Quer ser dono de uma startup? Veja o que é preciso antes mesmo de começar!

Startup business concept

O mercado das boas ideias está bastante entusiasmado com a visibilidade de inúmeras startups que deram certo — como é o caso do Facebook e da brasileira Buscapé, por exemplo. Vislumbrar o sucesso de pessoas comuns que apostaram em uma boa ideia e conseguiram vencer no mercado é um fator altamente motivador para quem sonha com o negócio próprio.

Mas antes de se lançar nessa aventura, saiba que esses modelos de sucesso passaram por diversas etapas e, hoje, suas experiências podem ensinar valiosas lições. Com essas informações à sua inteira disposição, você não precisa iniciar sua startup em um ambiente de completa incerteza, aumentando, assim, suas chances de vencer.

Hora então de adquirir a segurança necessária para ver seu sonho se tornar realidade. Não perca mais tempo, confira agora mesmo o que você precisa saber antes de efetivamente começar a empreender:

Procure opiniões

Teve uma ideia brilhante? Então, antes de mais nada, coloque-a no papel da maneira mais clara possível. Depois, passe-a para alguns amigos analisarem e colocarem suas sugestões e críticas. É claro que os amigos tendem a apoiar sua ideia, mas sempre há um ou outro que questiona a aplicabilidade ou mesmo o visual do projeto. Peça feedbacks de total sinceridade e aceite seus pareceres, pois assim você conseguirá construir uma empresa focada em soluções que realmente façam a diferença para o público.

Tendo um aval positivo nesse primeiro estágio da sua pesquisa, vá em busca de opiniões mais especializadas, de empreendedores, profissionais do mercado e até mesmo investidores. Essas pessoas trarão contribuições importantíssimas para o desenvolvimento do seu modelo de negócio, uma vez que seu enfoque é no comportamento de mercado.

Busque sua equipe

Toda startup começa com algumas poucas pessoas, bem modesta, mas ágil, eficaz e muito sonhadora. Convença duas ou três pessoas a participarem do seu projeto, mesmo que a remuneração seja, a princípio, singela — ou até inexistente. É preciso que a equipe acredite piamente na ideia, apropriando-se do discurso de que essa será a melhor solução do mercado.

Participe de eventos

Encontros, palestras e workshops sobre empreendedorismo e startups são ótimos locais para conhecer possíveis parceiros e colaboradores — e, quem sabe, até investidores — que contribuam para o desenvolvimento da sua empresa. Aproveite todas as oportunidades para contar mais a respeito da sua ideia e do modelo de negócio pretendido, solicitando feedbacks e anotando as considerações realizadas, sem, claro, levá-las para o lado pessoal.

Valide sua ideia

Um passo fundamental antes de começar sua startup é validar a ideia junto ao público-alvo, já que é ele que vai consumir o seu produto ou serviço. E não é preciso dispor de muitos recursos para isso. Pode-se, inclusive, aproveitar ferramentas on-line para efetivar essa validação.

Uma landing page bem simples costuma ser uma boa forma de legitimação de ideias. É só montar uma página de conversão para vender sua ideia para o público em geral, pedindo que deem um like, façam um cadastro ou compartilhem nas redes sociais, caso aprovem. Assim você terá uma dimensão mais exata do que o seu público pensa sobre a ideia, podendo fazer ajustes para que ela se torne mais atrativa ao mercado-alvo.

Inscreva-se em aceleradoras

Estando com o projeto bem definido, chagou a hora de procurar aceleradoras de startups. Participe de processos seletivos para dar o start na sua iniciativa. Mesmo que sua ideia não seja aprovada, é possível aprender muito com a experiência, pois os avaliadores sempre dão feedbacks bastante completos dos prós e contras da iniciativa.

Busque apoio

Mesmo que você não consiga entrar em uma aceleradora, é bom ressaltar que existem outros caminhos para começar sua startup. Você pode procurar investidores particulares, buscar sites de crowdsourcing ou mesmo um esquema de financiamento coletivo.

No crowdsourcing você cadastra sua ideia e diz o quanto precisa para viabilizá-la. É necessário ter um grande poder de convencimento para saber vender sua startup, pois você só efetivamente recebe as quantias doadas caso atinja o valor total do projeto. Do contrário, o dinheiro é devidamente devolvido aos doadores.

E então, agora que está totalmente preparado para iniciar sua startup, comente aqui e nos conte: como anda seu planejamento?Já teve sua grande ideia? Compartilhe conosco suas dúvidas e aflições!

 

Gerar boleto

Esteja sempre bem informado sem pagar nada!

Cadastre-se e receba um e-mail semanal com as últimas novidades do blog.