Conheça os três tipos de boleto e escolha o melhor para o seu caso

boleto

Nem todos os consumidores lançam mão de cartões de crédito para efetuar seus pagamentos. Cerca de 23% daqueles que possuem ao menos um cartão de crédito ainda mantêm resistência em relação ao uso do mesmo, segundo dados do SPC (Serviço de Proteção ao crédito em 06/2013). Esta informação por si só já deixa claro que oferecer a opção de cobrança por boleto ainda se faz necessária, principalmente no ambiente online onde o índice de insegurança no uso de cartões ainda é muito grande.

O empreendedor interessado em captar e reter o maior número de clientes deve também fornecer o pagamento via boletos. Mas antes cabe saber como funciona e quais os tipos de boletos disponíveis.

Como gerar boletos?

Para geração e emissão de boletos é necessário que o empreendedor (com CPF ou CNPJ) seja correntista da instituição de sua escolha, apresente a documentação necessária, defina o padrão a ser utilizado e negocie as taxas a serem cobradas por boleto. Após todo este processo, você passa a emitir os boletos pelo próprio site do banco ou através de um aplicativo fornecido.

No entanto, para facilitar a administração dos boletos, é essencial contratar um software para gerenciamento. Isso porque com ele você já pode começar a gerar seus boletos com mais eficiência, rapidez e praticidade.

Os 3 tipos de boletos

Além da classificação dos boletos em carteiras registradas e carteiras não registradas, eles ainda se dividem em 3 tipos de acordo com a forma de cobrança a ser realizada. São eles:

Boleto avulso:  Este tipo é utilizado para cobranças únicas, ou seja, sem periodicidade de pagamentos. É a solução ideal para empresas que cobram por algum produto ou serviço em parcela única, como uma compra do cliente no e-commerce, ou com longas periodicidades (anual, por exemplo).

Boleto em formato carnê: Ideal para cobranças periódicas. Este tipo de boleto gera muita economia, pois todas as parcelas são geradas de uma só vez e enviadas no formato de carnê para o cliente. É a solução ideal para empresas que oferecem um serviço contínuo e que cobram dos seus clientes conforme o período de utilização da aplicação. Portanto, é importante definir junto ao cliente mediante um acordo o tempo de serviço prestado para emitir o número correto de boletos.

Boleto em formato de carnê simples: Este formato não é recomendado porque ele não tem vínculo com o banco, ou seja, não é preciso que o empreendedor tenha uma conta-corrente para usá-lo. Ele pode ser feito manualmente e o cliente paga no próprio estabelecimento. Dessa forma, não há garantias legais de pagamento e você pode ficar em total prejuízo caso o cliente não pague.

Quais as vantagens do boleto?

São inúmeros os pontos positivos para a utilização de boletos, vale ressaltar alguns deles:

  • as taxas são muito inferiores a outras modalidades como o cartão de crédito;

  • o dinheiro recebido é liberado para a empresa com mais rapidez;

  • possibilidade de aplicar multa e juros por atraso no pagamento;

  • atrair consumidores que não possuem cartão de crédito ou aqueles que ainda não se sentem seguros para utilizar esta forma de pagamento pela internet.

Já deu para definir qual a solução ideal para a sua empresa? O que está esperando para ter esses benefícios? Se ficou alguma dúvida, deixe um comentário!

banner_rodape

Gerar boleto

Esteja sempre bem informado sem pagar nada!

Cadastre-se e receba um e-mail semanal com as últimas novidades do blog.