Empreendedor: Dicas para seu negócio de tortas e doces artesanais

Empreendedor

Fazer bolos, tortas e doces para vender é uma ideia de negócio bastante popular principalmente por ser simples de começar: o investimento inicial não é muito alto e o empreendedor pode ter o seu negócio em casa mesmo. Como a demanda é alta, há espaço para todo tipo de produto, do mais modesto ao mais sofisticado.

Mas se você quer dar um passo além e profissionalizar o seu negócio, ampliar o seu alcance e agregar valor ao seu produto, atingindo públicos mais seletos, fique atento às dicas que preparamos especialmente para você.

Acompanhe as tendências e inove constantemente

Há algum tempo, vivemos a febre dos cupcakes. Um tempo depois, foram os brigadeiros gourmet que roubaram a cena. Agora, o queridinho do momento parece ser o naked cake. Sim, o mercado de doces é volátil – e altamente influenciado por modas e tendências! Para acompanhar esse ritmo, é preciso estar sempre se aperfeiçoando.

Invista em cursos, acompanhe com regularidade as novidades e explore continuamente novos sabores, receitas e texturas, de modo a poder oferecer produtos alinhados às expectativas dos clientes, sempre ávidos por novidades.

Invista em matéria prima de primeira qualidade

O que diferencia um bolo de primeira linha dos outros não é só a decoração, mas principalmente a qualidade dos ingredientes, por isso, utilize sempre ingredientes de qualidade e de procedência garantida.

O resultado influencia diretamente o produto final. Se você quer trabalhar com clientelas exigentes, precisa ser duplamente exigente com o seu produto.

Embalagens, cartões, panfletos: cuide do visual da sua marca

Uma marca bem definida agrega valor a qualquer produto. Assim, antes de mandar fazer embalagens, cartões e panfletos, vale a pena investir em uma identidade visual forte, profissional, garantindo a identificação rápida da sua marca e a consequente diferenciação dos seus produtos.

Utilizando uma boa logomarca e um padrão de cores coerente, suas embalagens, cartões e panfletos ficarão muito mais bonitos e profissionais, o que com certeza contribuirá para cativar sua clientela e conquistar novos compradores.

Busque parceiros de negócios

Pense em parcerias que você pode oferecer para buffets e espaços de eventos da sua cidade. Com a infinidade de festas infantis, casamentos, formaturas, festas de 15 anos e outras comemorações, a demanda tende a ser alta.

Deixe um portfólio com fotos das suas tortas e doces para que as pessoas que visitem o espaço possam folhear. Você pode também propor a realização de eventos nesses espaços, como sessões de degustação especialmente voltadas às noivas que contratam um determinado salão, por exemplo.

Divulgue a sua marca

Promova degustações

Crie oportunidades para oferecer aos seus clientes em potencial a chance de conhecer os seus produtos. Parece difícil, mas há muitas possibilidades: se o objetivo for angariar clientes premium, ofereça um café da manhã em uma concessionária de automóveis de luxo; se quer investir em festas infantis, apresente seus produtos em festas escolares; mande tortas para serem degustadas como sobremesa após a reunião do Rotary Clube da cidade.

As pessoas ficarão felizes com o mimo e, com certeza, aprovando os seus produtos, vão lembrar de você quando precisarem desse tipo de serviço.

Maximize o boca a boca com as redes sociais

As redes sociais podem ser uma aliada na hora de divulgar o seu negócio. Além de uma página no Facebook, uma conta no Instagram também é recomendável, já que você pode explorar bastante as fotos das suas criações.

Além das imagens próprias, incentive os clientes a avaliarem os produtos e a deixarem mensagens de recomendação na sua página. Peça fotos das festas e divulgue-as nas redes – em geral, as pessoas gostam de compartilhar essas imagens e ficarão felizes por serem “modelos” para o seu negócio!

Formalize seu negócio

Não adianta toda a propaganda se você não está preparado para atender o aumento da demanda. Se for fornecer para empresas e buffets, por exemplo, precisará de nota fiscal, e para isso o negócio precisa estar formalizado. Você vai perder contratos por conta disso? Para não deixar de crescer, coloque a empresa no papel. Informe-se sobre o programa Microempreendedor Individual (MEI) do Governo Federal, ou procure um contador para definir a melhor forma de abrir a sua empresa.

Além disso, vale a pena trabalhar com formas de cobranças organizadas e oferecer aos clientes o pagamento via boleto.

Animado para profissionalizar o seu negócio? Ainda tem alguma dúvida? Deixe o seu comentário!

banner_rodape

Gerar boleto

Esteja sempre bem informado sem pagar nada!

Cadastre-se e receba um e-mail semanal com as últimas novidades do blog.