Lucro real e presumido: quais as diferenças

Lucro_real_e_presumido_quais_as_diferenças.jpg.jpeg

O primeiro passo para sua empresa de manter em dia com suas obrigações é cuidar dos impostos. Para isso, é fundamental entender as formas de tributação existentes no Brasil para fazer a opção mais adequada à sua realidade.

Basicamente, existem três formas de tributação, que nada mais são do a forma escolhida para se pagar os impostos: simples nacional, [lucro Real e presumido]. O Simples Nacional é o regime tributário escolhido por 31% das empresas brasileiras, de acordo com o IBPT – Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação – ele engloba 8 tributos  e facilita a vida de empresas que faturam até R$3,6 milhões/ano. Entretanto, pode não ser uma opção viável para alguns empreendedores, dependendo da sua atividade.

Sabia que empresas de engenharia, desenvolvimento de software e consultoria, geralmente se enquadram melhor no Lucro Presumido, e têm seu teto de faturamento ampliado para até R$78 milhões/ano? Entenda as diferenças entre lucro real e presumido!

Diferenças entre [Lucro Real e Presumido]

As empresas brasileiras que não estão no Simples Nacional, pagam seus impostos de acordo com os seus lucros e em duas formas de apuração, a real e a presumida. No lucro Presumido, o IRPJ (Imposto de Renda Pessoa Jurídica) e a CSLL (Contribuição Social sobre o Lucro Líquido) são calculados de acordo com uma margem de lucro pré-determinada pela legislação, e que muda conforme a atividade da empresa: 8% de lucro para empresas de comércio e 32% para empresas de serviço. Além disso, empresas tributadas pelo Lucro Presumido pagam PIS e COFINS de 3,65% sobre a receita bruta, não sendo possível deduzir qualquer despesa deste valor. Vale lembrar que ainda haverão os impostos como ISS ou ICMS, dependendo se a empresa é serviço ou comércio, e com alíquotas sobre a receita bruta que variam de acordo com o Estado em que a empresa está estabelecida.

Exemplo prático de cálculo de imposto Lucro Presumido – Serviços

  • Margem de lucro presumida: 32%;
  • Alíquota IRPJ – 15%;
  • Alíquota CSLL – 9%;
  • PIS e COFINS – 3,65% (sobre a receita bruta);
  • Valor da prestação de serviço: R$12.000,00;
  • R$12.000,00 x 32% de lucro presumido = R$3.840,00 (margem presumida, sobre a qual incidirão os impostos);
  • R$3.840,00 x 15% de IRPJ = R$576,00;
  • R$3.840,00 x 9% de CSLL = R$345,60;
  • R$12.000,00 (faturamento bruto) x 3,65% PIS e COFINS = R$438,00;
  • Total de IRPJ + CSLL + PIS + COFINS empresa Lucro Presumido: R$1.359,60.

Já as empresas do Lucro Real, têm o pagamento de impostos com base no faturamento mensal ou trimestral e o imposto incide apenas sobre o lucro efetivo, deduzida todas as despesas. Este é um regime que exige do empreendedor uma escrituração fiscal rigorosa e uma extrema organização das contas da empresa, por isso, não é um regime comum de ser visto em micro e pequenas empresas, uma vez que dependeriam de um setor contábil dedicado. Os impostos previstos sobre o lucro real da empresa são 15% de IRPJ, 9% de CSLL e 9,25% de PIS e COFINS, além de ISS e ICMS de acordo com o seu Estado e atividade.

Exemplo prático de cálculo de imposto Lucro Real – Serviços

  • Valor da prestação de serviço: R$12.000,00;
  • Despesas: R$11.000,00;
  • Despesas para cálculo de PIS e COFINS: R$5.000,00;
  • Lucro Real apurado: R$1.000,00;
  • R$1.000,00 x 15% de IRPJ = R$150,00;
  • R$1.000,00 x 9% de CSLL = 90,00;
  • R$5.000,00 x 9,25% de PIS e COFINS = R$462,50;
  • Total de IRPJ + CSLL + PIS + COFINS empresa Lucro Real: R$702,50.

É muito importante frisar que, apesar do benefício do abatimento das despesas no Lucro Real, nem todas são passíveis de dedução, por isso vale uma conversa com o seu contador para fazer o cálculo correto do imposto. Avaliar a margem de lucro da sua empresa pode ser um excelente indicativo sobre a escolha entre o Lucro Real e o Presumido.

Quanto maior a margem de lucro, mais evidente é a escolha pelo Lucro Presumido, já que o pagamento é sobre a presunção do lucro e não sobre ele em si. Se sua margem é muito pequena e você tem um controle rigoroso das suas contas e um excelente contador ao seu lado, o lucro real pode acenar para você.

Como paga seus impostos? Compartilhe com a gente sua opção e porque a escolheu!

O Autor
Vice-presidente no Asaas
Gerar boleto

Esteja sempre bem informado sem pagar nada!

Cadastre-se e receba um e-mail semanal com as últimas novidades do blog.