Como funciona o programa do governo Desenrola Brasil para empresas?

por Gestão Financeira

Publicado em 16 de maio, 2024 | Atualizado em 16 de maio, 2024

Manter as contas em dia do seu negócio pode ser um desafio. Por isso, não é incomum que algumas empresas se vejam com dívidas após um período fraco de vendas ou depois de passar por uma crise financeira.

Por isso mesmo, sempre existiram programas de crédito voltados a ajudar empresas a recuperarem seus investimentos financeiros e se livrarem das dívidas.

Recentemente, o governo federal lançou um novo programa nesta modalidade: o Desenrola Brasil para empresas. Neste artigo, vamos explicar como funciona esse programa e como ele pode impactar seu negócio. Continue lendo!

O que é o Desenrola Brasil para empresas?

O Desenrola Brasil é um programa do governo federal voltado para renegociação de dívidas de pessoas físicas. Inicialmente, ele foi lançado para atender a população brasileira com rendimentos de até dois salários mínimos.

Porém, eventualmente o programa foi estendido para contemplar a renegociação de dívidas de microempreendedores individuais (MEIs).

Essa iniciativa também está sendo chamada de “Desenrola Pequenos Negócios” ou “Programa Acredita”.  Ela pode ajudar a reduzir dívidas de empresas MEI e empresas de pequeno porte.

Atualmente no Brasil, o Serasa estima que existem mais de seis milhões de micro e pequenas empresas em inadimplência. Por isso, o programa pode ser fundamental para alavancar a economia e ajudar seu negócio a sair do vermelho.

Quem pode participar do programa Desenrola MEI?

O público-alvo do programa Desenrola são os microempreendedores individuais (MEIs), as microempresas (MEs) e as empresas de pequeno porte (EPP) que estejam  inadimplentes e com dívidas bancárias.

Porém, é necessário que o faturamento anual dessas empresas não ultrapasse o valor de R$ 4,8 milhões.

Quais dívidas podem ser renegociadas pelo MEI?

Nem todas as dívidas das empresas podem ser negociadas através do Desenrola. O programa é destinado apenas para dívidas que estão em atraso há mais de 90 dias – a partir do lançamento do programa, em 22 de abril de 2024.

Além desse critério, o programa não estabelece limite para o valor da dívida ou tempo máximo de atraso.

Qual será o desconto nas dívidas pelo Desenrola MEI?

Segundo informações do MEMP, o programa se baseia na Faixa 2 do Desenrola Brasil para empresas, que concedeu entre 40% e 90% de desconto para as dívidas.

Essa porcentagem deve ser avaliada de acordo com os cenários nas quais as empresas estão inseridas, mas é um percentual que pode ajudar seu negócio a sair de uma situação apertada em termos financeiros.

Como fazer a negociação no Desenrola Pequenos Negócios?

Para participar das negociações do programa, é importante estar atento aos diferentes eixos pelos quais o Desenrola funciona. Confira:

  • Acredita no seu negócio: é voltado às empresas, por meio do Desenrola Pequenos Negócios e Procred 360
  • Acredita no crédito imobiliário: criação do mercado secundário para crédito imobiliário.
  • Eco Invest Brasil – Proteção Cambial para Investimentos Verdes (PTE):  tem como objetivo incentivar investimentos estrangeiros em projetos sustentáveis no Brasil.

Como funciona o PRONAMPE?

O Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (PRONAMPE) é uma linha de crédito oferecida pelo governo para auxiliar no desenvolvimento e fortalecimento de diferentes negócios. 

Esse programa se juntou a outros de apoio ao crédito, lançados desde 2020, em resposta a um cenário de expectativa negativa na economia, durante a pandemia de Covid-19.

Por isso, um dos eixos do Desenrola irá beneficiar aqueles que não estão em dia com o PRONAMPE. Segundo o governo federal, os inadimplentes poderão renegociar a dívida com os bancos.

Quais são os eixos do Acredita?

O Acredita é um programa do governo dividido em vertentes que possibilitam que empresas tenham acesso facilitado ao microcrédito. 

Essa iniciativa possui ações voltadas para empreendedores, como condições especiais de taxas e garantias através do Fundo Garantidor de Operações (FGO) para operações de MEIs e microempresas de faturamento anual de até R$ 360 mil.

Além disso, o Acredita também possui uma vertente voltada para crédito imobiliário, visando a criação do mercado secundário para crédito imobiliário – fomentando o setor de construção civil no País. 

E também, um eixo para projetos sustentáveis, com objetivo de incentivar os investimentos estrangeiros em projetos sustentáveis no Brasil.

Como tirar a empresa do vermelho?

Com um cenário financeiro dinâmico, muitas vezes é impossível manter sempre suas finanças em dia. E, caso sua empresa fique no vermelho, sua gestão precisa estar preparada para buscar uma recuperação independente da ajuda do Governo.

Por isso, confira algumas dicas para recuperar suas finanças caso suas finanças fiquem negativas. Confira:

1. Faça um diagnóstico financeiro

Comece revisando todas as finanças da empresa, incluindo receitas, despesas, fluxo de caixa, dívidas e obrigações futuras. Analise os relatórios financeiros anteriores e identifique quaisquer padrões ou áreas problemáticas. 

Este processo ajudará a entender melhor a situação financeira atual da empresa e a identificar onde os cortes de custos podem ser feitos e onde as oportunidades de melhoria podem ser exploradas.

2. Renegocie dívidas

Entre em contato com seus credores e fornecedores para discutir opções de pagamento. 

Muitas vezes, eles estão dispostos a trabalhar com empresas em dificuldades financeiras, oferecendo extensões de prazo, reduções de taxa de juros ou planos de pagamento parcelados

Uma boa estratégia é priorizar as dívidas de curto prazo que têm taxas de juros mais altas.

3. Corte gastos não essenciais

Revise todas as despesas da empresa e identifique onde os cortes podem ser feitos. Isso pode incluir despesas com pessoal, marketing, aluguel de escritório, viagens e entretenimento. 

Considere se certas despesas podem ser reduzidas temporariamente ou eliminadas completamente para ajudar a liberar mais caixa.

4. Aumente as vendas

Explore maneiras de impulsionar as vendas, como desenvolver novos produtos ou serviços que atendam às necessidades dos clientes, expandir para novos mercados geográficos e demográficos.

Além disso, considere oferecer promoções e descontos especiais para atrair clientes, e investir em estratégias de marketing digital para aumentar a visibilidade da marca e atrair mais clientes em potencial.

5. Melhore a gestão de estoque

Uma gestão eficaz do estoque é essencial para evitar excesso de estoque e minimizar custos. Avalie os níveis de estoque atuais e identifique quais itens têm baixo giro ou estão obsoletos. 

Considere implementar um sistema de gestão de estoque automatizado para ajudar a controlar os níveis de estoque e evitar desperdícios.

6. Negocie prazos de pagamento com clientes

Entre em contato com os clientes inadimplentes para discutir opções de pagamento e incentive o pagamento antecipado oferecendo descontos ou termos de pagamento favoráveis. 

Para novos clientes, estabeleça políticas claras de pagamento e considere a possibilidade de exigir pagamentos antecipados para reduzir o risco de inadimplência.

7. Busque ajuda profissional

Se necessário, consulte um contador, consultor financeiro ou especialista em reestruturação de empresas para obter orientação especializada. 

Eles podem ajudar a analisar a situação financeira da empresa, identificar áreas de melhoria e desenvolver um plano de recuperação financeira adaptado às necessidades específicas do negócio.

8. Mantenha-se disciplinado

Uma vez implementadas as medidas corretivas, é essencial acompanhar de perto o desempenho financeiro da empresa e fazer ajustes conforme necessário. 

Mantenha-se disciplinado em relação ao orçamento, monitore regularmente o fluxo de caixa e esteja preparado para tomar decisões difíceis para garantir que a empresa permaneça no caminho certo para sair do vermelho.

9. Conte com o Asaas

Além disso, se você deseja manter suas finanças em dia, é essencial contar com uma plataforma de gestão financeira completa para ajudar seu negócio. 

O Asaas é uma conta digital completa com diversos recursos para ajudar seu negócio a crescer cada vez mais, mantendo seu planejamento financeiro em dia e mantendo uma forte base de clientes.

Abra sua conta no Asaas agora mesmo e não deixe o seu controle financeiro para depois!

O banner tem a imagem de um notebook e nele está escrito: Chega de burocracia! Com a conta digital do Asaas você tem tudo o que precisa para gerenciar sua empresa em um único lugar. Clique e saiba mais.
O banner tem a imagem de uma mulher e nele está escrito: conta digital PJ completa e sem mensalidade. Nossa conta digital tem tudo o que a gestão da sua empresa precisa. Clique e saiba mais.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.