Qual a importância de se ter um cadastro de clientes em microempresas

Qual a importância de se ter um cadastro de clientes em microempresas

Por mais que o conselho para se conhecer a fundo os clientes tenha se transformado em um clichê, continua sendo fundamental para a sobrevivência das empresas no mercado. Isso sem contar que essa máxima certamente ganhou um novo significado na era pra lá de informatizada em que vivemos atualmente. E nesse cenário, pequenas e médias empresas acabam levando vantagens sobre as grandes organizações, uma vez que, devido exatamente a seu tamanho, conseguem manter um relacionamento íntimo e de fidelização com sua clientela mais facilmente. Mas essas mesmas companhias têm demonstrado certa acomodação no que diz respeito ao cadastramento de clientes, desperdiçando assim uma excelente oportunidade de fidelização.

Nada melhor para dimensionar a importância de conhecer sua clientela do que relembrar o clássico caso envolvendo a grande varejista Walmart — pioneira no processo de cadastramento e utilização dos dados recolhidos dos clientes —, fraldas descartáveis e cerveja. Analisando o cruzamento de dados como idade, estado civil, sexo e muitos outros, a empresa americana conseguiu achar uma correlação extremamente interessante. Com essa avaliação, percebeu-se que quem comprava fraldas descartáveis tinha um tendência a levar também algumas cervejas. Exatamente por isso, a organização tratou de colocar um item próximo ao outro em suas lojas. O resultado final foi um aumento de 40% nas vendas dos dois produtos somados! Um número impressionante para uma ação simples, certo?

Pois se você acha que esse tipo de estratégia não funcionaria em sua pequena ou média empresa, está na hora de rever seus conceitos! Pronto para aprender a aplicar um cadastramento de clientes eficiente em seu negócio? Então acompanhe nossas dicas:

Planeje bem seu cadastro

Antes de mais nada, faça um planejamento. Que informações sobre sua clientela poderiam ser utilizadas de forma eficiente especificamente em seu ramo de negócios? Adicione essa requisição a nome, e-mail, data de nascimento e sexo, que simplesmente não podem faltar. Mas se coloque no lugar do cliente, lembrando-se de evitar pedir informações demais, o que pode tornar a ação cansativa e até gerar uma pequena antipatia. O segredo é ser objetivo. Mas se for de extrema importância para seu tipo de negócio contar com dados um pouco mais elaborados, ofereça algum tipo de incentivo para que o cliente se disponha a fazer um cadastro mais completo — como um desconto na compra que está sendo realizada, por exemplo.

Mantenha o banco de dados atualizado

Como boa parte desses cadastros de clientes inevitavelmente fica desatualizada em um período relativamente curto, evite traçar sua estratégia de utilização de dados com base em informações que se desatualizam com mais frequência — como endereço ou telefone —, a menos que você tenha um bom plano de ação para mantê-los atualizados. Procure dar preferência a ações que utilizam dados que se alteram com menor frequência, como e-mails ou sexo, por exemplo.

Ofereça produtos complementares

Invista na manutenção de um histórico mais completo de compras da sua clientela e utilize esses dados com sabedoria. Suponhamos que você tem uma loja de informática e acaba de vender uma impressora. Dentro de 3 ou 6 meses, será que seu cliente não estará começando a pensar em substituir os cartuchos de tinta? Vale lembrá-lo de que seu estabelecimento está pronto para suprir essa necessidade!

Invista na fidelização

Já pensou que, se você possui os dados de seus clientes, uma relação pós-venda pode ficar muito mais fácil e agradável? E isso, por sua vez, é de extrema importância para a fidelização! Não se esqueça também de avisar seus consumidores sobre as novidades, afinal, os clientes primeiramente precisam saber o que há de novo para decidirem experimentar, não concorda?

Evite custos desnecessários

Manter um cadastro de clientes devidamente atualizado pode ser oneroso demais se ele estiver cheio de clientes inativos. Portanto, descarte dados de clientes que não voltaram mais, repassando esses investimentos e esforços aos que estão de alguma forma já fidelizados ou no caminho para a fidelização.

Viu como é essencial — e nada difícil — manter um cadastro de clientes sempre atualizado? Ficou com alguma dúvida ou tem sugestões a fazer? Deixe seu comentário aqui e não se esqueça de conhecer o Asaas para saber como a plataforma pode ajudá-lo a lidar de forma mais eficaz e eficiente com sua clientela!

 

Gerar boleto

Esteja sempre bem informado sem pagar nada!

Cadastre-se e receba um e-mail semanal com as últimas novidades do blog.