O que é um investidor anjo e como ele vai ajudar a sua startup?

o-que-e-um-investidor-anjo-e-como-ele-vai-ajudar-a-sua-startup.jpeg

 

Originalmente, o termo investidor anjo começou a ser usado na década de 1920, em referência aos ilustres mecenas da indústria teatral que custeavam as produções na Broadway.

Hoje em dia, podemos associar esse termo ao indivíduo que investe em um negócio em estágio inicial e, por assumir todos os riscos junto aos empreendedores, acaba funcionando como um verdadeiro anjo para a empresa.

Quem é esse investidor anjo?

Esses investidores são pessoas físicas e não empresas. Podem ser executivos bem sucedidos que buscam diversificar seus rendimentos com negócios inovadores ou então empreendedores com mais conhecimento técnico e experiência no mercado em questão.

O anjo recebe, pelo seu investimento, uma participação societária minoritária no negócio, sem a necessidade de assumir uma posição executiva no dia a dia da empresa.

Investidores mais experientes tendem a diminuir o seu risco investindo em várias empresas promissoras e criando um portfólio misto. As vantagens dessa visão são muitas, desde a redução de perdas financeiras — infelizmente, apenas uma pequena parcela delas atingirá o sucesso financeiro capaz de fazer valer a pena o capital investido — até um fortalecimento das empresas que participam desse portfólio por serem criadas conexões valiosas entre os empreendedores.

Qual é a importância do investidor anjo?

Trata-se de um grande diferencial para o sucesso de empreendimentos em fase inicial, pois, além do investimento financeiro propriamente dito, ele irá agregar muito valor com o seu know-how de mercado.

Figurando muitas vezes como um mentor, a presença de um investidor anjo traz mais confiança e segurança de resultados para a empresa captar investimentos maiores com fundos ou outras empresas que possuem interesse no seu mercado.

Na maioria das vezes, esses valores que o investidor agrega ao negócio supera o capital aplicado. Por isso, é de enorme importância que o investidor anjo esteja bem próximo do empreendedor, no intuito de estabelecer uma relação de transparência e que as expectativas possam estar alinhadas para que ele possa contribuir da melhor forma possível para o desenvolvimento do negócio.

O que é necessário para atrair esse investidor?

Existem alguns pilares essenciais para que um negócio dê certo a ponto de atrair a atenção de um investidor anjo: grau de inovação, escalabilidade do negócio, amplitude de mercado e, principalmente, empreendedores apaixonados pelo que estão fazendo. Afinal, apenas uma ideia sem nenhum tipo de implementação não tem valor algum.

Um time de empreendedores engajados e que consigam, de fato, transformar sua ideia inicial em realidade é muito mais valorizado do que empreendedores que possuem uma ideia completamente disruptiva mas com pouca (ou nenhuma) perspectiva de ser colocada em prática.

Além desses fatores, um ponto muito importante para atrair a atenção de um investidor anjo é a necessidade de um planejamento muito bem estruturado. Por exemplo, estipular quais serão as estratégias adotadas para aumentar as suas vendas ou ampliar os canais de distribuição do seu produto ou serviço, qual a receita esperada para os próximos anos e em quanto tempo você acredita chegar no ponto do tão sonhado retorno financeiro.

Definir metas e processos é o primeiro passo para atingir o grau de crescimento que você e o seu investidor esperam ter na sua empresa.

Gostou de conhecer um pouco mais sobre o investidor anjo? Então assine a nossa newsletter e fique por dentro de outros conteúdos como este!

O Autor
Vice-presidente no Asaas
Gerar boleto

Esteja sempre bem informado sem pagar nada!

Cadastre-se e receba um e-mail semanal com as últimas novidades do blog.