• Home
  • |
  • Cobrança
  • |
  • Horário do Pix: entenda as mudanças no limite de transações noturnas

Horário do Pix: entenda as mudanças no limite de transações noturnas

Por Redação Asaas
Publicado em 17 de dezembro, 2021 | Atualizado em 19 de janeiro, 2022

O Pix já é um dos meios de pagamento mais utilizados pelos brasileiros. Por conta de sua popularidade, o Banco Central anunciou, em agosto, novas regras para transações noturnas. O objetivo é aumentar a segurança das pessoas e dos pagamentos digitais.

As mudanças já estão valendo desde 4 de outubro e se aplicam tanto para o Pix como para outros meios de pagamento. Confira neste post qual a importância das alterações feitas pelo Bacen e o que mudou.

Conteúdo

Por que o Pix tem horário?

O Pix é uma forma segura de transferir e receber dinheiro de forma instantânea. Desde o lançamento, ele facilitou a vida de muitos brasileiros, MEIs, autônomos e empresas, ajudando a reduzir custos.

No entanto, o seu uso massivo e frequente também chamou a atenção de pessoas mal-intencionadas.

Dessa forma, estabelecer um limite de horário para o Pix ajuda a proteger a sua conta e o seu patrimônio, além de desincentivar crimes como sequestros, extorsões e fraudes. 

Então, caso uma pessoa mal-intencionada consiga ter acesso a sua conta, ela não poderá transferir dinheiro além dos limites definidos.

De acordo com matéria da CNN Brasil, 90% das transações por Pix tem montantes iguais ou menores do que R$ 500,00. Por isso, mesmo com os limites noturnos (que podem ser aumentados se você desejar), isso não inviabiliza o uso do pagamento instantâneo.

O que mudou com as novas regras?

Agora, há o limite total de R$ 1.000,00 em transferências e pagamentos realizados no período das 20h às 6h. A medida é válida para pessoas físicas e microempreendedores individuais (MEIs) nas seguintes situações:

  • Transferências via Pix;
  • Transferências via TED e DOC;
  • Transferências entre contas de uma mesma instituição;
  • Pagamentos de boleto bancário;
  • Pagamentos com cartão de débito;
  • Pagamentos com cartão pré-pago.

Caso deseje, você pode aumentar ou diminuir esse teto de R$ 1.000,00, conforme veremos a seguir.

Importante:

As limitações se aplicam no valor total das transações realizadas através de uma mesma forma de pagamento, dentro de uma mesma conta. 

Ou seja, você pode usar sua Conta Asaas, por exemplo, para transferir até R$ 1.000,00 via Pix, pagar até R$ 1.000,00 via boleto bancário, e assim por diante. 

Vale lembrar que cada cliente possui um limite diário de saques no Asaas, o que pode influenciar no limite noturno do Pix e outras formas de pagamento.

Alteração do limite noturno

Segundo o Banco Central, as instituições devem oferecer aos seus clientes a possibilidade de alterar o limite de transferências noturnas. Ou seja, você pode solicitar o aumento ou redução desse limite por meio de algum canal digital do seu banco ou fintech.

A única restrição é que o prazo mínimo para efetuar o ajuste no limite é de 24 horas. Assim, em caso de situação de risco, não será possível realizar a alteração imediata. É mais uma forma de prevenir extorsões, fraudes e sequestros.

No Asaas, os clientes poderão alterar seu limite noturno pelo aplicativo. Basta acessar a área de limites do Pix e solicitar o aumento ou redução do valor.

Alteração de limite em outros horários

Os clientes também poderão definir limites de transação em outros horários e, caso desejem, com valores mais baixos que R$ 1.000,00. Assim, você poderá ter limites diurnos e noturnos personalizados para suas necessidades.

Esses limites também podem ser usados como uma ferramenta de controle financeiro, evitando compras por impulso. Assim, você melhora sua relação com o dinheiro.

Se você for um cliente Asaas, basta fazer a solicitação pela central de atendimento.

Conseguiu tirar suas dúvidas sobre as novas regras do Banco Central? Conheça todas as vantagens de usar o Pix no Asaas!

Simplifique o recebimento de cobranças com o Asaas