5 dicas para você vender sem precisar ‘empurrar’ seu produto

Great bargain

Os profissionais de vendas exercem uma atividade que carrega uma fama injusta — assim como os advogados —, já que as pessoas acham que nem eles mesmos costumam acreditar no que estão dizendo. Exatamente por isso existe sempre uma aura de desconfiança pairando sobre quem lista ininterruptamente as vantagens de seus produtos, tentando empurrá-los o tempo todo nos clientes, insistindo e vindo sempre com o mesmo papo. Os vendedores mais bem-sucedidos são aqueles que, depois de já terem conquistado os consumidores, são por eles procurados em vez de precisarem procurá-los. Quer saber como conseguir entrar nesse clube? Então confira já nossas 5 preciosas dicas:

Sem agressividade

Seu departamento, seu chefe e você podem ter metas agressivas, mas seu comportamento perante os clientes não precisa ser assim. Quem já não passou pela experiência de se deparar com um vendedor que simplesmente não para de falar, não é mesmo? Com tanta insistência, pode até ser que se consiga obter a vitória pelo cansaço, mas esse consumidor, desgastado, pode se arrepender, devolvendo o produto, pedindo o dinheiro de volta ou, ainda, recusando-se a voltar à loja para não correr o risco de cometer o mesmo erro duas vezes.

Educação sempre

Já nos primeiros momentos de conversa com um consumidor, pergunte se pode chamá-lo pelo primeiro nome — não se preocupe, quase todo mundo diz sim! Escute o que o cliente diz. Preste atenção em sua linguagem corporal. Será que o que está dizendo alguma coisa só por educação? Pouco importa, desde que você seja simpático com ele da mesma forma como foi, por exemplo, com sua sogra na primeira vez em que a encontrou.

Crença nos produtos

Os bons vendedores de lojas de roupa, por exemplo, não são os que veem o cliente experimentar qualquer pedaço de pano e se desdobram para dizer que aquela peça parece que foi feita para ele. Muito pelo contrário, clientes se relacionam imediatamente com os vendedores confidentes, que dizem que essa ou aquela roupa não combina, não está do tamanho certo ou não se encaixa no visual pretendido. Ao ativamente recomendar certos produtos em detrimento de outros, o cliente aumenta sua confiança no vendedor, criando-se, assim, um clima amigável muito produtivo para a situação.

Foco no nicho

O ingrediente mais fundamental para se fechar uma boa venda é localizar — e mostrar — para o cliente o nicho, a demanda, e como o que você vende preenche essa necessidade.

Você talvez se lembre das propagandas das Organizações Tabajara, do programa Casseta & Planeta, não é mesmo? Elas começavam sempre com um texto do tipo: “cansado de X? Enjoado de Y? Não aguenta mais Z? Seus problemas acabaram!”. Era humor, mas o princípio das vendas ali estava correto em seu fundamento. Naturalmente, para que você possa mostrar como seu produto resolve o problema do consumidor, você precisa conversar com ele, passando a conhecê-lo melhor para, então, customizar a solução.

Dono do jogo

Uma das melhores perguntas para se fazer em uma entrevista de emprego, quando você é o entrevistado, é: “por que vocês decidiram me chamar?”. Nesse momento, o jogo vira e o entrevistador é quem passa a listar as qualidades do candidato. Pois no comércio você pode fazer o mesmo, perguntando ao seu cliente por que ele procurou tal produto ou sua empresa. A partir de sua resposta, você pode recomendar a solução mais adequada utilizando-se de suas próprias palavras.

E então, pronto para vender mais? Qual das nossas dicas chamou mais sua atenção? Comente aqui e compartilhe conosco suas experiências e impressões!

 

Gerar boleto

Esteja sempre bem informado sem pagar nada!

Cadastre-se e receba um e-mail semanal com as últimas novidades do blog.