorar atentamente as contas bancárias em busca de atividades suspeitas. 

Mantenha a calma durante todo o processo. Enfrentar uma fraude pode ser estressante, mas é crucial manter a serenidade para tomar decisões informadas e seguir as etapas corretas.

Como aumentar a segurança para receber por boleto?

Proteger seu negócio contra fraudes nos recebimentos é uma prioridade inegociável para qualquer negócio, independentemente do seu porte ou nicho de atuação. 

Implementar medidas de segurança robustas é essencial para garantir a integridade das transações financeiras e, por conseguinte, manter a confiança dos clientes

A prevenção é a chave para evitar impactos financeiros e preservar a reputação da marca, estabelecendo um padrão elevado de confiança no universo digital. Confira algumas dicas de segurança para seu negócio:

Utilize plataformas de pagamento seguras

Em um mundo digital, a escolha da plataforma de pagamento é uma decisão estratégica para a segurança financeira. O Asaas, por exemplo, é uma plataforma completa e que garante que seus pagamentos aconteçam de forma segura.

Com o Asaas, você garante um sistema antifraudes eficiente e que permite receber pagamentos com tranquilidade, mantendo suas operações em dia.

Adote a Autenticação de Dois Fatores (2FA)

A segurança adicional fornecida pela autenticação de dois fatores é uma salvaguarda essencial. 

Além de solicitar a senha, a autenticação de dois fatores exige um código único enviado para o dispositivo do usuário, adicionando uma camada extra de proteção.

Monitore ativamente transações suspeitas

A vigilância constante é um elemento crucial na detecção de atividades fraudulentas. Sistemas de monitoramento automatizado, que emitem alertas para transações atípicas, permitem uma resposta imediata, mitigando potenciais danos.

Eduque a equipe e clientes

O conhecimento é uma arma poderosa contra fraudes. 

Ao educar a equipe e orientar os clientes sobre práticas seguras, como evitar compartilhar informações sensíveis por e-mail, fortalece a resiliência contra possíveis ameaças.

Implemente verificação de identidade

Em transações de maior magnitude, a verificação de identidade é uma salvaguarda eficaz. 

Isso pode envolver a solicitação de documentos de identificação ou a realização de verificações de antecedentes, garantindo a legitimidade das partes envolvidas.

Atualize regularmente software e sistemas

A atualização constante de software e sistemas é uma prática fundamental para fechar potenciais brechas de segurança. Correções frequentes ajudam a mitigar vulnerabilidades que poderiam ser exploradas por fraudadores.

Estabeleça políticas de devolução claras

Políticas de devolução transparentes são uma parte integral da construção da confiança. 

Os fraudadores frequentemente buscam explorar lacunas nessas políticas. Portanto, a clareza e a equidade nesses procedimentos são vitais.

Realize auditorias regulares

A condução de auditorias periódicas é uma prática proativa para avaliar a eficácia das medidas de segurança implementadas. 

Essa abordagem permite a identificação precoce de áreas que podem necessitar de aprimoramentos.

Conte com o Asaas

O Asaas é uma conta digital completa e que garante não apenas segurança, mas também os recursos necessários para otimizar seus processos internos, fugir da burocracia e escalar as vendas da sua empresa.

Por isso, abrir uma conta no Asaas é dar o primeiro passo para crescer seu negócio e estabelecer sua marca dentro do mercado com cada vez mais força. Através do Asaas você seu negócio pode:

Todos os produtos do Asaas.

Abra sua conta no Asaas agora e conte com as melhores ferramentas estratégicas dentro da sua empresa!

Simplifique o recebimento de cobranças com o Asaas

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.