7 dicas essenciais para quem quer abrir a própria empresa

Cutting Red Ribbon

Seu sonho de vida é abrir o próprio negócio? Pois então saiba, desde já, que essa não é uma tarefa fácil! Empreendedores inevitavelmente correm riscos financeiros, precisam se dedicar exclusivamente à sua empresa e ainda devem buscar constante atualização, a fim de acompanharem as últimas tendências do mercado. É bastante, não é verdade? E para ajudá-lo nessa empreitada resolvemos listar aqui as 7 dicas essenciais para quem quer abrir a própria empresa. Ficou curioso? Pois confira agora mesmo nosso post e já comece no caminho certo:

Tenha um capital inicial significativo

Toda empresa precisa começar de algum lugar, certo? E isso significa ter um capital inicial para investir nas instalações físicas da empresa — computadores, mesas, equipamentos e assim por diante — e também em outras despesas essenciais — como publicidade e atos de constituição na Junta Comercial do seu Estado, por exemplo. Se você é autônomo e pretende abrir o próprio negócio, espere um pouco mais até juntar um capital inicial suficiente para dar início às atividades de sua empresa sem maiores riscos. É preciso garantir uma sobrevivência maior até os lucros começarem a superar as despesas.

Planeje minuciosamente seus gastos

Para começar bem uma empresa, é preciso planejar detalhadamente cada um de seus gastos. Muitos empreendedores desconsideram despesas paralelas, muitas vezes não planejadas, e acabam se vendo sem dinheiro já no início da jornada. Por isso, gastos com aluguel, despesas notariais, contábeis e trabalhistas não devem ser desconsiderados. Coloque tudo na ponta do lápis, em um minucioso plano de negócios para ter a noção exata sobre onde está se metendo, a fim de prever o caminho e se prevenir contra maiores percalços.

Não tenha medo de prospectar clientes

Aumentar sua clientela é simplesmente imprescindível nos primeiros meses de funcionamento da sua empresa. Para isso, não tenha medo de correr atrás de novos clientes! Divulgue seu empreendimento por meio da entrega de cartões, do envio de e-mails, da publicação de posts em redes sociais e do boca a boca, ao vivo, com familiares, amigos e colegas de profissão. Quanto mais as pessoas souberem sobre seus negócios melhor para você e seu bolso!

Ajuste seu perfil pessoal ao perfil empreendedor

Quais são suas características pessoais mais marcantes? Você é uma pessoa criativa, mas pouco organizada? Ou você é super detalhista, mas não sabe delegar? Essas características precisam ser ajustadas ao perfil de um líder de equipe, de uma pessoa responsável por toda uma empresa. Por isso, independentemente de suas características pessoais, procure exercer o papel de empreendedor com liderança, organização, responsabilidade e motivação. Você vai ver como, com o tempo, essa transição vai se automatizar!

Fique sempre de olho na concorrência

Mas atenção: ficar de olho na concorrência não significa imitar as práticas de seus competidores, ok? Muito pelo contrário, conhecer melhor as tendências do mercado, os padrões de comportamento dos consumidores e as práticas de seus concorrentes é essencial para traçar suas próprias estratégias comerciais, assim como é também uma forma de buscar o diferencial em seu empreendimento, ao oferecer produtos e serviços únicos no mercado. Melhor se destacar do que ser mais um em meio à multidão, não concorda?

Escolha sócios com perfis complementares ao seu

Seus sócios definitivamente não precisam ter o mesmo perfil que você. Se suas habilidades mais fortes são as administrativas, que tal dividir as responsabilidades pela inovação e a prestação de serviços com seus sócios, por exemplo? Essa é uma forma de aproveitar o que há de melhor na personalidade de cada um, otimizando ao máximo os resultados do negócio.

Dê atenção especial aos detalhes

Antes de abrir sua empresa, busque conselhos de profissionais capacitados sobre alguns detalhes fundamentais para o bom andamento do negócio, como o modelo societário a ser adotado, por exemplo. A empresa será uma sociedade limitada ou anônima? Além disso, aspectos como a forma de tributação — lucro presumido ou lucro real? — têm, cada um, suas vantagens e desvantagens, a depender do andamento dos negócios durante o ano. Por isso é importante levar esses e tantos outros aspectos em consideração já nos estágios iniciais de abertura da empresa, colocando tudo em ordem antes que seja tarde demais.

E então, pronto para colocar a mão na massa, arregaçar as mangas e começar já seu próprio negócio? Ainda tem dúvidas ou sugestões sobre esse tema? Deixe aqui seus comentários e compartilhe seus questionamentos conosco! Participe!

Gerar boleto

Esteja sempre bem informado sem pagar nada!

Cadastre-se e receba um e-mail semanal com as últimas novidades do blog.