Como promover uma cultura de inovação na sua startup?

shutterstock_127979039

A palavra inovar já faz parte do dia-a-dia de todas as organizações que almejam o crescimento sustentável em termos financeiros. Ainda que quase todas as empresas tenham esse termo sempre presente em sua lista de valores, iniciativas como assumir riscos e pensar criativamente ainda são raras em alguns mercados.

As startups atuam em condições de extrema incerteza e, por isso, estão sempre pensando em novas formas de inovar seus produtos, processos ou modelo de negócios, explorando ideias que tragam benefícios reais para a empresa.

Para isso, as empresas precisam, primeiramente, superar alguns erros frequentes. Confundir a última moda com inovação, implantando ideias novas sem qualquer foco, é um deles. Outro equívoco comum é gastar energia em busca de uma ideia revolucionária, ao invés de criar um ambiente propício para que a inovação brote por todas as partes.

Esse é um dos pontos cruciais quando falamos deste tema: oferecer estímulos para que a criatividade possa surgir de todos os cantos da empresa. Fazendo isso, ao invés de ficar sentado esperando o tão sonhado momento “eureca!”, você poderá se surpreender ao ver uma ideia surgindo de onde menos se espera.

Saiba o que é preciso fazer para promover uma cultura de inovação na sua startup:

Aponte a direção

O primeiro passo para estabelecer uma verdadeira cultura de inovação é deixar claro para todos a sua visão de futuro. Seus funcionários só poderão contribuir de forma efetiva caso estejam cientes do que a empresa quer conquistar.

Ao definir a visão da startup, não se apegue a frases batidas no mercado como “ser líder do segmento”. Delimite a visão da forma que parecer mais conveniente para a realidade de sua empresa, tentando mantê-la bem próxima do dia-a-dia dos funcionários.

Lembre-se que a vontade de inovar não pode estar apenas dentro de você. Por isso, faça com que a inovação esteja no DNA da startup desde o início.

Inspire

Um líder pode influenciar a produtividade e o engajamento de seus subordinados de uma forma mais decisiva e profunda do que ele mesmo imagina.

Por isso, mostre seu interesse pela inovação constantemente e tente ser criativo em tudo que puder. Já imaginou uma empresa que corre atrás da inovação, mas faz tudo da mesma forma que as outras?

Quando as pessoas envolvidas em um projeto se sentem inspiradas pelo líder, elas estarão mais propensas a dar aquela energia extra em busca de resultados melhores. E a inovação pode estar justamente nesse esforço adicional.

Crie o ambiente ideal

Um ambiente de trabalho informal e descontraído pode ajudar as pessoas na busca pela inovação. Quando elas se sentem bem no ambiente em que trabalham, terão menos receio de arriscar e poderão conceber propostas mais arrojadas.

Ainda que o orçamento não esteja com folgas, disponibilize espaços para que as pessoas se sintam propensas a trabalhar coletivamente e se sintam instigadas a sair do lugar comum. Funcionários restritos apenas às suas estações de trabalho se sentirão menos estimulados a interagir e atuar de forma colaborativa.

Premie iniciativas

Se você está em busca de um time inovador, é necessário que a organização os recompense pelas iniciativas. No entanto, valorizar ideias não se resume a fazer um evento anual de inovação ou dar um prêmio em dinheiro.

Ainda que um bônus seja um bom incentivo à criatividade, não economize elogios públicos e privados, oportunidades diferenciadas de carreira e benefícios adicionais aos profissionais mais inovadores. Esse pode ser o grande diferencial para que eles se sintam realmente valorizados.

Do outro lado, não puna ou desestimule as propostas que não parecem ser tão atrativas em um primeiro momento. O medo e a culpa podem sufocar a cultura da inovação. Lembre-se que, em um cenário com tantas mudanças, uma ideia que parece absurda hoje ainda tem chances de ser o grande diferencial da sua empresa em alguns meses.

Dê autonomia

Controlar o ambiente de trabalho de sua startup pode ser uma tentação, afinal, você é a pessoa mais interessada no sucesso do negócio. No entanto, equipes que possuem autonomia para tomar decisões terão mais interesse em inovar. Caso seus funcionários sejam obrigados a passar cada detalhe pelo crivo do chefe, rapidamente ficarão indiferentes ao processo criativo e aos resultados.

Para dar autonomia sem perder o controle, contrate com cuidado e confie no seu time. Deixe bem clara a estratégia da empresa para que a equipe saiba que caminho deve seguir. A partir daí, dê autonomia, espere o melhor trabalho possível e respeita as decisões diferentes das suas. Fazendo assim, você verá trabalhadores mais motivados e confiantes na busca pela inovação.

Gerencie

De nada adianta criar a cultura da inovação caso você não saiba para onde ela está levando a empresa. É indispensável saber que impacto as inovações estão tendo sobre os resultados do negócio.

Estabeleça indicadores para acompanhar os ganhos reais da inovação. Um bom exemplo é saber que porcentagem da receita veio de produtos ou serviços recentemente introduzidos no portfólio.

Mas não se esqueça dos indicadores internos, pois eles também podem ser úteis. Já pensou em acompanhar a porcentagem de funcionários que foram treinados para inovar e o tempo que eles dedicam à criatividade? Essas são boas maneiras de gerenciar o potencial de inovação na sua startup.

banner_rodape

Gerar boleto

Esteja sempre bem informado sem pagar nada!

Cadastre-se e receba um e-mail semanal com as últimas novidades do blog.