3 formas de usar a tecnologia como vantagem competitiva

3-formas-de-usar-a-tecnologia-como-vantagem-competitiva.jpeg

 

Não é novidade que a tecnologia tem transformado e facilitado nossa vida cotidiana, especialmente após a popularização dos dispositivos móveis, como os celulares inteligentes e os tablets. Nossas relações interpessoais já foram transformadas pela chegada da Internet, que mudou a maneira como interagimos com o mundo. Mas, e quando falamos das relações de consumo?

Os avanços tecnológicos dos últimos anos não deixariam de fora as transações comerciais. Mas quais as vantagens que as pequenas e médias empresas podem angariar com a aplicação dos recursos de TI? Nosso post de hoje detalha a resposta para ajudar sua organização a aplicar a tecnologia como vantagem competitiva. Acompanhe nossas dicas!

A tecnologia que impulsiona os negócios

Quando falamos do universo corporativo, não é leviano afirmar que a tecnologia tem papel fundamental no fortalecimento da empresa e no desenvolvimento de seus planos estratégicos. Com uma boa gama de recursos de TI, é possível potencializar o sucesso da marca.

Há duas décadas, era raro encontrar uma organização que investisse em recursos tecnológicos para elevar seu potencial competitivo e desempenhar suas atividades com mais assertividade. O cenário comum era composto de pequenas empresas com seus setores subaproveitados por conta do gerenciamento defasado, com processos analógicos sujeitos a erros de fator humano.

Por consequência, as funções não eram bem definidas e o tempo não tinha um bom aproveitamento. O gestor acabava desempenhando incumbências que agora podem ser facilmente otimizadas com a aplicação de soluções digitais.

Hoje, em contrapartida ao que se encontrava no mercado, a tecnologia assumiu importância nas empresas. Além de facilitar processos e permitir o desempenho de atividades sem desperdício de tempo.

Utilizando a tecnologia como vantagem competitiva

Com mais de 12 milhões de desempregados, o Brasil atravessa uma fase em que a criatividade se torna essencial para resistir à recessão financeira. Boa parte da população encontra no empreendedorismo uma alternativa para contornar as consequências da crise econômica — o que se comprova no aumento de 20% em aberturas de empresas no país ainda em 2016.

Com a junção desse empreendedorismo por necessidade ao empreendedorismo de oportunidade, aumenta a disputa por mercado consumidor. Destacar-se das concorrentes demanda investimento em seus diferenciais competitivos.

É hora de arriscar! A tecnologia como vantagem competitiva, além de melhorar o desempenho dos processos da organização, ainda funciona como um atrativo ao consumidor moderno. O cliente de 2018 está interessado em soluções de ponta, presença virtual e praticidade para suas compras. Quer saber como agregar esse cliente à sua carteira e utilizar as soluções tecnológicas a favor da marca? Há três dicas essenciais:

1. Tecnologia para divulgar a empresa

O marketing também se sujeitou às transformações. A linguagem imperativa que antes era regra na propaganda foi substituída pela persuasão. Atacar o cliente potencial com anúncios diretos não é a escolha mais sábia, e sua empresa ganha mais pontos se aposta no marketing de conteúdo.

O que isso significa? Na prática, quer dizer que utilizar propagandas massivas e estratégias de marketing baseadas no “compre” já não surgem efeito sobre o criterioso consumidor do século XXI. A solução mais inteligente é optar pela conversão. Oferecer conteúdo informativo ao cliente faz com que ele se mantenha interessado na marca e, aos poucos, perceba que ela oferece as melhores soluções para suas problemáticas.

Uma boa alternativa para fazer a prospecção de clientes e utilizar a tecnologia como vantagem competitiva é adotar novas estratégias baseadas no inbound marketing. Apostar num blog aproxima a relação consumidor-empresa e é uma excelente pedida para agregar novos rostos à carteira de clientes.

Em um blog empresarial, a marca pode discorrer sobre assuntos que interessem ao seu prospect e direcioná-lo sutilmente aos seus produtos e serviços. As postagens devem ter leitura simplificada, boa escaneabilidade e uma linguagem que condiga com seu público-alvo.

Não garantir seu espaço nas redes sociais também é um erro do qual a empresa deve fugir! Se o cliente busca pela marca na rede e não encontra nenhum website, página do Facebook ou perfil no Instagram, sua expectativa é frustrada.

Por isso, conte com uma página completa e atualizada, onde se possam encontrar os principais dados da organização. Formas de contato, release, casos de sucesso e postagens interessantes são bem-vindos.

2. Tecnologia para armazenar informações

Uma grande quantidade de informações passa pela mesa do gestor todos os dias. Gerir esse fluxo constante, claro, não é uma tarefa simples. De dados da carteira de clientes a folhas de pagamento dos funcionários, o gestor precisa assumir a responsabilidade de armazenar essas informações.

A tecnologia como vantagem competitiva simplifica o processo, especialmente quando aplicada a computação em nuvem. Chamada também de cloud computing, essa alternativa inteligente garante o armazenamento dos arquivos em uma plataforma virtual, uma espécie de arquivo online onde todo tipo de mídia pode ser alocado, garantindo a segurança da informação.

Já imaginou ter que dedicar uma sala para seus arquivos? Lidar com inúmeros papéis todos os dias? Com a ajuda dos recursos tecnológicos, não é necessário passar por esses processos arcaicos.

Instalar uma infraestrutura de TI também é uma medida que otimiza as funções e elimina etapas custosas nos processos. Sua empresa ganha tempo, podendo dedicá-lo a atividades estratégicas e economiza recursos que podem ser realocados para seus planos de ação.

3. Tecnologia para facilitar pagamento e cobrança de clientes e fornecedores

O sucesso de uma marca não depende só do volume de suas vendas, mas da qualidade delas. A inadimplência é um fantasma que assombra os gestores, porque é capaz de comprometer o caixa da empresa. Combatê-la é um desafio que pode ser contornado com a tecnologia.

O registro de clientes ajuda a visualizar quem são os inadimplentes e seus dados de contato. Manter as informações atualizadas permite que você tenha uma visão panorâmica da realidade financeira da organização.

Outra alternativa é aplicar os lembretes por e-mail ou sms. Essa medida é útil porque muitas vezes o comprador entra em inadimplência apenas por esquecimento — emitir um remember para o celular dos clientes pode ser a solução para diminuir o número de devedores na empresa.

Gostou das nossas dicas para aplicar a tecnologia como vantagem competitiva? Aproveite para potencializar o seu negócio conhecendo as 7 características essenciais a um bom administrador. É só clicar aqui!

O Autor
Vice-presidente no Asaas
Gerar boleto

Esteja sempre bem informado sem pagar nada!

Cadastre-se e receba um e-mail semanal com as últimas novidades do blog.