E-commerce: Uma ótima opção para quem quer vender produtos próprios

e-commerce

Você tem uma pequena empresa onde comercializa produtos próprios e está pensando em expansão dos negócios. Ou é um artesão/artesã que produz peças únicas e quer ampliar a sua clientela. Pois temos uma dica pra você: e-commerce. Sim, sua própria loja virtual.

Já pensou nisso, mas não sabe por onde começar? Quer entender um pouco mais sobre essa modalidade cheia de potencial? Então esse artigo é para você!

Quais são as vantagens?

A grande vantagem do e-commerce é que você fica aberto 24 horas por dia, 7 dias por semana. Não existe feriado para uma loja virtual! Seus produtos ficam muito mais acessíveis, e você ainda aproveita o potencial das famosas compras por impulso. Além disso, por não ter fronteiras, a internet disponibiliza seu produto para o mundo inteiro, ampliando sensivelmente o seu público alvo. Ao invés de vender apenas para a sua cidade ou bairro, você abre literalmente um mundo de possibilidades para o seu negócio dar certo.

Como posso começar?

Montar uma loja virtual em um site próprio

Nesse caso, você precisará contratar um serviço de desenvolvimento de sites e e-commerce que elabore esse projeto para você. Essa alternativa envolve investimento inicial, mas apresenta a vantagem de você ter seu próprio endereço na internet, com layout personalizado e gestão independente. Além disso, você pode explorar a página de outras formas, agregando conteúdo (textos, fotos, vídeos, notícias) que traga mais visitantes ao seu site.

Manter um espaço em plataformas de e-commerce

Sites como Elo 7, Airu e Enjoei funcionam como plataformas de lojas virtuais, onde qualquer um (inclusive pessoa física) pode manter um e-commerce. As vantagens são o custo zero para implantação (geralmente é cobrada uma comissão pela venda, mas não há taxas de abertura de conta) e a ausência de manutenção, já que a plataforma resolve tudo para o cliente. As desvantagens são o layout padrão e a ausência de um domínio próprio, que realmente seja seu endereço na internet. Pode ser uma excelente alternativa para um teste de aceitação de seu produto na web, já que não envolve riscos nem grandes investimentos.

O que fazer para divulgar o meu produto na rede mundial?

Mesmo que você opte por manter uma loja em uma plataforma de e-commerce, é interessante ter um espaço seu na internet. Invista nas redes sociais para atrair clientes para a sua loja. Vale a pena manter uma fanpage no Facebook (e considerar patrocinar alguns posts, para ampliar o alcance da sua marca) e uma conta no Instagram, ferramenta que tem crescido muito para divulgação de produtos na rede. Abuse da criatividade: se o seu ramo é confecção, por exemplo, poste fotos sugerindo looks com os produtos, para ajudar o cliente mais indeciso a visualizar a peça.

Preciso formalizar a empresa para vender online?

Depende. Se você optou por vender por meio de uma plataforma de e-commerce não precisa, já que pessoas físicas também podem vender produtos nesses espaços. Mas lembre-se de que esta é uma condição muito limitada, e se a sua intenção é fazer o seu negócio crescer, o melhor caminho é a formalização.

Já para vender por meio de loja própria, aí sim é necessário possuir um CNPJ. A legislação e os tributos cobrados são os mesmos que incidem sobre as lojas físicas. No Brasil, micro e pequenas empresas são incentivadas por uma legislação especial que vale a pena você conhecer.

E então, animado com as possibilidades de vender pela internet? Ainda tem alguma dúvida? Deixe o seu comentário!

banner-rodape-post-blog

Gerar boleto

Esteja sempre bem informado sem pagar nada!

Cadastre-se e receba um e-mail semanal com as últimas novidades do blog.