Margem de lucro: entenda o conceito e saiba como calcular corretamente

??????????????????

Você sabe qual é a margem de lucro de seus produtos e/ou serviços? Todo empreendedor deve entender bem esse conceito para realizar o planejamento orçamentário de sua empresa. Saber a margem de lucro de seus negócios é essencial, também, para a análise da saúde financeira de seu empreendimento.

Pensando nisso, listamos as principais informações que você precisa saber sobre a margem de lucro para te auxiliar nesse processo. Confira:

Entenda o conceito de margem de lucro

Inicialmente, é preciso entender dois conceitos básicos: formação de preço de venda e retorno esperado. A formação do preço de venda diz respeito à “precificação” de seus produtos ou serviços, de acordo com vários critérios — custo de produção, custos fixos, recursos humanos envolvidos, preço de mercado, expectativas de demanda, entre outros.

Retorno esperado diz respeito à necessidade de o empreendedor reaver seus investimentos na produção do produto ou prestação do serviço. Por isso, ele deve ter um rendimento com a venda maior do que teria, por exemplo, investindo no mercado de capitais.

Ambos os aspectos devem ser considerados na determinação da margem de lucro, que pode ser bruta ou líquida. Margem de lucro bruta é o lucro depois do pagamento de todos os custos de produção (diretos ou indiretos). Se for uma prestação de serviço, diz respeito ao lucro após o pagamento de todos os custos necessários para sua prestação. Já a margem de lucro líquida considera também os impostos pagos pelo empreendedor. Nesse caso, é o lucro da empresa depois do pagamento de todos os custos, despesas e impostos.

Como calcular corretamente?

Inicialmente, é preciso fazer um exercício reverso de análise dos preços: qual o valor final, o preço de venda do produto ou serviço? A partir desse preço, que é o valor que os consumidores estão dispostos a pagar, deduzem-se custos de produção, de entrega, custos fixos (são aqueles que existem mesmo se você não estiver produzindo, como aluguel e manutenção de máquinas), custos variáveis, impostos e outros encargos. O valor final será justamente a remuneração do empreendedor, o lucro da empresa.

Também é possível obter esse valor de outras formas. Alguns empreendedores preferem calcular os preços dos produtos a partir de sua expectativa de retorno, adicionando assim todos os custos de produção. Após essa fase, ainda será necessário analisar o preço de mercado daquele produto ou serviço, e verificar se o preço é maior ou menor do que aquele obtido em suas contas.

O resultado foi negativo? Isso é um mau sinal, pois indica que sua empresa não é eficiente, ou seja, você não consegue competir com outras empresas, que oferecem o mesmo produto a preços menores. Nesse caso, repense seu modo de produção: é possível reduzir os custos? Como aumentar a produtividade? Caso isso não seja possível ou viável, talvez seja necessária uma mudança de área, porque o preço do mercado provavelmente não irá mudar — a livre concorrência determina automaticamente esses preços, é a lei do mercado.

Lembre-se, também, de que alguns custos variáveis podem ser diluídos ao longo do tempo. A compra de uma máquina, por exemplo, pode ser parcelada em diversas vezes, o que acarreta um custo maior nesse período. Posteriormente, há expectativa de redução dos custos (com a quitação do pagamento) e, consequentemente, aumento da margem de lucro. Por isso, ao tomar decisões sobre seu negócio, considere a possibilidade de ter que esperar um tempo mínimo para receber o capital inicialmente investido na compra de equipamentos e outros custos.

Essas são as características essenciais do conceito de margem de lucro. Agora você já está mais preparado para calcular a da sua empresa! Ficou com alguma dúvida? Tem sugestões? Deixe aqui seus comentários e mantenha-se atualizado!

banner-rodape-post-blog

Gerar boleto

Esteja sempre bem informado sem pagar nada!

Cadastre-se e receba um e-mail semanal com as últimas novidades do blog.