Por que mentores são importantes para empreendedores individuais e MEI’s?

 

Mentores são pessoas experientes, sejam eles profissionais ou não, que auxiliam os clientes que precisam de consultoria e orientação sobre como tornar os negócios mais rentáveis e sólidos. Os mentores devem ser cuidadosamente escolhidos por sua área de especialização, de forma a conseguirem repassar suas expertises com o máximo de propriedade.

Já ouviu falar de mentores para empreendedores? Entenda, lendo nosso post de hoje na íntegra, como essa pode ser uma excelente ideia para MEIs, pequenos, e médios empresários. Acompanhe!

O processo de mentoring para os MEIs e empresas de menor porte

A busca pelo mentor começa na hora em que o empreendedor individual ou o responsável por uma pequena ou média empresa, passa a identificar seus potenciais e suas principais falhas, e sente a necessidade de receber aconselhamento de pessoas que fizeram seus empreendimentos crescerem.

Em geral, a parceria é feita de maneira informal, sem contratação ou até mesmo contrapartidas para o mentor. Normalmente o que o mentor observa é o potencial que aquela empresa possui e a seriedade envolvida. Em alguns casos o mentoring pode até gerar sociedades bem-sucedidas.

O auxílio do mentor em um negócio

Normalmente o trabalho de um mentor consiste em:

  • ouvir o empreendedor;
  • assessorar e aconselhar;
  • identificar problemas e áreas de melhoria;
  • sugerir soluções e ajudar na elaboração de um plano de negócios;
  • contribuir com observações independentes e bem informadas para auxiliar uma empresa no seu processo de tomada de decisão.

A partir disso é feita uma intervenção na administração geral do negócio: melhorias na estruturação financeira, planejamento de produção, desenvolvimento de um plano de marketing e instituição de um planejamento estratégico.

Principais qualidades de um mentor

Os mentores normalmente são extremamente organizados, e com o auxílio de todo esse processo descrito eles conseguem esboçar diretrizes a serem seguidas para cada passo, destacar pontos fracos e fortes e trabalhar em cima disso. Também conseguem se prestar para qualquer novo aconselhamento quando tudo estiver funcionando a pleno vapor.

Um conhecido case de sucesso envolvendo mentores para empreendedores

Qual brasileiro nunca ouviu falar em Sílvio Santos? Esse empresário, que já esteve entre as personalidades mais ricas do mundo, começou sua trajetória como um microempreendedor individual, vendendo capinhas para títulos de eleitor e após algum tempo, ao perceber que ele tinha uma voz marcante e um forte poder de persuasão, foi trabalhar no rádio para complementar sua renda.

Pontos fortes

Sílvio sempre aproveitava os pontos fortes que percebia em si mesmo, e se aproveitou disso para variar os produtos que vendia, criar promoções e até mesmo lançar novos produtos no mercado.

Mentoring para o Baú

Não demorou para que Manoel da Nóbrega (o antigo protagonista da Praça da Alegria, hoje A Praça é Nossa), que era o dono do Baú da Felicidade, percebesse o extremo talento para os negócios de Sílvio Santos e pedir auxílio para alavancar o negócio que não ia muito bem das pernas.

O resultado desse mentoring recebido por Manuel todo mundo conhece: o Baú se modificou, fez sucesso, Sílvio de sócio passou a ser dono de tudo e suas empresas não pararam de crescer.

O que vale nesse caso é a percepção de como um título de capitalização, que nos primórdios dava uma caixa de brinquedos no momento do resgate, se tornou um império sólido e próspero, a partir do aconselhamento e da administração da forma ideal.

O aconselhamento de mentores para empreendedores parece ser realmente uma ótima ideia, não é? Então não deixe de compartilhar este post com seus amigos nas redes sociais!

O Autor
Vice-presidente no Asaas
Gerar boleto

Esteja sempre bem informado sem pagar nada!

Cadastre-se e receba um e-mail semanal com as últimas novidades do blog.