Chave Pix: o que é, como funciona, quais os tipos e quando usar

por 16 set 2021Conta Digital

O Pix, novo meio de transferência de dinheiro desenhado pelo Banco Central, já está circulando entre os brasileiros desde novembro de 2020.

Em breve, seu lançamento completa um ano e sua inovação é incontestável: ultrapassou os antigos TED e DOC em números de transações e já movimentou R$ 150,3 bilhões até o último dia de 2020. O valor corresponde a um fluxo diário de R$ 3,3 bilhões, conforme o Portal R7.

Dispensando a intermediação de terceiros, as transferências via Pix são finalizadas em poucos segundos, em qualquer dia do ano, a baixo ou zero custo. Tudo o que precisa é de uma chave Pix.

Com a intenção de facilitar as transferências, que antes necessitavam de dados bancários, agora você consegue receber ou pagar, usando dados simples como CPF/CNPJ, e-mail ou número de telefone. Mas calma, você também não é obrigado a registrar seus dados se não quiser!

A seguir vamos te ajudar a entender como a chave Pix funciona, quais são as opções de registro e como usar com segurança. Continue acompanhando.

Conteúdo

O que é uma chave Pix?

Para que uma transação fosse mais acessível para todos, era necessário que, além da rapidez e baixo custo, também tivesse uma identificação de fácil memorização. Por isso, o Banco Central decidiu por implementar a chave Pix.

Assim, você pode pedir os dados para o recebedor, ou passar os seus, muito mais rapidamente, sem ter que consultar os dados bancários. Podendo fazer um Pix, por exemplo, com o número do seu celular.

O Pix oferece quatro opções de dados que podem ser usados como chave, são eles: CPF/CNPJ, número de celular, e-mail ou uma chave gerada aleatoriamente. Caso tenha uma empresa, poderá usar ainda um QR Code para cobrar seus serviços ou produtos de maneira simplificada.

Não existe um tipo de chave melhor ou mais confiável, visto que todos exigem confirmação e oferecem o mesmo nível de segurança. No entanto, é importante entender as diferenças e vantagens em cada uma delas.

Banner baixar e-book gratuito - Pix: o que você precisa saber para receber com pix em seu negócio. Um guia prático sobre as diferentes formas de usar o pix para profissionalizar as cobranças.

Quais são os tipos de chave Pix?

Segundo o Banco Central, as chaves Pix são “‘apelidos’ utilizados para identificar a sua conta”. Ou seja, é um código que representa sua conta ao utilizar o Pix.

Assim, se precisar receber um determinado valor em dinheiro, não é necessário passar todos os seus dados, somente a chave Pix.

Pessoas físicas podem registrar até cinco chaves, enquanto que pessoas jurídicas podem registrar até vinte chaves.

No entanto, um mesmo dado não pode ser utilizado em duas contas diferentes. Por exemplo, não é possível utilizar o mesmo e-mail em duas instituições distintas.

Você pode escolher entre os seguintes dados para representar sua chave Pix:

1. CPF/CNPJ

Mais recomendado para o uso em pagamentos formais, salário ou compras de valores altos, como imóveis ou veículos.

2. E-mail

Uma boa alternativa para agilizar pagamentos feitos por quem já tenha seu e-mail cadastrado. Você pode, por exemplo, usar seu e-mail corporativo para receber seu salário.

No entanto, atente-se ao fato de estar passando seu endereço eletrônico para outras pessoas.

3. Número do celular

A melhor opção para transferências pessoais, como amigos e familiares que tenham seu número na agenda de contatos. Esse dado agiliza pagamentos do dia a dia, mas lembre-se que não é uma boa ideia caso esteja procurando privacidade.

4. Chave aleatória

Ótima para quem não quer divulgar nenhum dado pessoal, mas quer a facilidade da chave Pix. Uma sequência aleatória de números é gerada, sendo suficiente para receber um pagamento. A desvantagem fica na difícil memorização, sendo necessário manter anotado.

5. QR Code

O QR Code Pix é ideal para quem trabalha com vendas, pois nenhum dado precisa ser divulgado e tem praticidade na hora do pagamento. Basta que o cliente aponte a câmera do celular e efetue a transação.

Caso não queira registrar seus dados pessoais e nem gerar uma chave aleatória, também é possível usar os dados bancários como nos tradicionais TED e DOC, sendo necessário apenas escolher a opção Pix na hora da transferência.

Outra forma de receber de seus clientes por QR Code Pix, é por meio de boleto bancário. Existem ferramentas que possibilitam a emissão de boleto com QR Code anexo, desfrutando de pagamentos instantâneos. Assim também, oferecendo ao cliente duas opções de pagamento em um só lugar.

O Asaas é uma dessas ferramentas. Ao escolher esta opção, você permite que o pagador escaneie o QR Code Pix ou copie o código direto do boleto. Com isso, o recebimento ocorre de forma instantânea e as taxas são as mesmas das demais transações por Pix.

Como cadastrar uma chave Pix?

Para dar adeus ao preenchimento de múltiplos dados e começar a realizar pagamentos e receber dinheiro mais rapidamente, poderá registrar sua chave Pix pelos meios digitais de sua instituição financeira ou de pagamentos, ou seja, no internet banking ou aplicativo.

Você pode registrar todas as suas chaves (CPF/CNPJ, e-mail e número de celular) em uma só conta. Dessa forma, pode escolher qual chave passar, a depender do contexto e da pessoa.

Mas caso tenha mais de uma conta ou instituições diferentes, pode registrar separadamente. Por exemplo: CPF em sua conta primária e e-mail em uma poupança pessoal.

Em todo caso, será necessário confirmar a posse de seus dados, conforme descrito abaixo:

E-mail

Para isso, deverá inserir no aplicativo ou internet banking um código de confirmação enviado ao seu endereço eletrônico.

Número de celular

Um SMS será enviado com o código de confirmação. Basta inserir o código na solicitação da chave Pix.

CPF

Excepcionalmente para o CPF, não é necessário confirmação. Só é possível usar o CPF cadastrado em sua conta.

Como fazer portabilidade de chave Pix?

Pensando na liberdade dos usuários, foi criada a portabilidade do Pix. Assim, qualquer pessoa pode alternar seus dados entre as instituições financeiras de sua escolha, deixando o CPF, e-mail ou telefone livres.

É impossível ter a mesma chave Pix em dois bancos ou fintechs diferentes, mas caso seja necessário, você poderá pedir a portabilidade. A seguir, confira como o processo é feito:

  1. Peça a portabilidade da chave Pix em sua nova instituição financeira ou de pagamentos;
  2. O antigo portador irá te notificar da solicitação, basta aceitar;
  3. Pronto! Sua chave Pix já está pronta para o uso em sua nova conta.

Lembrando que a portabilidade é gratuita e todo banco ou fintech deve oferecer.

Como funciona a reivindicação de chave Pix?

Em caso de número de celular antigo ou e-mail desatualizado, é possível que a chave já pertença a outro usuário.

Para resolver essa questão, basta pedir a reivindicação da chave Pix ao seu banco ou instituição de pagamento.

O processo leva em torno de sete dias corridos, onde o dono original pode confirmar a posse. Caso contrário, ela será repassada a você.

Agora que você já sabe como funciona a chave Pix, conheça o Pix Saque e o Pix Troco e saiba como eles podem ser usados em estabelecimentos e quais as vantagens para o comércio.

No Asaas você tem negativação de devedores