Terceirizar ou contratar: o que é melhor para sua empresa?

Businessman with hand on chin

Muitos empreendedores se questionam em algum momento sobre o que é melhor para sua empresa: contratar ou terceirizar certos serviços. No entanto, é importante ter bastante cautela antes de decidir a melhor alternativa para você. Ambas as opções têm suas vantagens e desvantagens, que variam de acordo com o momento e as perspectivas do empreendimento. Quer descobrir qual a melhor opção para sua empresa? Então confira a seguir nossas dicas e tome uma decisão embasada:

Quando terceirizar?

Terceirizar é bem vantajoso em algumas situações específicas. Quando, por exemplo, o serviço demandado exige uma competência que não faz parte do escopo de atividades da empresa, terceirizar é possivelmente a melhor opção.

Faz-se importante saber que, em muitos casos, o outsourcing — nome dado à contratação de outra empresa para a realização de serviços qualificados — acaba sendo uma alternativa mais econômica e também mais eficaz. A terceirização o desobriga da montagem de uma toda uma infraestrutura física e de capacitação para a realização dessas atividades.

Mas cuidado: para não cair em armadilhas e o tiro sair pela culatra, você precisa estar plenamente ciente do que faz. Seu contrato com a prestadora de serviços deve, por exemplo, discriminar os mínimos detalhes — como a quantidade de colaboradores terceirizados, as funções e tarefas por eles desempenhadas e sua respectiva remuneração. É imperativo que o valor corresponda ao piso salarial da categoria, estando os benefícios já inclusos.

Quando contratar?

Quando a atividade a ser realizada já faz parte do quadro de produção da sua empresa, contratar não só é uma opção viável, mas é, muitas vezes, melhor. Nesse caso, investir em infraestrutura e funcionários qualificados dará um upgrade na qualidade do seu produto. E, nessas situações, pode sair até mais barato. Outra questão relevante a ser ressaltada é que optar pela contratação pode ser também mais seguro, tendo em vista que, ao terceirizar, você acaba perdendo um pouco de contato com a gestão, e o serviço pode não sair completamente alinhado com o perfil e as expectativas da sua empresa.  É comum achar que essa alternativa é sempre mais cara, mas o fato é que, com o passar do tempo, os valores investidos podem ser revertidos em lucro — ou em ausência de prejuízos —, por se estar lidando com alguém completamente inserido na direção que o negócio necessita.

Mas atenção: no ato da contratação é essencial definir salários, benefícios e jornada de trabalho, pois contratar gera benefícios, mas acarreta muitos custos — especialmente em casos de demissão. Selecione bem cada funcionário, checando se ele tem o perfil que interessa à empresa, e invista em treinamento e capacitação.

Essa escolha deve, portanto, ser baseada nas verdadeiras necessidades e particularidades da empresa. As duas opções são boas formas de investimento, mas possuem características bem distintas, que devem ser minuciosamente avaliadas. Analise perfeitamente o quanto você está disposto a investir e, só então, faça sua escolha.

E então, já conseguiu se decidir pela terceirização ou contratação? Ficou ainda alguma dúvida? Comente aqui e participe da conversa!

 

Gerar boleto

Esteja sempre bem informado sem pagar nada!

Cadastre-se e receba um e-mail semanal com as últimas novidades do blog.