7 formas de melhorar o controle financeiro do seu negócio

x-formas-de-melhorar-o-controle-financeiro-do-seu-negocio.jpeg

Que empresário não gostaria de ver seu negócio tendo resultados cada vez melhores? Faturar bem para conseguir lucrar e garantir o funcionamento das suas atividades é essencial para que toda empresa continue existindo, ainda mais em tempos de incerteza econômica e crise como atualmente.

Mas apenas trabalhar duro e torcer para que tudo dê certo não é o bastante. Para empreender com sucesso, é necessário, antes de tudo, manter um controle financeiro eficiente de todas as etapas do seu negócio. Um planejamento feito da forma correta e acompanhado de um monitoramento financeiro detalhado faz toda diferença para qualquer empresa.

Para estabelecer um bom controle financeiro dentro da sua empresa, é necessário reunir todo o planejamento financeiro do negócio em uma estrutura unificada. Isso é possível por meio da adoção de métodos de controladoria, tesouraria e técnicas de contabilidade, que tornam o fluxo de caixa muito mais fácil de ser acompanhado.

Porém, antes disso, existem várias pequenas ações a serem tomadas para começar, de fato, a controlar financeiramente o que acontece no seu negócio. O maior desafio aqui é introduzir essas práticas de modo a torná-las uma rotina na empresa, com todos os funcionários e profissionais colaborando para que elas tenham efeito positivo. Apresentamos abaixo algumas delas:

Invista em softwares e plataformas de gestão

Por meio de softwares específicos, é possível realizar toda a gestão financeira de uma empresa dentro de um único sistema. Ao centralizar e automatizar todas essas informações de uma maneira prática e intuitiva, esses sistemas se tornam uma ótima ferramenta para controlar melhor o caixa, as entradas, as saídas e os pagamentos, fornecendo uma visão ampla de todas as áreas do negócio

O Asaas, por exemplo, é uma plataforma financeira que cuida da gestão de assinaturas e pagamentos para empresas de qualquer tipo. Ele facilita que as empresas gerenciem seus clientes pagos e gratuitos e cuida de todo o processo de cobrança e recorrência, por meio da geração de boletos, gestão de planos, notificações e inteligência, de uma forma rápida, fácil, intuitiva e conveniente para o empresário.

Detalhe e analise o orçamento da empresa

Como em qualquer planejamento que se inicia, o primeiro passo é sempre tomar consciência sobre a atual situação das coisas. Analisar a condição financeira da empresa é, antes de tudo, saber como está a sustentabilidade do seu modelo de negócios.

A maneira mais básica de descobrir isso é: equacionar tudo aquilo que a empresa tem de receitas e despesas. Logo, se a empresa não consegue se quer faturar mais do que gasta, existe algo de errado.

Por isso, coloque tudo na ponta do lápis: liste custos, estruturas, pontos positivos e negativos dos processos internos, a situação do mercado, o posicionamento da empresa no seu segmento de atuação, entre outras informações, que permitirão que você visualize para onde estão indo os recursos do seu negócio.

O importante é compartilhar esse orçamento com todos os responsáveis pela administração financeira da empresa e analisar em conjunto quais medidas devem ser tomadas para melhorar a situação atual.

Faça projeções financeiras e operacionais

Um bom controle financeiro empresarial demanda que sejam feitas projeções sobre o desempenho futuro, tanto da empresa, quanto do mercado. Essa prática permite que seja feito um alinhamento entre os gastos e o faturamento da empresa, evitando possíveis problemas com o capital de giro futuro.

Por isso, é fundamental saber prever o ciclo operacional das atividades da empresa, definindo o valor das despesas que existe em cada etapa, como aquisição, estocagem, fabricação, venda e pagamento, a fim de que os gastos possam ser planejados com a receita.

Registre as movimentações financeiras corretamente

Organizar um método preciso para registrar a movimentação de dinheiro da empresa é mais do que importante para obter pleno controle financeiro e poder analisar como anda o caixa do negócio. Mas só registrar não basta: é necessário monitorar e avaliar cada lançamento para saber, ao certo, como as finanças estão caminhando.

Portanto, crie uma rotina no setor financeiro, em que todas as entradas e saídas de capital no caixa sejam registradas imediatamente depois que elas acontecerem. Mantenha uma disciplina rígida e crie o hábito de controlar todas as operações de perto e em detalhes.

Dessa forma, será possível consultar suas contas a qualquer momento, com a certeza de que os dados representados ali estão corretos, além de entender melhor como suas finanças estão evoluindo com o passar dos meses.

Controle e reduzir os gastos

Muitos empresários acabam perdendo muito dinheiro todo mês por falta de controle das suas despesas internas. Por isso, é preciso estabelecer prioridades e diminuir ou acabar de vez com gastos desnecessários. Essa é uma ótima iniciativa para organizar as finanças de uma empresa, fazendo com que ela comece a operar bem e tenha uma boa margem lucro.

Mesmo que economizar já seja uma prática no seu negócio, lembre-se que é sempre possível fazer algo para aumentar sua eficiência. Ainda que algumas coisas pareçam essenciais, controlar gastos para fazer mais com menos deve ser uma atividade constante em todo negócio. Especialistas mostram que um ambiente de trabalho controlado e otimizado com menor custo possível pode representar até 20% de economia para uma empresa.

Separe a pessoa física da jurídica

Separar as finanças pessoais do dinheiro da empresa pode parecer um pouco complicado, ainda mais quando falamos de pequenos e médios empreendimentos. Como esses negócios costumam ser muito centralizados no empresário, é mais do que comum acontecerem descuidos que misturem as atividades da empresa com a vida pessoal do empreendedor.

Mas fazer essa separação é importantíssimo para manter o seu controle financeiro. Deixe sempre registrado de onde está vindo o dinheiro para pagar as suas contas e o que está sendo gasto para manter as atividades da empresa. O ideal é ter duas contas-correntes separadas: uma para a pessoa física e outra para a jurídica. Dessa forma, o controle fica mais fácil, pois é possível segregar melhor a vida financeira pessoal do dia a dia da empresa.

Comece o seu controle financeiro

O caixa e as finanças de uma empresa são o coração de qualquer negócio. Por isso, conhecer e cuidar da situação financeira de um empreendimento é trabalhar para que ele continue operando bem e existindo por um longo tempo.

Controlar as finanças da sua empresa da forma certa pode ser mais simples do que se pensa. Basta saber aplicar as práticas corretas com disciplina e rigor, e incorporar os métodos de controle como um hábito dentro do ambiente de trabalho.

Por isso, não perca tempo deixando as finanças da sua empresa sem a devida atenção! Registre e monitore tudo, mobilize sua equipe e os profissionais responsáveis e, principalmente, se esforce para implementar uma cultura mais eficiente na sua empresa o mais rápido possível.

Se você quer saber mais sobre como fazer o controle financeiro e a gestão da sua empresa, assine nossa newsletter e receba os nossos melhores conteúdos diretamente no seu e-mail!

Gerar boleto

Esteja sempre bem informado sem pagar nada!

Cadastre-se e receba um e-mail semanal com as últimas novidades do blog.