Oportunidades em Renda Fixa

Por Diego Contezini
Publicado em 18 de novembro, 2015 | Atualizado em 23 de setembro, 2020

20140922-dinheirama-emergencias-financeiras
Com a taxa de juros elevada, hoje a 14,25% ao ano, fica mais difícil pegar empréstimos para financiar aquisições, pois o custo do dinheiro fica mais elevado, em contra partida, quem tem dinheiro para “emprestar”, via ativos financeiros por exemplo, tem vantagens interessantes, uma delas é ser remunerado por uma taxa atrativa com um risco controlado.
A compra de um ativo financeiro nada mais é que um empréstimo, no caso da compra de um titulo publico por exemplo, esse dinheiro está sendo emprestado para o governo, que irá financiar seus investimentos, principalmente em obras de infraestrutura, um CDB, o empréstimo é para o banco emissor financiar suas operações, na poupança, temos um empréstimo para pessoas que desejam comprar sua casa própria, e assim por diante.
Resumindo, em uma operação financeira, sempre terá um empréstimo em contra-partida, um empréstimo com um destino e um proposito claro, que vai juntamente com a rentabilidade, definir o nível de risco que o produto oferece, quanto maior o risco, maior o retorno, com baixo risco o retorno por consequência será menor, não existe almoço grátis.
Então cuide muito com o que lhe oferecem, não existe milagre de 3% ao mês sem risco, se a rentabilidade é muito acima da SELIC ao ano, o risco é proporcional, existem muitas opções de investimento em renda fixa nesse momento do fim do ciclo de alta na taxa de juros, importante pesquisar, argumentar e principalmente ter alguém que conheça o mercado financeiro e seja confiável por perto, com dinheiro não se brinca!

No Asaas você tem dinheiro antecipado