Você conhece a importância do planejamento financeiro para autônomos?

O planejamento financeiro para autônomos é um detalhe que, em muitos casos, acaba sendo deixado de lado. Afinal, as atividades diárias de pessoas que trabalham dessa forma acabam ocupando em muito o seu tempo e sobra pouco para cuidar de outras partes da gestão do negócio.

Entretanto, apesar da dificuldade, quem não dá a devida atenção a esse detalhe do seu negócio pode gerar um problema extremamente sério, podendo levar a empresa a ter grandes dificuldades financeiras em um futuro muito próximo.

Pensando nisso, resolvemos escrever este artigo. Nele, mostraremos a importância desse processo para um autônomo, bem como as formas de desenvolvê-lo. Acompanhe!

A importância do planejamento financeiro para autônomos

O planejamento financeiro, quando bem-feito e alinhado à realidade do empreendedor e do seu empreendimento, integra tudo o que está relacionado com o serviço prestado ou a mercadoria fornecida pelo negócio.

Esse elemento, às vezes negligenciado por muitos autônomos, é um dos grandes responsáveis pelo desenvolvimento da carreira de uma pessoa que atua dessa forma. Com ele, é possível trabalhar de modo mais tranquilo, garantindo o futuro do empreendimento e, principalmente, do profissional e de sua família.

O planejamento financeiro para autônomos nada mais é que um guia para ele, servindo como um mapa que levará o seu negócio a um alto nível de gestão, evitando ser pego de surpresa ou protegendo o seu negócio de possíveis inconsistências do mercado em que você atua.

O profissional autônomo que tem um planejamento financeiro bem estruturado, certamente, encontra-se em vantagem competitiva perante seus concorrentes. Isso ocorre porque o gestor é capaz de pagar suas despesas em dia e, ainda, separar valores para realizar investimentos e aumentar a capacidade produtiva do seu negócio.

Além disso, o planejamento financeiro possibilitará que o autônomo planeje a sua aposentadoria. Afinal, esse tipo de profissional precisa pensar nisso, principalmente, pelo fato de ser ele o principal gerador de riqueza do seu empreendimento.

Sabemos que o plano de aposentadoria fornecido pelo governo é muito incerto e não proporciona um ganho financeiro capaz de manter um padrão de vida tranquilo no futuro, sendo assim, é crucial que você, enquanto empreendedor autônomo, pense nisso o quanto antes.

O desenvolvimento do planejamento financeiro em seu negócio

Agora que você entendeu a importância que o planejamento financeiro tem para o seu negócio, vamos dar algumas dicas para que você possa desenvolver esse processo em seu empreendimento. Acompanhe!

Considere ter um plano de previdência privada

Devido às incertezas sobre a Previdência Social do INSS, o profissional autônomo que deseja ter um planejamento financeiro eficiente, e que proporcione segurança para ele e sua família, precisa pensar em ter uma previdência privada.

Isso é necessário, principalmente, para que você, após anos de dedicação, estudos e trabalho, possa gozar do merecido descanso sem reduzir muito a sua qualidade de vida atual. Ao contratar um plano de previdência privada, você escolhe o quanto quer receber por mês ao final do período de acumulação de recursos.

Muitas pessoas deixam para pensar nisso depois que estão com uma idade mais avançada, porém, essa estratégia pode ser extremamente perigosa e deixar você à mercê das limitadas ajudas vindas do governo.

Portanto, você precisa incluir em seu planejamento financeiro, desde agora, um percentual mensal a ser investido em seu plano de previdência privada. Esse montante deve ser religiosamente depositado na conta em que você abriu para esse fim, no banco de sua escolha.

Poupe e invista dinheiro

Outra estratégia fundamental para desenvolver um bom planejamento financeiro é poupar e investir dinheiro. Parte dos seus ganhos deve ser destinada para uma conta de investimentos para serem utilizados no futuro — lembrando que esse valor é extra, além daquele que é guardado para a sua aposentadoria.

Esses recursos, quando acumulados, podem servir para serem aplicados no seu negócio, com objetivo de aumentar sua capacidade de vendas, produção ou prestação de serviços, gerando mais resultados e, consequentemente, aumentando seu lucro.

Além disso, esses valores poupados e investidos podem ser utilizados em momentos de instabilidades econômicas, como o que passamos entre os anos de 2016 e 2018. Tendo essa reserva constituída, você evita cair na triste estatística de negócios que tiveram que encerrar suas atividades.

Controle todos os seus ganhos e gastos

Por fim, chegamos a uma das partes mais importantes do planejamento financeiro: o controle de todo o recurso que entra e sai de seu negócio. Não há como realizar essa tarefa sem controlar seus ganhos e, principalmente, os gastos auferidos.

O planejamento financeiro para autônomos pressupõe um controle eficiente de tudo o que é recebido e pago. Nada pode ser deixado de lado. Quando um gestor esquece ou deixa de registrar determinados fatos que ocorrem no estabelecimento, todo o trabalho pode ter sido feito em vão.

Muitos esquecem ou acreditam que não é necessário registrar movimentações consideradas pequenas. Porém, ao final de um período, quando se somam todos esses valores, podemos chegar a um montante considerável que prejudica a análise e a gestão do empreendimento.

O que ocorre, nesse caso, é uma autoenganação. O autônomo acredita que tem controle de todas as suas contas, porém, existem essas despesas fantasmas que não são reconhecidas e nem registradas, que acabam prejudicando as finanças do negócio e o seu planejamento.

Portanto, jamais negligencie pequenas entradas ou saídas de recursos. Registre e controle absolutamente tudo. Fazendo isso, você evita ter surpresas no final de um mês ou de períodos maiores.

Entretanto, a pergunta que fica no ar é a seguinte: como fazer esse registro e controle de contas? Essa indagação pode surgir, principalmente, para aqueles empreendedores que não têm muito tempo para cuidar da gestão do seu empreendimento.

Para isso, temos uma ajuda providencial da tecnologia. Atualmente, existem sistemas que são capazes de agilizar esse processo, facilitando o registro e o controle de suas contas e, ainda, fornecendo relatórios com informações precisas para você inserir em seus planos.

Utilizando essas ferramentas e as estratégias de planejamento financeiro para autônomos que mencionamos neste artigo, você terá mais tranquilidade para desenvolver suas atividades, sempre pensando em construir um futuro seguro para você, sua família e seu negócio.

Gostou do artigo de hoje? Que tal mais uma dica para melhorar a gestão do seu empreendimento? Então, confira o post que preparamos para você. Nele, mostraremos 4 detalhes que um autônomo precisa saber sobre a emissão de boletos.

Gerar boleto

Esteja sempre bem informado sem pagar nada!

Cadastre-se e receba um e-mail semanal com as últimas novidades do blog.