5 gigantes do mercado que já foram startups

Letter F Vector Icon With Flat Design

Tem pensado em investir na abertura de uma startup, porém ainda está meio inseguro sobre a viabilidade e o potencial do negócio? Esse receio é natural, já que essas empresas sempre são criadas em um cenário incerto e com recursos limitados.

Para inspirá-lo e proporcionar uma sensação de maior segurança nesse começo, resolvemos trazer o exemplo de 5 empresas que estão, hoje, entre as maiores do mundo, mas que começaram como simples e sonhadoras startups, iguaizinhas a que você pretende abrir. Muitas delas, inclusive, cometeram erros, mas trataram de se adaptar, alcançando destaque no mundo, mostrando que, com boas ideias e ousadia para inovar, é possível conquistar uma boa posição no mercado.

Ficou curioso para saber como se desenrolaram essas histórias de sucesso? Então confira agora mesmo nosso post:

Facebook

O maior site de redes sociais do mundo começou como uma pequena startup criada quando Mark Zuckerberg ainda estava na Universidade de Harvard. Juntamente com Eduardo Saverin, quando ainda cursavam Ciências da Computação, criaram o Facemash, com o objetivo de fazer com que os alunos da faculdade pudessem escolher qual colega tinha a melhor aparência nas fotos. E olha no que deu! Atualmente, Zuckerberg é apontado como uma das pessoas mais influentes do mundo, e a história do surgimento da rede social foi retratada no filme A Rede Social, produzido em 2010.

Netflix

A plataforma para exibição de filmes on-line foi lançada em 1997, com uma ideia um tanto quanto inusitada: alugar filmes por e-mail. Mas qual o sentido em se esperar um pacote chegar pelos Correios se você podia simplesmente procurar uma locadora? A ideia foi reformulada e, quando a banda larga da internet se popularizou de vez, mudou o foco da mídia física para a on-line. Com essa nova ideia, a empresa se tornou referência na disponibilização de conteúdos de entretenimento on-line, inclusive produzindo séries próprias!

PayPal

Como a maioria das startups, essa também não fez sucesso com a ideia inicial proposta. No início, o objetivo era ser uma espécie de carteira digital para dispositivos portáteis. Assim, os usuários começaram a usar a ferramenta como forma de transferir quantias em transações no eBay. Com os novos usos apontados pelos clientes, a empresa decidiu investir mais pesadamente na área. O resultado? O PayPal se tornou a maior empresa de transferência on-line do mundo!

LinkedIn

A segunda rede social mais usada no mundo também começou como uma startup. O LinkedIn é uma rede social voltada para profissionais, lançada em maio de 2003. A ideia foi simples e acabou pegando: criou-se, assim, uma nova forma para recrutar candidatos, substituindo as práticas tradicionais. Hoje o LinkedIn conta com mais de 300 milhões de usuários, perdendo apenas para o Facebook como a rede social com maior número de usuários no mundo.

Google

Essa gigante da internet também começou como uma startup. Até difícil de imaginar, não é mesmo? Mas, a princípio, ela não trouxe uma grande ideia inovadora,  já que, quando o Google foi criado, já existiam dezenas de sites de busca em uso no mercado. Mas o método utilizado para buscar os conteúdos é que colocou o Google em destaque. Aí está um ótimo exemplo pra ilustrar que uma startup não precisa necessariamente trazer uma ideia totalmente inovadora para obter sucesso, ela pode trazer uma nova e melhor forma de prestar serviços já tradicionais para merecer ganhar espaço no mercado.

Viu como não precisa ter medo de começar essa empreitada? Às vezes, as ideias inicialmente mais absurdas podem se tornar grandes negócios!

Inspirado o suficiente para tirar as ideias do papel e transformá-las em realidade? Comente aqui e nos conte como andam seus planos! Compartilhe suas experiências e dúvidas conosco!

Gerar boleto

Esteja sempre bem informado sem pagar nada!

Cadastre-se e receba um e-mail semanal com as últimas novidades do blog.