Empreendedorismo: como alcançar o sucesso sendo profissional autônomo

empreendedorismo-como-alcancar-o-sucesso-sendo-profissional-autonomo.jpeg

 

Você se lançou à vida de profissional autônomo e está, dia após dia, descobrindo novos lados dessa desafiadora tarefa. Considerando sua luta — e tudo o que faz parte dela —, decidimos criar este material para ajudar você a alcançar o sucesso.

Aqui você encontrará as vantagens e os problemas típicos de quem empreende como autônomo e verá dicas completas para impulsionar seu negócio ou atividade. Tudo foi elaborado com uma só finalidade: colaborar em sua empreitada!

Então, não perca essa oportunidade. Boa leitura!

1. Quais são os desafios de um profissional autônomo

Para você que escolheu o empreendedorismo, aprofundar-se sobre as dificuldades de trabalhar por conta própria vai ajudá-lo a prevenir futuros problemas e decepções. Por isso, revelaremos agora 7 grandes desafios do profissional autônomo.

Leia, descubra quais são e esteja pronto para vencê-los!

1.1. Saber lidar com o risco financeiro

Quem começa um negócio próprio logo percebe o quanto empreender é diferente de ter um emprego com direito a salário no fim do mês. Nesse contexto, é fundamental aprender a conviver com incertezas tais como não ter ganhos fixos ou garantias trabalhistas.

1.2. Separar contas pessoais e do negócio

O empreendedor autônomo deve estar sempre muito atento para não misturar contas de casa e do trabalho ao administrar o dinheiro. Fazer essa divisão é crucial, mesmo que não a princípio isso não pareça tão importante.

Afinal, retirar quantias da empresa para pagar compromissos do lar, compras pessoais e familiares sem a correta contabilidade pode causar sérios transtornos ao negócio. Em primeiro lugar, o que entra em caixa não é tudo lucro — já que lucro bruto e lucro líquido são recursos com valores diferentes.

Para deixar mais claro, lucro bruto equivale à receita total do negócio, menos seus custos fixos e variáveis. O lucro líquido, por sua vez, é o valor que fica no caixa depois de pagar todos os custos do negócio.

Além disso, mesmo reconhecendo o quanto do dinheiro em caixa é lucro, realizar retiradas sem planejamento vai sucatear o seu negócio. Essa lógica é de fácil entendimento: se uma parte dos lucros não é reinvestida em crescimento, sua empresa fica para trás, defasada em relação à concorrência.

1.3. Fugir de endividamentos

Todo começo é difícil, principalmente em relação ao dinheiro. Então, é comum que o empreendedor busque crédito para seu comércio ou prestadora de serviços. Se o autônomo trabalha legalizado, negociar com os bancos e financeiras fica mais simples — e até mais barato, dependendo do caso.

Para quem trabalha na informalidade — ou seja, para quem não tem CNPJ —, o jeito é apelar para os créditos ofertados à pessoa física. Exemplos dessas linhas de crédito são o cheque especial, os cartões de crédito e empréstimos bancários.

Certo é que, em muitas situações, usar esses créditos para dar impulso ao negócio pode ser o único modo de encarar momentos críticos, como as épocas de baixa demanda. Porém, pegar dinheiro emprestado exige preparação para pagar as dívidas nas datas certas.

Só assim você consegue fugir do desprazer de ver os juros e as correções monetárias sufocarem os lucros do seu trabalho.

1.4. Organizar as etapas do trabalho

Organização é fundamental para quem cuida sozinho de todas as etapas de um negócio. Assim, como cada tipo de empreendimento possui requisitos próprios, cabe ao gestor estruturar-se de modo a não negligenciar nenhuma tarefa.

Lembre-se de que deixar de cumprir alguma obrigação relativa ao trabalho pode arranhar bastante a sua imagem. Ou seja, mesmo na roda gigante que muitas vezes se torna a vida do empreendedor autônomo, colocar ordem na rotina é questão de sobrevivência.

1.5. Enxergar a necessidade de buscar auxílio

Aqui não se trata de demonstrar fraqueza ou incapacidade, mas de buscar parcerias construtivas. Mesmo que você desempenhe todas as tarefas dentro do seu empreendimento, saber a hora de buscar auxílio pode ser determinante para obter êxito.

A utilização das tecnologias facilita muito algumas rotinas, pois automatiza trabalhos e processos demorados e desgastantes. Há, inclusive, excelentes ferramentas online pensadas para apoiar muitas das etapas da administração de um negócio — a gestão de cobranças, por exemplo.

1.6. Gerenciar o tempo

Ao trabalhar como empreendedor autônomo você ganha de acordo com o quanto se dedica à sua atividade. Por isso, o tempo pode ser seu grande aliado ou um inimigo implacável. Quando o trabalho é em casa, as distrações e interrupções atrapalham muito a rotina do profissional autônomo.

Nesse caso, as tarefas deixadas para depois das demandas do lar somam-se às dificuldades do empreendedor que opta por trabalhar na própria residência.

1.7. Perceber a necessidade de parar para descansar

Você quer, acima de tudo, ver seu negócio dar certo, concorda? Para isso, você não mede esforços nem coloca limites: toda hora é boa para desempenhar suas atividades profissionais. Essa postura, apesar de justificável e digna de admiração, não é sustentável se adotada por períodos muito longos.

Corpo e mente esgotados, quando levados ao extremo, resultam em baixa produtividade e muitos outros males. Quer saber mais sobre as falhas comuns aos empreendedores? Descubra os 5 erros que você precisa evitar e não cometa nenhum deles!

2. Por que investir na carreira de profissional liberal

Se por um lado há várias dificuldades relacionadas ao empreendedorismo, excelentes benefícios funcionam como incentivadores aos que desejam ter um negócio próprio ou trabalhar “por conta”.

A autonomia de tomar decisões sobre os rumos da vida profissional conta como importante razão para empreender — essa não é a única vantagem de investir nessa carreira. Para grande parte dos empreendedores, o principal atrativo é poder transformar um talento em profissão.

Outras pessoas criam condições para empreender a fim de obter maiores ganhos e satisfação pessoal. As histórias escritas nas entrelinhas de cada empreendimento são variadas e, por vezes, bastante surpreendentes.

De toda maneira, seja qual for a razão para se lançar em uma carreira autônoma, diferentes vantagens acompanham a decisão. Veja, abaixo, quais são os principais benefícios dos profissionais que têm seus próprios negócios:

2.1. Aliar satisfação e ganhos

Para muitas pessoas que trabalham de forma autônoma, a possibilidade de ganhar dinheiro fazendo aquilo que elas gostam é um diferencial inestimável. Esse benefício está entre os mais procurados pelos profissionais nos dias atuais e significa unir o útil ao agradável.

2.2. Poder trabalhar em horários diferenciados

Sua empresa, suas regras, seus horários. Essa fase expressa a verdade para boa parte dos empreendedores autônomos.

No entanto, não se anime além da conta, pois dependendo do tipo de atividade que você exerce — ou vai exercer —, é preciso trabalhar em horários convencionais. Principalmente se a demanda por seus serviços ou produtos acontece no horário comercial.

Já para os profissionais que trabalham como freelancers — ou atendem sob agendamento —, a flexibilidade de horário é um forte incentivador da carreira autônoma.

2.3. Ter liberdade para o exercer as suas atividades

Autônomos não têm superiores que determinam como devem ser executadas suas atividades — ou seja, eles não recebem ordens diretas de uma figura de liderança.

Assim, exercer atividades autônomas ou empreender é ter liberdade para tomar decisões e escolher que direção seguir no dia a dia. Porém, com essa liberdade vem uma imensa carga de responsabilidade. Afinal, não há quem trabalhe totalmente só e sem nenhum tipo de compromisso.

2.4. Determinar os próprios ganhos

Os ganhos do trabalhador autônomo — ou de quem resolve empreender — são, em grande parte, determinados por seus esforços. Lógico que não é só isso, considerando-se que existem outros fatores ligados aos rendimentos de cada empreendedor.

No entanto, o que queremos destacar aqui é a perspectiva que tanto autônomos como empreendedores têm de alcançar remunerações de acordo com suas habilidades e com a sua dedicação. Essa mesma oportunidade não é dada aos assalariados, exceto quando eles recebem comissões ou outros incentivos.

2.5. Fazer o próprio plano de carreira

O autônomo ou empreendedor também tem a liberdade de traçar metas específicas para a sua vida profissional. Dessa forma, o comerciante ou prestador de serviços que começa sozinho, administrando tudo, tem a opção de expandir suas atividades ao começar a ter sucesso.

Essa vantagem também existe para os freelancers e profissionais liberais, que contam com boa probabilidade de crescer na profissão ao aprimorar suas capacidades e conhecimentos.

3. 6 dicas essenciais para quem quer ser um autônomo

Até aqui você viu os prós e contras da carreira autônoma, aos quais estão sujeitos todos os que tomam a decisão de seguir a vida sem patrão, crachá ou relógio de ponto. Daqui por diante, nosso foco é ajudar você a conquistar seu lugar ao sol.

Fique por dentro das 6 dicas fundamentais para todo profissional autônomo!

3.1. Exerça uma atividade que você realiza com prazer

Busque fazer o que você gosta: essa é a mais básica das condutas indicadas a empreendedores e autônomos. Mesmo simples, essa dica é fundamental para quem pretende decolar na carreira.

Afinal, tudo aquilo que se realiza com gosto sai melhor e tem um resultado mais caprichado. É justamente esse “algo a mais” o grande diferencial do profissional diante da concorrência.

3.2. Dedique atenção ao seu negócio

Como já mencionamos, é comum que empreendedores e autônomos invistam muito em seus trabalhos e percam a noção da hora de descansar. Essa atenção ao negócio é vital ao empreendimento, sobretudo na fase de consolidação.

Portanto, trabalhar duro, especialmente nos dois primeiros anos do seu negócio, aumenta suas chances de crescer. Para os autônomos, o maior investimento a fazer é na reputação profissional. Uma carreira sólida como freelancer se constrói desde o primeiro contato com o cliente, com simpatia e cortesia.

Outros elementos relevantes para que um profissional autônomo tenha a agenda sempre completa são a seriedade com que trata cada trabalho e o respeito em relação aos prazos de execução e entrega.

3.3. Aprenda sobre administração

Por maior que seja seu talento, garra e dedicação à atividade abraçada, não conseguir administrá-la é um perigo. Afinal, quando a gestão do empreendimento é fraca ou mal feita, qualquer negócio corre o risco de ir água abaixo.

Para contornar esse problema, busque informar-se ao máximo sobre boas práticas administrativas. Existem materiais sobre gestão, cursos e palestras disponíveis na internet.

Outra maneira de ampliar seus conhecimentos sobre gestão e administração é procurar o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). Na página do Sebrae, bem como nos endereços físicos dessa entidade, você encontra diversos materiais educativos para acompanhar presencialmente e/ou online.

3.4. Coloque tecnologia ao seu lado

Não importa em qual ramo você atua, atualmente ninguém faz nada sem usar a tecnologia. Para cada processo da empresa ou atividade autônoma, existe uma solução tecnológica.

Desde o freelancer que utiliza um programa online para estipular e acompanhar suas metas de trabalho até grandes empresas, todos se beneficiam do emprego das tecnologias da informação.

3.5. Gerencie com eficiência seus recebimentos

Controlar as datas de pagamento da clientela faz parte da rotina do empreendedor e toma muito do seu tempo. Veja que o fluxo de recebimentos está ligado à saúde financeira do empreendimento, sendo parte importante da administração de qualquer ramo de atividade.

Entretanto, com tantas e tão variadas tarefas a seu encargo, profissionais de todas as áreas perdem preciosas horas gerenciando os recebimentos dos clientes. Por isso, contar com uma ferramenta digital que se encarregue da geração de boletos, agendamentos, gestão e envio de cobranças vai tornar seu gerenciamento de débitos mais profissional e eficiente.

3.6. Administre bem o seu tempo

Você tem mais trabalho a fazer do que espaço na sua agenda e, para isso, só há uma solução: administrar bem seu tempo. Se você ainda não sabe como fazer isso, pense em racionalizar os compromissos. Planeje sua rotina de trabalho para que nenhuma responsabilidade assumida fique de fora e para que não haja desperdícios.

Como o tempo perdido não pode ser recuperado, use-o com bom senso e economia. Para tal, anote as obrigações de cada dia. Elenque-as por ordem de prioridade, sendo realista quanto ao seu poder de realizar cada ação relacionada.

Uma agenda realista e bem organizada funciona como um guia para você. Caso se comprometa com mais atividades do que consegue executar, isso fará com que você se sinta frustrado e sobrecarregado.

4. 9 passos para se tornar um profissional autônomo de sucesso

Sucesso é a palavra que mantém o empreendedor na luta. Ele é seu maior propósito, a meta a ser alcançada com o seu trabalho. Para conquistar esse objetivo, não há fórmula milagrosa.

Adaptando a frase “sem dor, sem ganho”, chegamos a uma igualmente verdadeira para o empreendedor: “sem esforço, sem ganho”. No entanto, não basta trabalhar duro, o importante é trabalhar da maneira certa.

Confira, então, os 8 passos a seguir para alcançar seu sucesso profissional!

4.1. Faça valer seus conhecimentos

Você percorreu uma trajetória que o levou até onde está agora. Nesse caminho, adquiriu habilidades e conhecimentos que são só seus. Eles podem — e devem! — ser aproveitados. Assim, em cada atitude que for tomar, faça valer seus conhecimentos e experiências.

4.2. Fique de olho na concorrência

Concorrer faz parte de empreender, visto que cada dia mais pessoas estão abrindo negócios e oferecendo serviços. Essa diversidade é positiva, pois você pode aprender muito avaliando quem trabalha no mesmo ramo que você.

Lembre-se sempre que você pode aprender com os acertos dos concorrentes e também com os erros cometidos por eles. Assim, busque inteirar-se de casos de sucesso, bem como sobre o que causou o fracasso de outros empreendedores. Cada caso representa um exemplo — seja de como agir ou do que não fazer em hipótese alguma.

4.3. Seja original

Fazer tudo igual a todo mundo é condenar seu empreendimento a ser só mais um entre milhões. Você não quer isso, certo? Destaque-se e valorize seu trabalho! Fuja do igual, esqueça o mais do mesmo, seja criativo.

Considere que estamos em tempos de inovação e que, por mais que seu negócio tenha que seguir determinados padrões, isso não significa ficar preso a eles. Você já ouviu falar em pensar fora da caixa? Mais do que uma expressão em alta, essa é uma tendência que vem se consolidando nas diversas atividades profissionais.

4.4. Trabalhe com qualidade

Além de buscar inovar, trabalhar com qualidade é a chave para abrir muitas portas. Prezar pela qualidade é ainda mais importante em épocas de muita oferta de produtos e serviços. Nesses tempos, em que o cliente conta com múltiplas alternativas, entregar qualidade é o único caminho para se manter em alta no mercado.

4.5. Invista em atendimento

Já falamos sobre concorrência e em como ela pode servir de base para você. Agora vamos abordar como sair na frente quando o assunto é vencer os concorrentes.

Uma estratégia campeã para ganhar a preferência da clientela é prestar o melhor atendimento possível. Seja em seu comércio online ou presencial — ou com quem contrata seus serviços —, coloque gentileza, cordialidade e educação como seus valores essenciais.

4.6. Amplie sua rede de relacionamentos

Relacionamentos são verdadeiros patrimônios do empreendedor. Em vista disso, dedicar parte da sua energia a aumentar a rede de relacionamentos que você tem é sempre bom negócio.

Participar de eventos corporativos e cursos de gestão são jeitos eficazes de conhecer gente de ramos complementares ao seu e formar proveitosas parcerias.

4.7. Coloque o seu trabalho em evidência

Como você pôde ver nos itens acima, trabalhar de forma diferenciada, com qualidade, atender com presteza e cordialidade são os pilares da conduta profissional do autônomo que pretende subir na vida.

No entanto, todo esse empenho alcança um grupo restrito de pessoas quando não se faz propaganda. Do menor ao maior negócio, todos precisam ser conhecidos pelo público. Se você não divulgar o que faz, como vai atingir as pessoas e expandir suas atividades?

Trabalhar anonimamente é muito ruim, pois ficar estagnado é deixar espaço para a concorrência. A solução para esse caso está no marketing. Os meios digitais são ótimos para promover serviços e produtos, já que contam com a audiência de milhões de pessoas.

Várias outras mídias estão à disposição de quem empreende. Por isso, busque os canais de divulgação mais adequados ao seu ramo.

4.8. Enxergue seu empreendimento com clareza

Autônomos e empreendedores precisam ter muita clareza quanto a quem são, onde estão e onde pretendem chegar. Só assim é possível entender se estão indo bem ou mal, ver a necessidade de modificar ações, rever condutas ou aperfeiçoar processos.

Sendo assim, analise suas ações profissionais e resultados de tempo em tempos — busque sempre saber, de maneira bem clara, sua posição no mercado. Assim, fica mais viável traçar rotas para ampliar atividades e aumentar ganhos.

4.9. Realize uma gestão inteligente das suas finanças

Má gestão financeira é um caso sério: atinge o profissional e o seu negócio onde mais dói, o bolso. Portanto, siga algumas regrinhas para não se ver em nenhum sufoco:

  • equilibre ganhos e gastos pessoais e do seu empreendimento;
  • não use o dinheiro do seu negócio sem fazer a correta contabilidade: como já dissemos, isso é altamente desaconselhável;
  • mantenha uma planilha com receitas e despesas: não dá para administrar uma atividade autônoma sem conhecer esses dois aspectos;
  • reinvista uma parte dos seus lucros na continuidade do negócio: uma parcela dos ganhos deve ser destinada a manter sua atividade competitiva. Isso vale tanto para quem vende produtos como para prestadores de serviços.

Por falar em competitividade, é importante que empreendedores e autônomos estejam sempre atualizados a respeito do mercado em que atuam. As coisas mudam em uma velocidade espantosa e somente com muita informação é viável acompanhar tais transformações.

Esperamos que nossas dicas favoreçam ainda mais o seu desempenho e sirvam como base para outras ideias e ações. Lembre-se de que garra, talento e dedicação são as principais matérias-primas para alavancar o seu sucesso como profissional autônomo.

Por isso, some esses fatores aos demais elementos e estratégias mencionadas aqui no nosso post e não haverá nenhuma barreira entre você e seu progresso!

E então? Gostou dessas dicas e quer continuar aprendendo sobre o assunto empreendedorismo? Fique conosco e saiba tudo a respeito de gestão financeira para autônomos! Clique no link e aproveite as nossas sugestões!

Gerar boleto

Esteja sempre bem informado sem pagar nada!

Cadastre-se e receba um e-mail semanal com as últimas novidades do blog.