Como adquirir uma máquina de cartão de crédito?

Como adquirir uma máquina de cartão de crédito

Máquinas de cartão podem simplificar bastante o processo de praticamente qualquer negociação, não é mesmo? Afinal de contas, seu uso é extremamente fácil, seguro e bem prático, tanto para o cliente como para o empreendedor. Para o comerciante em especial, tal opção de pagamento evita a possibilidade do recebimento de cheques sem fundo e de tantas outras formas de calote muito comuns na praça. Além de tudo isso, com essa ferramenta, a data de pagamento é previamente determinada pela operadoras, evitando assim o inconveniente de ter que descobrir qual é o melhor dia para fazer o depósito dos cheques e de outras ordens de pagamento.

Mais uma vantagem em utilizar essa máquina é que o profissional ou a empresa passa a não precisar mais acumular muito dinheiro em seu estabelecimento, o que configura um alto risco atualmente, quando há uma quantidade enorme de invasões a estabelecimentos comerciais para assaltos, furtos e outros crimes. Fora isso, já pensou que apresentar ao público mais uma modalidade simples e cômoda de pagar por seu consumo é um jeito bem eficiente de atrair mais clientes? Que tal saber mais sobre as máquinas de cartão de créditos e aprender direitinho como é possível adquirir essa ferramenta para sua loja? Acompanhe:

Quais são os tipos de máquinas de cartão?

As máquinas de cartão de crédito podem, basicamente, ser fixas ou móveis. Tais instrumentos, quando do tipo fixo, usam uma linha telefônica fixa ou internet de banda larga e precisam de um ponto de energia elétrica para funcionar normalmente. Seu uso é recomendado para os caixas das lojas e outras empresas. As máquinas móveis, comuns em bares e restaurantes, usam o sinal de celular e são levadas até o cliente, permitindo uma mobilidade fantástica. Assim, quem for trabalhar com carro, oferecendo seus serviços em domicílio, por exemplo, também pode desfrutar das facilidades dessa tecnologia.

Vale dizer que os dois tipos de máquina aceitam cartões de crédito e de débito igualmente, contendo tarja magnética ou chip, além de aceitar contactless, aquela moderníssima tecnologia de aproximação. De toda forma, qualquer que seja a escolha, o fato é que as máquinas de cartão de crédito trazem mais confiança tanto para o dono do negócio como para o comprador. Além disso, costumam aceitar grande quantidade de bandeiras, como Visa, MasterCard, Maestro, Diners, AmEx e Elo, por exemplo.

Quem pode ter uma máquina de cartão?

A máquina de cartão de crédito é um recurso muito utilizado por empresas, independentemente de seu porte ou de sua área de atuação, mas pessoas físicas na qualidade de profissionais autônomos ou liberais também podem usá-la, viu? Lembrando que os profissionais liberais são aqueles que têm registro em Conselhos Regionais, como o CRM e o CRO, que são os médicos, dentistas, advogados, jornalistas e assim por diante. Já os profissionais autônomos têm registro profissional de sua categoria e demais registros relativos aos órgãos públicos reguladores da atividade. Na verdade, até profissionais que não se enquadram nessas categorias podem utilizar a máquina de cartão de crédito por meio de ferramentas on-line.

Onde conseguir uma máquina de cartão?

O interessado em adquirir uma dessas maquininhas deve entrar em contato com um representante para, antes de mais nada, consultar os preços envolvidos e as condições ofertadas no mercado. As principais representantes de máquinas de cartão são a Cielo e a RedeCard, mas os bancos, em sua maior parte, também o são — e o credenciamento pelos bancos ainda facilita os recebimentos e pode até sair mais barato!

Como conseguir uma máquina de cartão?

Para ter direito de uso sobre uma máquina de cartão de crédito, a empresa primeiramente deve se credenciar em uma operadora ou administradora do serviço. Nessa circunstância, há certos requisitos básicos que a organização precisa suprir:

  • Ter uma conta corrente, onde os pagamentos serão depositados;
  • Ter um ramo de atividade que se ajuste à aceitação de cartões de crédito como meio de pagamento;
  • Montar a infraestrutura para a instalação da máquina, que usualmente se resume a ter energia elétrica e linha telefônica disponível.

As pessoas físicas também podem dispor dessa facilidade, mas devem atender a mais algumas condições. Para os profissionais liberais, por exemplo, o credenciamento exige:

  • Formulário de afiliação preenchido;
  • Cópia do CPF e de outros documentos relacionados ao registro profissional adequado — como CRM, CRO e CRA;
  • Comprovação de conta corrente emitida pelo banco.

Dos profissionais autônomos, em geral, são exigidos também:

  • Formulário de afiliação preenchido;
  • Documentos de autorização para exercer sua atividade — como alvará, autorização de funcionamento emitida pela prefeitura ou órgão de vinculação, Documento de Arrecadação Municipal (DAM) ou matrícula de registro no órgão administrativo municipal e assim por diante;
  • Comprovação de conta corrente emitida pelo banco.

Quanto custa ter uma máquina de cartão?

As taxas relativas à contratação e à manutenção do serviço de uma operadora de cartão de crédito variam conforme o ramo de atuação, o volume das vendas e a própria empresa. Dependendo do momento econômico e da proporção contratada, a operadora pode oferecer descontos significativos, desde que se baseando em certos critérios — inclusive em uma análise de crédito do credenciado. De modo geral, as taxas básicas da Cielo e da RedeCard abrangem:

  • Taxa de cadastro ou adesão, que é o valor cobrado para realizar a adesão ao plano ou serviço. Mesmo que a taxa de abertura de crédito tenha sido proibida, as operadoras sempre arrumam outras formas para cobrar uma taxa cadastral ou um montante similar.
  • Aluguel da máquina de cartão ou Point of Sale (POS), equivalente ao ponto de venda em português, que é o valor fixo, arrecadado mensalmente, para que o credenciado tenha direito ao uso normal e constante da máquina.
  • Percentual de desconto sobre as transações, percentual recebido a cada transação feita na máquina, o qual é repassado à operadora.

Certamente, dispor de uma máquina de cartão em qualquer estabelecimento comercial é uma excelente técnica para aprimorar suas relações com os clientes, não concorda? Então confira outras excelentes dicaspara melhorar o relacionamento com sua clientela!

Viu como adquirir máquina de cartão nem é tão complicado assim e ainda traz inúmeros benefícios para as empresas e seus consumidores? E você, já usa máquinas de cartão de crédito a fim de facilitar os pagamentos de seus clientes? Que administradora escolheu? Comente aqui e nos conte sobre suas experiências! E que tal aproveitar para conferir este outro post com ferramentas bem importantes para você?

Gerar boleto

Esteja sempre bem informado sem pagar nada!

Cadastre-se e receba um e-mail semanal com as últimas novidades do blog.