Como profissionais autônomos podem comprovar renda?

Como profissionais autônomos podem comprovar renda

Sabe o que a compra de um novo carro, o financiamento da casa própria ou mesmo a requisição de um empréstimo têm em comum? Simples: cada uma dessas ações demanda a comprovação de renda! No entanto, muitos profissionais liberais ou autônomos encontram certas dificuldades nesse momento, já que não possuem um contracheque para demonstrar seus ganhos. Mas não se preocupe, porque mesmo sem ter carteira assinada ou trabalhar sob o regime da CLT é possível, sim, realizar esses procedimentos. Pronto para aprender a fazer o comprovante de renda de autônomo? Então confira:

Declaração de rendimentos

Uma das alternativas disponíveis desde o ano 2000 para profissionais liberais é a Declaração Comprobatória de Percepção de rendimentos, o DECORE. Esse documento deve ser emitido por profissionais de contabilidade habilitados, sendo valido quando acompanhado pela Declaração de Habilitação Profissional, um selo fornecido pelo Conselho Regional de Contabilidade da sua região. Além de ser seguro, o DECORE é reconhecido por governos, instituições financeiras e empresas. Além disso, o DECORE também pode ser usado por empresários que contam com a retirada pró-labore, remuneração de sócios de um empreendimento equivalente a seu salário como administrador.

Comprovante de renda

Várias instituições financeiras podem autorizar transações que necessitam de comprovação de renda por meio da apresentação do comprovante de renda. É o caso, por exemplo, da Caixa, banco que mais realiza financiamentos de imóveis no país. No entanto, pode acontecer de sua renda ser considerada como abaixo da declarada de acordo com as definições de cada instituição financeira.

Movimentação financeira

Gerentes de instituições financeiras têm autonomia para analisar sua movimentação financeira em certos períodos e, assim, estipular qual é a sua renda. Com isso, podem ser autorizados a criar ou aumentar os limites de suas linhas de crédito. Para abrir a conta em um novo banco, pode ser solicitada a movimentação financeira dos últimos três meses na sua instituição financeira antiga.

Comprovantes de pagamentos

Todo autônomo sabe que deve sempre exigir o comprovante de pagamento dos serviços prestados e arquivar esses documentos de uma maneira segura, certo? Além de serem importantes para ações como a declaração do imposto de renda e uma garantia de que o profissional está atuando dentro da legalidade, esses documentos também podem ser usados como declaração de renda de autônomo. Por isso, preserve contratos de prestação de serviços, recibos de comprovantes de depósitos e o Recibo de Pagamento de Autônomo (RPA). Lembre-se de que manter um cadastro de clientes que você atende pode ser determinante na hora de localizar esses comprovantes — aliás, existe uma série de vantagens em manter esse cadastro, como mostramos neste artigo.

Sindicatos, cooperativas e associações

Além de representarem os profissionais de determinada categoria e serem responsáveis pela manutenção de seus direitos, sindicatos, cooperativas e associações também podem emitir declarações informando a atividade dos profissionais e estipular seus rendimentos. Para isso, o autônomo deve, obviamente, estar em dia com suas obrigações em relação a essas instituições.

Agora que você já sabe como obter o comprovante de renda de autônomo, que tal voltar seu foco para o aumento da sua produtividade? Neste post mostramos, por exemplo, que é possível render muito mais no seu home office. Só não se esqueça de deixar aqui um comentário compartilhando suas impressões conosco, ok?

Gerar boleto

Esteja sempre bem informado sem pagar nada!

Cadastre-se e receba um e-mail semanal com as últimas novidades do blog.