Dicas para otimizar os preços da sua startup Saas

startupQuanto cobrar pelo serviço que ofereço? Esta é uma questão que passa pela mente de todo empreendedor. Variações do mercado, alta de juros, aumento do dólar, todos estes itens influenciam nesta decisão. Quando o serviço é oferecido online, como é o caso das startups de SaaS, Software como serviço, estas oscilações influenciam ainda mais na operação.

O crescimento deste setor no Brasil e no mundo acompanha a tendência da computação na nuvem que oferece serviços que antes requeriam máquinas dedicadas. Com isso, a concorrência aumentou. Se por um lado sua startup oferece o serviço com um custo abaixo da média dos rivais ela corre o risco de não fechar o balanço mensal. Já se o preço é um pouco mais alto, há sempre a ameaça de que os clientes abandonem sua empresa. Por isso, a dúvida sobre como precificar os planos de startups Saas paira a mente dos empreendedores do setor.

Definir uma estratégia eficiente para estipular o valor do serviço oferecido é uma condição de sucesso. E não importa se sua startup já opera há seis meses, um ano ou está apenas começando. Confira três dicas essenciais para otimizar os preços da sua startup SaaS!

Identifique o perfil do seu cliente

Além da pesquisa de mercado sobre a concorrência você deve ter claro também qual é o perfil do seu cliente e, sobretudo, quanto ele está disposto a pagar pelo serviço oferecido. É preciso saber quais são exatamente os recursos que os clientes mais procuram. Esta pode ser inclusive a proposta de valor do seu negócio. Qual é o benefício emocional que o serviço oferece aos clientes? Ao identificar o que mais seu usuário deseja, sua startup está oferecendo, além do serviço, a solução de um problema, uma oportunidade para que seu cliente atinja seus objetivos pessoais ou profissionais. A satisfação agrega muito valor para os consumidores finais. Você quer que seu cliente pague feliz pelo que oferece!

O preço faz parte do marketing

Não deixe que o departamento financeiro (ou pessoal responsável pela administração) seja o único responsável por determinar a quantia cobrada pelo serviço. Incorpore o marketing nesta decisão e faça com que trabalhem juntos. Sua equipe deve traçar metas de lucro e de crescimento para garantir o retorno do investimento (ROI). A estratégia deve incorporar métricas para identificar o impacto das campanhas planejadas. Aquela promoção funcionou? Atraiu mais fregueses? É necessário investir em anúncios? Estas questões podem ser respondidas a partir da análise dos dados contidos nos relatórios elaborados em conjunto entre o financeiro e o marketing.

Diversifique sua oferta

Existem diferentes modelos de cobrança de startups de Saas. Destacamos que é interessante delegar essa cobrança mensal às instituições financeiras, operando via boleto bancário ou outro modelo. Dessa forma sua empresa garante agilidade para o departamento financeiro que pode investir tempo e recursos explorando as potencialidades do seu modelo de negócios.

O importante é diversificar a oferta e consequentemente o montante cobrado dos clientes. Sua startup pode arrecadar de acordo com o número de licenças utilizadas ou proporcional ao uso pelo cliente. Essa flexibilidade tende a atrair um número maior de consumidores. Você deve considerar também o modelo freemium que oferece versões gratuitas e pagas. Esta estratégia é muito adotada pelas startups de Saas pois divide os recursos oferecidos pelo serviço em diferentes planos, com preços diferentes. Desta forma, ao invés de determinar o custo do serviço, você inverte a questão e pergunta diretamente a um maior número de clientes: quando você deseja pagar?

Seguindo estas dicas o seu preço estará de acordo com o serviço que você oferece. Bons negócios!

banner_rodape

 

Gerar boleto

Esteja sempre bem informado sem pagar nada!

Cadastre-se e receba um e-mail semanal com as últimas novidades do blog.