Questões que o fornecedor de SaaS deve saber

saasFalou-se muito nos últimos anos de como o software as a service estava mudando toda a indústria de software. Antes, softwares eram ferramentas “presas” a máquinas com poucas opções de mobilidade. Porém, com o crescimento da internet e da computação em nuvem, aliado à necessidade de dinamizar os processos, o SaaS ganhou mercado e hoje é a principal opção para empresas que desejam expandir os negócios rapidamente.

Da mesma forma que foram desenvolvidas diversas ferramentas SaaS, criaram-se volumes idênticos de artigos ensinando como escolher um software que atenda a sua necessidade. Por outro lado, não houve uma preocupação entre os fornecedores sobre o que eles deveriam saber. Como hoje a concorrência é maior e bastante qualificada, é importante saber o que entregar ao seu cliente.

Resolva o problema do seu cliente, não do mundo todo

O principal erro que empresários de SaaS cometem é acreditar que o seu serviço precisa resolver todos os problemas de uma indústria ou setor. Na verdade, as chances de sucesso quando há uma segmentação são maiores do que entre empresas generalistas.

Por mais que seja tentador olhar para o mercado e ver grandes empresas, como Cisco e IBM, com ferramentas que fazem absolutamente tudo, a realidade hoje é diferente. Não será difícil para o seu cliente encontrar soluções idênticas no mercado, dessa forma, especializar-se em resolver um problema pode ser um grande diferencial. Outra vantagem é posicionar-se como referência em um  problema específico, ou seja, uma empresa que todos irão procurar quando ele aparecer.

O cliente nem sempre tem razão

A segunda dica está muito relacionada com a primeira. Os primeiros anos da indústria do software ensinaram que a sua empresa deveria adaptar seu serviço para a empresa do cliente. O que se criou a partir disso foram empresas com serviços customizados e, muitas vezes, com equipes dedicadas para cada cliente.

O problema dessa estratégia é o custo da operação e a baixa escalabilidade. Pode ser um modelo que funcione bem para grandes corporações, mas para pequenos e médios fornecedores de SaaS não. Dessa forma, não há problema em dispensar um cliente em prol da escalabilidade e maximização dos lucros. Estes dois pontos, na verdade, são os objetivos de uma startup de software as a service.

Testes são importantes

Muitos empresários acreditam que seu produto é o melhor e mais inovador do mercado e que isso, por si só, trará clientes e dinheiro, alcançando conversões fora da realidade. A verdade é que são muitas as opções de SaaS no mercado com potencial de serem melhores que a sua. Assim, é fundamental oferecer planos de teste para os seus clientes. São através deles que você poderá mostrar todo o valor da sua solução.

Junto aos testes, é importante oferecer um suporte de qualidade eficiente. Muitas startups falham porque preocupam-se apenas em trazer o usuário para dentro do sistema, diminuindo a partir daí o tempo dedicado a ele. A verdade é que dentro da sua solução novos problemas irão aparecer e você precisa ficar atento a eles.

Aos poucos todo fornecedor de SaaS começa a entender o que funciona e o que não funciona na sua empresa. É impossível criar um guia que sirva a todos, mas é fundamental apontar alguns problemas que são comuns. Dessa forma, aumentamos suas chances de sucesso.

Aproveite os comentários abaixo para nos contar sua experiência como fornecedor de SaaS! Seus clientes estão realmente satisfeitos com o que você oferece?

banner_rodape

 

Gerar boleto

Esteja sempre bem informado sem pagar nada!

Cadastre-se e receba um e-mail semanal com as últimas novidades do blog.