Perfil empreendedor: Luiz Seabra, da Natura

perfil empreendedor Luiz Seabra

Foto: Divulgação

Imagine se deparar, em plena Oscar Freire, com um homem distribuindo flores brancas como parte da divulgação de uma loja de cosméticos. No final da década de 1960 essa ação gerou resultados muito positivos. O homem era nada mais nada menos que Luiz Seabra, empresário hoje reconhecido internacionalmente e sócio-fundador da Natura.

Antes disso, Seabra foi funcionário da Remington Rand — que foi uma empresa americana fabricante de computadores — e, desde aí, interessava-se pela composição de produtos químicos. Essa paixão, atrelada a seu conhecimento administrativo, renderam-lhe o convite para abrir um laboratório, que rapidamente transformou-se em uma empresa, a Natura. Empresa essa que, desde o início até os dias de hoje, é guiada e reconhecida por três grandes valores: humanismo, equilíbrio e transparência.

Vamos conhecer mais um pouco deste perfil empreendedor?

Um modelo de negócio para expansão

As flores brancas, porém, representaram apenas uma das primeiras decisões de grande eficácia do empreendedor. Em 1974, a Natura começou a utilizar o modelo de negócio conhecido como venda direta — em que utiliza representantes para revender seus produtos mediante encomendas — como forma de expandir sua presença e, consequentemente, promover o crescimento das vendas.

Deu mais que certo! Hoje a empresa é uma referência nesse modelo de negócio e apresenta uma lucratividade invejável. Além de estar presente em vários países, como Argentina, Colômbia, Chile, México e França, fulgura em diversas listas de revistas internacionais como referência na área.

Em prol de estratégias ambientais e humanísticas

Os aplausos que Luiz Seabra constantemente recebe em congressos e premiações de empreendedorismo, no entanto, são fruto de ações que vão além de tradicionais estratégias de marketing. Desde cedo entendeu que a vida é um encadeamento de relações e a premissa desdobrou-se, de forma direta ou não, em iniciativas da empresa.

Um das principais foi o comprometimento que a Natura assumiu com a preservação do meio ambiente. Em 1983, introduziu os refis no segmento de cosméticos no Brasil e, em 2007, começou a fabricar produtos com o carbono neutro, visando diminuir suas emissões de gases do efeito estufa. Além disso, criou a Tabela Ambiental — um quadro impresso nas embalagens com informações sobre a origem dos elementos. Como se  já não bastasse, a empresa de Seabra faz questão de não realizar testes em animais e de seguir normas de segurança internacionais.

Há também projetos de cunho social, como o Natura Escola e o Programa Acolher, que são braços importantes da companhia. Para Seabra, os projetos representam “as crenças da empresa e uma forma de contribuir para a evolução da sociedade e da própria empresa”.

Trajetória pessoal e costumes

Tendo atingido meio século de vida, Luiz Seabra decidiu que iria morar em outros países. Começou aí uma peregrinação que teve início em Paris, durante o ano de 1995, e continuou em Londres, onde ficou por três anos. Em ambos os lugares a ideia era simplesmente apreciar a beleza e a harmonia que cercam a sociedade — conceitos que se reverberam em suas ações como empresário.

Em 2008 retornou ao Brasil e, mesmo com uma vida cheia de compromissos e atribulações, não abre mão de suas leituras. Cultura nunca é demais e um empresário que se preze sabe bem disso.

Seabra, que começou sua vida profissional aos 13 anos, conquistou tudo o que conquistou sem nunca abrir mão do contato com os colaboradores da empresa, nem que fosse por meio de vídeos. Sua versatilidade talvez seja o eixo que o torna um dos maiores exemplos de empreendedorismo a ser seguido, seja qual for sua área.

Também se inspirou com essa história? Conheça aqui outras trajetórias de sucesso e deixe suas impressões e sugestões de perfis nos comentários!

banner-rodape-post-blog

 

Gerar boleto

Esteja sempre bem informado sem pagar nada!

Cadastre-se e receba um e-mail semanal com as últimas novidades do blog.