Quando vale a pena terceirizar?

Quando_vale_a_pena_terceirizar.jpg.jpeg

É comum que muitas empresas, pensando na redução de custos e até mesmo na otimização de processos e melhoria dos serviços prestados, pensem em terceirizar atividades e processos. Mas será que realmente vale a pena?

No post de hoje, você irá entender quando a sua empresa deve terceirizar e quais os cuidados que deverão ser tomados na terceirização. Assim, você poderá decidir se vale a pena terceirizar ou não.

O que é a terceirização?

A terceirização ou outsourcing é um processo pelo qual uma empresa contrata os serviços de um trabalhador com a utilização de outra empresa. Dessa forma, a empresa tomadora dos serviços usufrui destes, mas não cria vínculos trabalhistas com o funcionário, sendo responsabilidade da empresa que administra este tipo de mão de obra todas as questões legais relativas ao colaborador.

Quando minha empresa deve terceirizar?

A terceirização é uma opção bastante oportuna quando o serviço que está sendo contratado exige uma maior qualificação do que o quadro de colaboradores apresenta ou ainda quando a atividade não faz parte do escopo geral da empresa. Um exemplo clássico seria a contratação de uma empresa de contabilidade, uma consultoria tributária ou de marketing.

Outra possibilidade de utilização da terceirização é na busca pela diminuição de custos ou para o desempenho de funções cuja empresa tomadora do serviço não possui a estrutura mínima necessária, como acontece, geralmente, no caso de prestadores de serviços da área de informática ou de limpeza.

Cuidados ao terceirizar

A terceirização como opção para diminuição de custos deve ser bastante estudada, já que muitas empresas contratam funcionárias para a prestação do mesmo tipo de serviço fornecido por seus colaboradores, mas com um valor salarial menor, o que pode gerar problemas, como desmotivação do quadro de funcionários e até mesmo ações coletivas.

Outro cuidado necessário é verificar a idoneidade da empresa que irá intermediar os colaboradores e as experiências e conhecimentos destes funcionários, já que a contratação de mão de obra não competente pode ocasionar mais custos para sua empresa.

É preciso ficar atento à legislação vigente em relação aos acordos trabalhistas e à Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), as quais delimitam os tipos de atividades que podem ser prestadas por terceirizados, bem como a forma que isto pode ocorrer.

O empresário também deverá levar em consideração, na hora de demitir para terceirizar, os custos que estão envolvidos com a demissão, como o pagamento de multa indenizatória e outros valores envolvidos no desligamento de colaboradores que podem pesar no orçamento.

A terceirização pode ser uma boa opção para sua empresa, caso você queira focar mais em sua atividade, precise de mão de obra altamente especializada ou não tenha os recursos disponíveis para determinada atividade.

Porém, só vale a pena terceirizar quando se tomam diversos cuidados que vão desde o conhecimento da legislação, o que irá evitar problemas e passivos trabalhistas, passando pelo equilíbrio entre funcionários registrados e terceirizados e a como os serviços prestados serão utilizados por sua empresa.

Curta nossa página no Facebook e fique por dentro deste e de outros assuntos que farão a diferença para a sua empresa!

O Autor
Vice-presidente no Asaas
Gerar boleto

Esteja sempre bem informado sem pagar nada!

Cadastre-se e receba um e-mail semanal com as últimas novidades do blog.