Cases de sucesso Saas: Google Apps

google appsTodo mundo sabe que quando o Google entra em determinado segmento, não é para brincadeira. Foi assim, por exemplo, com o mercado de vídeos, através da aquisição do YouTube e com o mercado mobile, ao desenvolver o sistema operacional Android. E não poderia ter sido diferente com o segmento de SaaS. Desde a criação do Gmail, em 2004, o gigante da internet vem desenvolvendo uma série de aplicativos que podem ser usados tanto pelo usuário comum quanto por empresas.

Chamado de Google Apps, esse pacote de aplicativos chegou ao mercado em 2006 e aos poucos foi evoluindo e ampliando suas funcionalidades. Hoje, ele oferece soluções para e-mail, calendário, armazenamento na nuvem e edição de arquivos (texto, planilhas e apresentações).

Concorrendo diretamente com empresas como a Microsoft e seu Office, o Google focou em oferecer produtividade de forma colaborativa e com custos acessíveis. Os planos empresariais começam a partir de 5 dólares e dispensam qualquer tipo de instalação. Tudo funciona através da web e pode ser testado gratuitamente por 30 dias.

A assinatura do serviço garante às empresas o direito de ter seu próprio domínio. Ou seja, apesar de estar usando o Gmail, sua conta não será “gmail.com” e sim o nome de sua empresa.

Simplicidade e eficiência

O grande trunfo do Google Apps é a forma simplificada com que ele funciona. Qualquer um pode acessar e sair trabalhando, sem a necessidade de qualquer tipo de treinamento. Até mesmo o mais leigo dos funcionários de uma organização consegue trabalhar de forma colaborativa com seus colegas. Tudo funciona em tempo real, permitindo que diversas pessoas trabalhem ao mesmo tempo dentro de um único arquivo.

Mobilidade e segurança

Por se tratar de aplicativos que funcionam via web, eles podem ser acessados em qualquer computador em qualquer lugar do mundo, garantindo a produtividade mesmo que você não esteja na empresa. E isso vale também para celulares e tablets, que podem sincronizar agenda, eventos e todas as outras funcionalidades.

O Google garante um ambiente seguro para acessar e armazenar seus arquivos, eliminando o risco de perda de dados a que você estaria suscetível caso fizesse uso de um servidor local. A capacidade de armazenamento pode ser expandida conforme a necessidade de cada usuário, chegando até 200 GB.

Customização

O Google também encontrou uma ótima forma de rentabilizar seu produto através da participação de desenvolvedores independentes, que podem criar aplicativos para adicionar funcionalidades complementares aos Apps padrão. Através do Google Apps Marketplace, os usuários podem comprar ou assinar estas novas funcionalidades. O Google, claro, leva uma porcentagem de cada transação.

Expansão e modelo de revenda

O modelo de venda do Google Apps foi terceirizado através de parcerias com empresas revendedoras em praticamente todos os países do mundo. Os revendedores contam com toda a assistência do Google em marketing e ainda recebem uma plataforma especial para oferecer suporte aos seus clientes.

Esse modelo encurtou a distância entre a gigante e seus usuários finais, ajudando a companhia a adentrar mercados pouco catequizados quando o assunto é cloud computing, trabalho colaborativo e serviços web based.

De acordo com o Google, 5 milhões de empresas usam o Google Apps atualmente, garantindo uma boa parcela do faturamento anual da organização. E os planos para o futuro são ambiciosos, já que a empresa foca cada vez mais na adaptação de seus serviços para o setor público e governamental.

Você ou sua empresa fazem uso de algum serviço do Google Apps? Deixe seu comentário.

banner_rodape

Gerar boleto

Esteja sempre bem informado sem pagar nada!

Cadastre-se e receba um e-mail semanal com as últimas novidades do blog.